target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

Viaje com as séries #7 - Glee

>>  segunda-feira, 14 de maio de 2012

Hoje é dia de música aqui no VL, é dia de Glee! A série musical bombou na sua temporada de estreia, o sucesso foi mundial. Nos Estados Unidos, a emissora que transmite a produção é a Fox e, no Brasil, quem passou foi a Globo, nas manhãs de sábado e madrugas da vida, como sempre fazem.


Musicais nunca me chamaram muito a atenção, sinceramente não sei o motivo, mas devido a todo o bafafá envolvendo Glee, eu quis conferir. Os personagens fortes, que lutam por seus sonhos, me ganharam, assim como muitas das músicas que embalam a trama. Passei a acompanhar e acompanho até hoje, na terceira temporada.

A série foi criada por Ryan Murphy, Brad Falchuk e Ian Brennan, que primeiro concebeu Glee como um filme. A primeira temporada foi ao ar a partir de 9 de setembro de 2009. Além da música, que é o carro-chefe da série, as situações que são próximas do cotidiano das pessoas também são exploradas através dos personagens, que vez ou outra se deparam com situações embaraçosas, praticamente sem solução ou que precisam de uma ação imediata. O lado psicológico desses personagens também é bastante trabalhado. Geralmente cada episódio visa solucionar algum problema de um dos integrantes do grupo.


Cada personagem tem sua marca e características que os diferem dos outros. O grupo do Clube Glee é eclético, une os mais variados tipos, existem as que querem ser divas, uma latina, uma burrinha, um jogador de futebol americano, uma cheerleader linda que arrasa corações, uma gordinha com vozeirão, um gay estiloso, um jovem em cadeira de rodas, um casal de asiáticos, um bad boy, um cara excelente em dança e por aí vai.

O enredo é centrado no Clube Glee, o coral da escola McKinley High, que teve muito sucesso no passado. Hoje, ele é comandado pelo professor de espanhol Will Schuester, que não esconde o desejo e não nega esforços para reerguer o coral, fazer com que ele tenha tanto sucesso quanto antes.  O clube é visto pelos estudantes como a escória, por ser frequentado no início pelos alunos menos populares e pelos excluídos, mas começa a melhorar sua imagem com o passar dos episódios, claro que nunca deixando de ser um dos clubes mais odiados da escola, no geral. Mais adiante o coral é nomeado de New Directions e, realizando um sonho de Will, compete em circuitos de corais.


Porém, para que continue com o trabalho, que não pode ser bancado mais pela escola, o pessoal precisa vencer as Regionais, garantindo assim a verba para continuar. No meio de tudo isso ainda existe a professora Sue Sylvester, uma má amada que treina a equipe de líderes de torcida da escola e que tem uma antipatia natural contra o Glee e, principalmente, contra Will. Ela é a vilã da trama e faz de tudo para atrapalhar o sucesso do coral. Uma de suas motivações é que, caso vença, o clube Glee poderá tomar seu espaço e de suas Cheerios, que já venceram inúmeros campeonatos e têm grande prestígio – além de uma gorda verba.


Na primeira temporada acompanhamos os problemas de cada personagem e a vontade de vencer, sentirem-se bem fazendo o que gostam: cantar. Atualmente, na terceira temporada, uma parte do grupo se formará na escola e não fará mais parte do New Directions, o fim da temporada está próximo e os fãs estão ansiosos para saber como será o desenrolar da trama. Uma curiosidade, a maior parte do elenco foi escolhida por Ryan Murphy. Alguns atores já tinham experiência no ramo da música, sendo que todos fizeram testes que incluíam a interpretação de uma canção.

Informações Gerais
  • Gênero: Musical, comédia dramática;
  • Classificação etária: 12 anos, mas em um episódio que tratou sobre alcoolismo, a classificação ficou em 16 anos.
  • Duração: aproximadamente 42 minutos.
  • Criadores: Ryan Murphy, Brad Falchuk e Ian Brennan.
  • Elenco: Lea Michele, Chris Colfer, Cory Monteith, Matthew Morrison, Jane Lynch e outros.

No rascunho do piloto de Glee…
  • … Sue Sylvester não existia.
  • … A namorada de Finn, Liz Fabray, não era uma cheerio e nem falas tinha!
  • … O drama do New Directions se passava na Harrison High School.
  • … Existia uma longa cena de lembrança de Rachel, na qual vemos seu nascimento, com sua mãe de aluguel, com seus dois pais gays presentes, assim como uma cena de lembranças do seu teste para o American Idol, onde Simon Cowell dizia “Rachel, você me parece uma garota de quem as pessoas não gostam muito”.
  • … Kurt Hummel não existia, e sim Rajeesh, um personagem indiano que os atletas jogavam na lixeira. Também havia dicas de um possível romance entre Rajeesh e Mercedes.
  • … Em sua audição para o New Directions, Rachel cantava “Look At Me, I’m Sandra Dee”, de Grease.
  • … No primeiro ensaio do New Directions com o Finn, o grupo cantava Summer Nights ao invés de You Are The One That I Want.
  • … Em sua apresentação, o Vocal Adrenaline cantava Let Me Entretain You, de Robin Williams, em vez de Rehab.
  • … Will de fato se tornou contador, mas dias depois se encontrou com Emma, que o convenceu a voltar para o colégio.


Será que neste ano eles vencem as Nacionais? Ficamos na torcida.

Separei algumas das músicas que eu mais gostei de ver - e rever - na série. A primeira é a preferida da Nanda. 







Qual a música favorita de vocês na versão Glee? Deixem nos comentários.
Beijos!

Postar um comentário

Posts Recentes

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO