target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

Viaje com as séries #18 – Supernatural

>>  segunda-feira, 30 de julho de 2012


Olá, pessoal. Última segunda-feira de julho, dá para acreditar? Bom, na coluna dessa semana os protagonistas são dois irmãos que conquistam humanas e humanos, além dos mais variados seres sobrenaturais: Sam e Dean Winchester. Supernatural é uma série bastante conhecida, eu demorei um pouco para conferir porque tinha medo – confesso -, então o SBT começou a veiculá-la em sua grade e o meu marido topou assistir comigo. Fui complemente fisgada pelo enredo, pelas histórias, lendas e pelos irmãos Winchester, principalmente.


A trama, que narra as aventuras dos irmãos que caçam demônios e outras criaturas sobrenaturais, é extremamente aterrorizante, em alguns casos, e completamente envolvente. A família Winchester já foi “normal”. Viviam em uma boa casa e faziam tudo o que uma família faz, sempre acompanhados de perto pelos pais. Mas quando Sam era apenas um bebê, sua mãe é assassinada por um demônio e caçá-lo virou o objetivo principal na vida de seu pai, John. Para isso, ele precisava levar os filhos e foi assim que Sam e Dean nunca mais tiveram uma casa fixa. Suas vidas eram a estrada.


Desde que teve idade suficiente para usar uma arma, Dean foi treinado por seu pai para caçar “coisas” sobrenaturais, e mesmo enfrentando seres terríveis, ele tem medo de andar de avião. Fofo! Suas paixões são, obviamente, seu carro, mulheres e comidas. Dean faz de tudo para proteger sua família, principalmente o irmão, Sam. Por conta disso, já passou pelo inferno e pelo céu. Dean é o melhor, bonitão, charmoso e cheio de tiradas sarcásticas, sempre esteve na vida de caçador, ao lado do pai.

Sam é o caçula, quatro anos mais novo que Dean. Ele é diferente do seu irmão, é sensível, racional, muito mais inocente e sempre demonstrou o desejo de ter uma "vida normal", porém, é evidente que ele também faz qualquer coisa por Dean. Sam se rebelou contra seu pai, tentou largar a vida de caçador para cursar faculdade, mas não durou muito tempo. O sumiço do pai e um evento em particular com sua namorada o fizeram voltar para a estrada. Agora – no início da série – Dean precisava contar com a ajuda do irmão para trazer o pai de volta, de preferência, com vida.  

Cada nova aventura se passa em uma cidade diferente. Essa sempre foi a ideia do criador da série, Eric Kripke. Algumas das histórias contadas na série realmente existem em pequenas cidades dos Estados Unidos, então faz muito mais sentido chegar e ir embora destes lugares, deixando as histórias vencidas para trás.


As primeiras temporadas são as melhores, quando acompanhamos Sam e Dean nas caçadas e somos apresentados às diferentes criaturas e lugares. Depois, minha parte preferida, é quando Castiel entra para a série. O anjo é um dos personagens mais incríveis e carismáticos. Então, as últimas temporadas ficaram meio ruins, com alguns episódios muito bons, mas sem aquela emoção que os primeiros tinham. A trama teve uma mudança de foco e nem sempre isso é bom. Supernatural já esteve com a corda no pescoço muitas vezes, mas sempre supera a fase difícil e ganha uma temporada nova. Na próxima fall season, mais especificamente no dia 3 de outubro, inicia a oitava temporada da série.

Não posso comentar muito mais para não estragar a surpresa de quem ainda não viu e para não ficar rasgando tantos elogios aos irmãos Winchester. Vale a pena conferir e se jogar nas aventuras com esses dois e sua turma, sempre acompanhadas de uma trilha sonora excelente! O rock é presença constante na série e dá um toque bem especial.  




Curiosidades
  • Antes de levar Supernatural para a televisão, o criador Eric Kripke tinha desenvolvido a série durante quase dez anos, visto que é fascinado por lendas urbanas desde que era criança. Apesar de ter pensado em Supernatural como um filme, passou anos a tentar vender a ideia num formato de série, mas não obteve sucesso.
  • Inicialmente os protagonistas seriam jornalistas, mas com a recusa, Eric criou na hora os irmãos que lutariam contra demônios juntos. E decidiu que seriam de Lawrence,  no Kansas, devido à proximidade da cidade ao Stull Cemetery, um local famoso devido ás suas lendas urbanas.
  • O episódio piloto foi visto por mais de 5,69 milhões de telespectadores. O sucesso dos quatro primeiros episódios levou ao canal The CW produzir 22 episódios para a primeira temporada.
  • Originalmente, Kripke planejou a série para três temporadas e depois expandiu para cinco. Já está na oitava.
  • É exibida no Brasil pelo canal a cabo Warner Channel e pelo canal aberto, SBT – nas madrugadas da vida.
  • O nome dos protagonistas seria  "Sal" e "Dean", em homenagem ao romance de Jack Kerouac, On the Road. Contudo, Eric achou que "Sal" não era o melhor nome para a personagem principal e mudou-o para "Sam".
  • Originalmente, o último nome dos irmãos seria "Harrison" para fazer referência ao ator Harrison Ford, já que Eric queria que Dean tivesse "a presunção ousada e imprudente de Han Solo". Porém, havia um Sam Harrison de verdade no Kansas, por razões legais, o nome teve de ser mudado.
  • Para combinar o seu interesse na Winchester Mystery House e o seu desejo de dar um aspeto de "Western moderno" à série, Kripke deu-lhes o sobrenome de "Winchester". Mas também teve um problema. O nome original do pai de Sam e Dean era "Jack" e também havia um Jack Winchester no Kansas, o que forçou Eric a mudar o nome do personagem para "John".


Esse sorriso derrete qualquer um. ^^
Informações gerais
  • Gênero: Sobrenatural (jura?), drama, terror, ação, aventura e suspense;
  • Duração: Aproximadamente 45 minutos;
  • Diretores: Eric Kripke, Kim Manners, Phil Sgriccia, Steve Boyum, Robert Singer, Charles Beeson e Mike Rohl;
  • Produtores: McG, Todd Aronauer, Vladimir Stefoff e Cyrus Yavneh;
  • Elenco: Jared Padalecki, Jensen Ackles, Jim Beaver, Misha Collins, entre outros;
  • Tema de abertura: Carry On Wayward Son, do Kansas (geralmente apresentada apenas no último episódio de cada temporada).
Ok, essa carinha também derrete os corações. 
Perdoem se eu esqueci alguma passagem marcante, mas são sete temporadas/anos de histórias. Então, fiquem à vontade para comentar, se não tiverem spoilers. Até a próxima.

Postar um comentário

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO