target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

Dragões de Éter: Corações de Neve

>>  segunda-feira, 13 de setembro de 2010


DRACCON, Raphael. Dragões de Éter: Corações de Neve. São Paulo: Editora Leya, 2010. 496p. (Dragões de Éter, v.2)

“Abra a mente, imagine e visualize comigo. Vamos no seu tempo. E um. E dois. E três.”

Eu já contei como esta saga começou, mas se você ainda não leu clique AQUI. Agora hoje vou contar uma outra história, uma história de uma Nova Era que se inicia, de feitos extraordinários e de personagens surpreendentes. Venha comigo e conheça Dragões de Éter: Corações de Neve e não se espante quando eu disser que este livro é ainda melhor que o primeiro. 

Não contém spoiler, mesmo para quem não leu o livro anterior !

Houve um tempo em que um caçador salvou uma menina de ser devorada por um lobo, em que dois irmãos conseguiram cozinhar a bruxa que queria devorá-los, que um pirata atacou o maior dos Reis e que um príncipe virou sapo. Muita coisa aconteceu naquele tempo, mas agora nós vamos falar de uma Nora Era em Nova Ether, entretanto, coisas estranhas continuam a acontecer...

Naquele palácio vivem dois príncipes, um era o primogênito que fora treinado para ser Rei e o outro cresceu livre, conviveu com o povo e acabou se tornando um pugilista. Mas ele não era só um pugilista, ele era o melhor de todos os lutadores do Reino e agora iria participar do maior torneio de todos os tempos, ele era Axel Branford, idolatrado pelo Reino, adorado pela plebe e amado por uma garota muito especial.

Todos os reinos vizinhos compareceriam para participar do Punho de Ferro e também para um acontecimento de grande importância para todos, onde um Rei poderia fazer três pedidos, e como vocês sabem não se nega um pedido de um Rei, mesmo se você não for um gênio. E aquele Rei usou o terceiro pedido para pedir a libertação de um condenado a prisão perpétua, um condenado que podia trazer problemas a todos os Reis, afinal ele era um ladrão, roubava dos ricos para dar aos pobres, ele que ficou conhecido como Robin Hood. 

E como aquele foi um dia de grandes acontecimentos,  chegou ao palácio um Reino que surpreenderia a todos os presentes, trazendo a tecnologia do Oriente e milagres nunca antes vistos em Arzallum.  O gnomo Rumpelskitichen demonstrou a união da magia e da ciência em busca de evolução. E aquilo mudaria o mundo, mais uma vez.

Não muito longe dali, ele que fora um marujo novato, tinha um plano secreto que mudaria a vida de muitas pessoas. Snail Galford estava formando um exército, unindo duas antigas sociedades secretas e formando um único bando, que abraçaram seu destino, sonharam novos sonhos e esperaram por seu líder, junto com eles havia uma bruxa.

Apesar de tudo que ainda aconteceria em Nova Ether, todos os olhares estavam voltados para aquele príncipe, o que participaria do maior torneio de todos os tempos. Estava em suas mãos, o futuro de Arzallum e consagração de seu Reino. Mais do que um torneio, era uma disputa política e um alto intitulado imperador desejava a derrota do príncipe e a vitória de seu guerreiro, e vocês nem imaginam o que ele seria capaz de fazer para conseguir.  

“Você, Axel, vai dar ao mundo uma prévia de quem será o governante desse continente na próxima Era. Você definirá a moral do seu povo. Você ou irá fracassar retumbantemente e assim afundará Arzallum com você ou irá ter um sucesso inacreditável e assim avisará ao mundo que é Arzallum que ainda comanda as nações.” 

A força de um príncipe será testada, o amor por uma plebéia estará em jogo e aquele que antes era apenas uma criança de 13 anos, agora é um adolescente de 14 e irá mostrar o seu valor. Um homem lutará mais um vez por liberdade e nosso coração sonhará com ele. João e Maria Hanson, Ariane Narin e toda Nova Ether te convidam para esta história, onde a estrela romântica de Blake, irá brilhar mais uma vez. 

“- Aceitar algo que possa recordá-la, Maria Hanson, seria admitir a possibilidade de que eu poderia esquecê-la...”

O Raphael Draccon havia me avisado, eu falei com vocês lá no início do texto, mas ainda assim eu fiquei surpresa, por gostar ainda mais deste livro do que do primeiro. Talvez por não termos mais toda a parte introdutória, o segundo livro tem muita ação, muitos perigos e o campeonato de pugilismo é de arrepiar, literalmente.  O que mais posso dizer, amei, amei... leiam, leiam logo ^^

A narrativa continua se alternando entre os diversos personagens, mas isso não me incomoda nem um pouco, só me deixa mais curiosa porque a todo momento a história é interrompida e o autor começa a contar sobre outro personagem. Novamente eu fiquei agoniada, fiquei sem dormir até acabar o livro e torci junto... na arena de vidro...por Axel Branford, e vibrei e chorei diversas vezes. 

Fantástica a evolução de alguns personagens, João Hanson foi meu personagem favorito neste livro, embora eu continue caidinha pelo Axel aiai, que príncipe gente. Ariane Narin está cada vez mais sem papas na língua e garante alguns momentos divertidos, embora as gírias da personagem me incomodem um pouco. Gosto muito também de Muralha, o segurança do príncipe, e adorei os novos personagens como Ruggiero, o lutador do Oriente no torneio. 

“Vamos, é hora de retornarmos ao mundo linear. E um. E dois. E três.”

Não deixem de ler esta Trilogia, a história é mágica e irresistível.  Este livro merecia os “7 anões” mas só posso dar 5 ^^  Raphael Draccon é o autor do mês no Viagem Literária, então aproveitem para participar da promoção que está acontecendo no blog e aguardem que em breve a resenha do terceiro livro e a entrevista com o autor.

Trilogia Dragões de Éter
  1. Caçadores de Bruxas
  2. Corações de Neve
  3. Círculos de Chuva

Avaliação (1 a 5):

Postar um comentário

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO