target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

Confie em Mim - Harlan Coben

>>  segunda-feira, 19 de abril de 2010

COBEN, Harlan. Confie em mim. Rio de Janeiro: Editora Sextante, 2009. 320p.

“Até onde você iria por amor à sua família?”

Em uma das minhas diversas compras online e aproveitando uma promoção, eu comprei o livro da resenha de hoje. Na verdade na época eu não tinha ouvido falar do livro, não conhecia o autor, mas vi que era um suspense e a sinopse me interessou bastante. E como sempre procuro diversificar os estilos (para não ler só sobre fantasia, vampiros e juvenis rsrs) comprei, e ele ficou meses aqui na minha estante, até que outro dia peguei o livro para ler... li em dois dias, de olhos arregalados, e fiquei pensando “como foi que eu demorei tanto tempo para ler este livro”. 

Agora como resultado eu quero ler todos os livros do autor, e convido todos os leitores para conhecerem este autor fantástico, e o emocionante Confie em Mim de Harlan Coben. Depois não digam que eu não avisei, mas vamos a história ;)

Adam Baye como muitos adolescentes, era uma criança alegre e feliz e se tornou um jovem revoltado em um piscar de olhos. Principalmente depois do suicídio de seu melhor amigo Spencer Hill, ele ficou cada dia mais distante. Seus pais não entendiam muito bem como, nem quando isso aconteceu, mas de repente, seu amado filho se fechou em um mundo inalcançável. 

Preocupados com o comportamento do filho, o Dr. Mike Baye e sua esposa Tia, resolvem instalar um programa de monitoração no computador de Adam. Inicialmente não descobrem nada importante, até que uma estranha mensagem muda completamente a vida de todos: “Fica de bico calado que a gente se safa”

Enquanto isso Betsy, a mãe de Spencer, sofria desesperadamente pela perda de seu filho. Ela não entendia onde os pais tinham errado, como não repararam que o filho estava prestes a acabar com a própria vida? Que tipo de mãe não percebe tamanho sofrimento em uma criança? Em meio à tamanha dor, ela encontra uma foto que levanta suspeitas sobre a morte do filho. Ao contrário do que todos pensavam Spencer não estava sozinho naquela noite. Teria sido mesmo suicídio?

Sem saber o que pensar, Betsy procura Adam e o confronta com a foto, mas o garoto afirma não saber nada sobre aquilo. Porém, naquela mesma noite, Adam desaparece misteriosamente. Preocupados com o filho e acreditando que Adam corre grande perigo, seus pais não medirão esforços para encontrá-lo.

A chefe de investigações Loren Muse conduz com inteligência seu departamento, convive diariamente com o preconceito dos investigadores, que consideram uma afronta uma mulher neste cargo. Onde eles vêem uma prostituta assassinada e uma dona de casa desaparecida, ela enxerga uma estranha ligação e resolve investigar. 

Todos estes acontecimentos irão fazer com que a vida destas pessoas se cruzem de maneira brutal, trágica e inesperada. Histórias que se fundem, destinos alterados, vidas interrompidas e um final surpreendente.

O livro é muito bem construído, cada capítulo termina de forma emocionante e você fica doido para saber o que vai acontecer a seguir. As várias histórias paralelas se alternam constantemente, mas de forma coesa, sem prejudicar em nada o enredo. 

Além dos personagens citados acima você também irá conhecer Guy Novak, o pai que cria sozinho a sua filha Yasmin e faz tudo por sua felicidade, até que um infeliz incidente com um professor torna a vida da menina um inferno. Na mesma vizinhança encontraremos os Loreman, uma família devastada pela doença do filho Lucas, que precisa urgentemente de um transplante de rim e pela saúde do filho, a mãe põe em risco um segredo devastador. 

O que mais me marcou neste livro foi à forma como um simples evento pode alterar o destino de tantas pessoas, como um efeito dominó, um simples e-mail põe em risco a vida de várias pessoas. O autor questiona ainda os limites de relacionamento entre pais e filhos, até onde precisamos confiar e em que ponto devemos intervir? Vemos de perto o que os pais são capazes de fazer para proteger seus filhos, e o que um filho seria capaz de fazer para salvar aqueles que ama. Até onde você iria para proteger as pessoas que mais ama na vida?

E não é que ao terminar este livro, que eu amei, li através do Skoob que outro livro do autor “Não conte a ninguém” é ainda melhor. Quem leu conte para mim o que achou, e quem ainda não conhece o autor vá correndo buscar o seu! 

Postar um comentário

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO