target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

Viaje com as séries #8 - The Lying Game

>>  segunda-feira, 21 de maio de 2012

Olá, pessoal. Como passaram o fim de semana? O meu foi tranquilo, pensando em todos os fins de temporada que chegaram e os que se aproximam. Como muitas séries estão entrando em “férias”, hoje trago para vocês uma que já encerrou a primeira temporada e foi renovada para a segunda – que deve estrear no inverno americano -: The Lying Game.



A série foi uma das novidades do fim da summer season e é mais uma produção baseada em livros de Sara Shepard, autora de Pretty Little Liars – que em breve aparecerá por aqui também. Transmitida pela ABC Family, TLG estreou no dia 15 de agosto e tem como protagonistas as irmãs gêmeas Emma e Sutton, que foram separadas após o nascimento.

Emma ficou no sistema de adoção e cresceu passando por várias famílias diferentes, a última delas é uma família pobre, que a deu um “irmão” porre e nojento. Emma tem muitos sonhos, joga tênis muito bem, mas não tem oportunidades. Já Sutton vive com uma família muito rica e tem tudo do bom e do melhor, o que talvez seja o motivo de ela ser tão chata. O fato é que a gêmea rica, sabendo que é adotada, começa a investigar sobre seus pais biológicos e no meio da pesquisa descobre a existência de Emma, as duas entram em contato e passam a conversar regularmente pelo computador e pelo telefone.

A família de Emma é de revirar o estômago, principalmente o tal irmão, que arma para que ela seja a suspeita do roubo das economias da “mãe”. Mãe essa que é muito amável e compreensiva – not. A mulher não quer nem saber de conversar, chamou logo a polícia e Emma fugiu, mesmo sendo inocente. Atitude típica. Sutton tem uma vida perfeita, mas é claro que ela não vê assim. Mora em uma casa que está mais para uma mansão, tem uma BMW novinha, as melhores roupas e acaba de voltar de umas férias em Paris. Com tudo isso a seu favor, ela é desatenciosa com os pais e totalmente péssima com sua irmã, que nasceu pouco tempo depois de sua adoção. Sutton tem duas melhores amigas que são bastante legais - Char e Mads - e um namorado gato – ou devo dizer dois? =X

Após a fuga, sem ter para onde ir, Emma liga para Sutton avisando que vai ao seu encontro. O primeiro contato pessoal começa bem, mas Sutton é ardilosa e logo sugere à Emma para trocar de vida com ela por alguns dias, enquanto persegue uma pista sobre os pais biológicos das duas em Los Angeles. Meio relutante, Emma aceita e passa a viver com a vida boa da irmã.

Depois de tudo que escrevi acima, nem preciso dizer que as duas são muito diferentes, né? Emma é completamente boazinha, prestativa, amiga e atenciosa, enquanto Sutton é o oposto disso, só pensa em si. Os problemas de Emma começam quando Sutton não aparece no local combinado para que elas troquem de lugar de novo, deixando Emma preocupada e sem saber o que fazer. Mas ela terá uma ajudinha.

A trama da troca me lembrou muito os livros da série Cabeça de Vento, da Meg Cabot, que li ano passado para o Clube do Livro. A garota vaca foi substituída por uma boazinha, que conquista todos. Acho um pouco impossível aqueles que vivem diariamente com a garota não estranharem tal mudança brutal de comportamento. Mas como a mudança ocorreu para melhor e após uma viagem para Paris, pode ser que seja mais fácil de aceitar. Enquanto vive a vida da irmã, Emma descobre que Sutton tem muitos segredos escondidos e oportunidades que ela jamais terá.

No início fiquei receosa que a série tomasse o mesmo caminho de PLL, que só despejava mistério e nunca dava respostas. A primeira temporada correu bem e deixou bons ganchos para a sequência. Emma não fica a temporada toda como Sutton, quando a irmã retorna, ela é obrigada a deixar os pais a quem tanto se apegou e voltar a se esconder. Mas contará com a ajuda de amigos para começar a resolver o grande mistério central da série que é a adoção delas. Por que elas foram separadas, quem são seus pais – a mãe é descoberta no fim da temporada -, o que os pais adotivos de Sutton e seu padrinho, Alec, escondem e etc?


Críticas especializadas
Leigh Raines, da TV Fanatic, classificou o episódio piloto como cinco estrelas. Ela disse: "Se a marca de um bom show é quando ele deixa você querendo mais, The Lying Game definitivamente atingiu esse objetivo”. Já Melody Simpson, do Buzz Focus, também analisou o piloto e afirmou: "Apesar que isso não é exatamente uma série para assistir com toda a família, o público mais velho certamente irá apreciar esta série tanto quanto o público mais jovem”.

Informações Gerais
  • Gênero: Drama e mistério.
  • Duração: Aproximadamente 44 minutos.
  • Tema de abertura: “Gun For a Tongue”, Butterfly Boucher
  • Emissora original: ABC Family
  • Elenco: Alexandra Chando, Allie Gonino, Blair Redford, Andy Buckley, Helen Slater, Kirsten Prout, Alice Greczyn, Adrian Pasdar e Christian Alexander. 

Beijos e uma ótima semana!

Postar um comentário

Posts Recentes

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO