target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

Runas - Joanne Harris

>>  sexta-feira, 24 de setembro de 2010


HARRIS, Joanne. Runas: A magia sempre sobrevive. Rio de Janeiro: Rocco Jovens Leitores, 2010. 480p. Título original: Runemarks.

“Vejo um exército pronto para a batalha.
Vejo um general postado sozinho.
Vejo um traidor no portão.
Vejo um sacrifício.

Os mortos despertarão dos aposentos de Hel.
E o Inonimável se levantará e Nove Mundos se perderão,
A não ser que os Sete Adormecidos despertem
E o Trovejante seja libertado do Mundo Inferior...”

O mundo dos livros nunca perde sua magia, ela se renova, surpreende e inova, aquece corações e encanta os amantes da literatura fantástica. E fantasia e magia estão presentes em cada linha deste livro, hoje se deixe seduzir pela mitologia nórdica de Runas da autora inglesa Joanne Harris.

Esta história começa quinhentos anos após o Fim do Mundo, nos Mundos Médios, mais precisamente na pequena aldeia de Malbry. E lá que vive Maddy Smith a garota que já nasceu marcada, cresceu sendo rejeitada e era vista como uma bruxa na comunidade. Sua má sorte começou com aquela pequena marca, uma pequena runa na palma da mão, depois vieram os sonhos estranhos para aquele mundo onde era proibido sonhar. E depois, bom depois vieram os goblins e tudo realmente começou a se complicar.

Maddy sempre soube que era diferente de todos, sua mãe morreu no seu parto, seu pai mal a olhava e sua irmã parecia um ser de outro planeta, com sua beleza clássica e sua conduta apropriada. Ela cresceu sozinha e isolada, escondida, observando tudo pelas sombras. E então veio o poder, ela pode enxergar as cores das pessoas, com Bjarkán, a runa da revelação, podia ver muito mais. Ela sempre soube do seu dom, mas para aprender a controlá-lo contou com a ajuda de seu único amigo, o misterioso viajante Um olho que sabia tudo sobre o poder das Runas.

Mas ela também sabia que carregava um dom perigoso, todos temiam os usuários da magia e a pena para os que fossem pegos era a morte. A Ordem controlava o novo mundo, eles tinham o poder da Palavra e com ela todos seriam dominados. E o pároco da cidade não gostava nem um pouco daquela estranha menina.

Por anos ela foi treinada até que um dia eles embarcaram em uma perigosa jornada, rumo ao desconhecido. Maddy não sabia quem realmente era seu amigo misterioso, de onde vinha seu poder ou se realmente podia acreditar no que ele lhe dizia. Ela descerá aos mundos inferiores, conhecerá Loki – o traidor, e buscará por um tesouro perdido.  Só que ela nem imagina o poder que aquele tesouro carrega, ela encontrará O Sussurrante.

“No começo havia a Palavra.
E a Palavra gerou o Homem
E o Homem gerou o Sonho
E o Sonho gerou os deuses
E depois disso as coisas ficaram
Só um pouquinho mais complicadas...”

Runas mistura uma infinidade de ingredientes fantásticos e cria uma história de fantasia inovadora: a magia das Runas, mitologia nórdica, deuses, profecias, oráculos, religião, poder, transformação e todo tipo de ser fantástico.  O livro combina um enredo juvenil com críticas bem construídas ao poder e a religião dominante. Iremos acompanhar Maddy que cresceu sem um lugar no mundo, na busca pelo seu verdadeiro lugar, pelo seu destino. E é uma corrida alucinante, cheia de personagens, lendas, poderes e a nossa heroína está sempre pronta para qualquer desafio. 

Gostei muito de Maddy, gostei de Loki – um personagem que nunca sabemos se é do bem ou do mal, do Um Olho e até de um dos goblins. A autora conduziu muito bem a narração, não achei o livro confuso, mas achei que tinha personagens demais. E muitos – como a família de Maddy - nem foram citados no decorrer da trama. E depois vira aquela correria doida e eu pensava, este povo não come, não dorme, só anda e anda rs. 

Quem acompanha o blog sabe que este é meu estilo literário favorito e embora eu tenha gostado muito do enredo do livro, não me encantou. E eu nem sei explicar exatamente porque não me apaixonei pela história. Gostei dos personagens, os mistérios são inúmeros, eu adoro uma boa profecia e o enredo convence, mas não emociona. Acho que faltou humanidade nos personagens, faltou uma introdução melhor na vida de Maddy antes do início da grande aventura.  O que mais gostei no livro foi o aprendizado sobre as runas e o poder que elas contem.. imagine alguém “jogar” uma runa Ice e congelar uma pessoa? Achei o máximo isso ^^

No site da autora foi divulgada a continuação do livro que terá o título de Runelight e tem até um capítulo do novo livro disponível. Para quem é fã deste estilo literário vale a pena conferir o enredo e os desdobramentos de Runas. 


Série Runas da Joanne Harris:

  1. Runas (Runemarks)
  2. Luz das Runas (Runelight) 

Avaliação (1 a 5):

Postar um comentário

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO