target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

Cilada - Harlan Coben

>>  terça-feira, 22 de março de 2011


COBEN, Harlan. Cilada. Rio de Janeiro: Editora Sextante, 2010. 272p. (Título original: Caught).

“Abri a boca para falar, mas nada saiu. Reconheci a apresentadora da tal rede de TV...
- Por que você tem mantido conversas on-line de cunho sexual com uma garota de 13 anos? Temos todos os registros dessas conversas.
... aquela que atraia pedófilos para uma armadilha e os flagrava diante das câmeras para que o mundo inteiro pudesse ver.
- Veio aqui para ter relações sexuais com uma garota de 13 anos?
Quando enfim me dei conta do que realmente estava acontecendo, senti os ossos congelarem. Mais pessoas irromperam na sala. Produtores, na certa. Um segundo cameraman. Dois policiais. As lentes chegaram mais perto. As luzes se intensificaram. Gotículas de suor brotavam em minha testa. Comecei a tremer, a negar.
Tarde demais.
Dois dias depois, o programa estava no ar. O mundo inteiro viu.”

O autor do livro de hoje é garantia de suspense, personagens complexos e reviravoltas surpreendentes. Impossível desgrudar de cada uma das páginas de Cilada de Harlan Coben.

O assistente social Dan Mercer trabalhava com adolescentes problemáticos em um centro comunitário e amava seu trabalho. Quando criança não tinha família e viveu com famílias adotivas até entrar para a faculdade, com muito esforço se formou com prestígio em Harvard. De família ele só tinha sua ex-mulher e a filha dela, sua afilhada.

Mas sua vida solitária muda completamente quando é acusado de pedofilia ao vivo em um programa de TV. O nome da repórter é Wendy Tynes, a mulher que destruiu a sua vida.

No mesmo período Haley McWaild uma adolescente de 17 anos desaparece misteriosamente. Aluna aplicada e filha exemplar a policia fez de tudo para encontrá-la sem obter nenhuma pista. Agora três meses depois todos esperavam o pior.

Wendy comandava um polêmico programa de TV que criava armadilhas para desmascarar os pedófilos da cidade.  Inteligente, bonita e decidida não poupou esforços para levar Dan a julgamento.

Mas no julgamento Dan foi inocentado, todas as acusações contra ele foram retiradas. A carreira de Wendy iria sofrer as conseqüências, mas ninguém sofreria tanto quanto Dan. Inocentado pela justiça e condenado pela sociedade. As pessoas o perseguiam, encaravam, ameaçavam; ele não tinha mais liberdade.

E é aí que Dan é assassinado brutalmente e Wendy acaba sendo a única testemunha. E agora seus instintos lhe dizem que ele pode ser inocente e ela precisa descobrir a verdade. Dan, Wendy, Haley. Todos têm algo a esconder, seus segredos estão interligados e quando alguém cai em uma Cilada as conseqüências podem ser permanentes.


Lendo o texto acima pode parecer que eu contei muito da história, mas isso é só o pano de fundo, não contei nada que não esteja na contra capa e tudo isso acontece logo no início da trama. Depois vamos acompanhado o sofrimento de Dan, as dúvidas de Wendy, o enorme sofrimento da família de Haley e as investigações da policia.

O que eu mais gosto nos livros do Harlan Coben é sua capacidade de mudar nossa visão sobre seus personagens, você começa o livro odiando alguém e termina sentindo pena ou adorando a pessoa. Começa gostando e no final quer matar a pessoa, em seus livros os personagens são muito reais, cheios de problemas, defeitos e segredos.

E depois as reviravoltas, este é um daqueles livros de suspense em que você nunca sabe nada, até a última página ele apronta alguma e você fica com cara de “como assim?”. Quando eu digo que  a gente não sabe nada não é só, por exemplo, a identidade do assassino. Toda a trama pode mudar de repente, adoro isso.  

E este não fugiu a regra, adorei os personagens, li o livro sem desgrudar doida para saber o final e claro me surpreendi.  O leitor simpatiza com Dan desde o inicio e tem “quase” certeza que ele é inocente, mas o tempo todo a dúvida aumenta. Wendy no começo parece ser a vilã, mas a gente logo fica gostando da personagem e do seu filho muito divertido. 

Para quem gosta de um bom suspense, o autor é item indispensável na lista. Já tenho os outros livros dele, mas ainda não li todos. Com certeza recomendo, leiam!

Livros do autor resenhados no blog:

Avaliação (1 a 5):

Postar um comentário

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO