target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

Predestinados - Josephine Angelini

>>  quarta-feira, 5 de setembro de 2012


ANGELINE, Josephine. Predestinados. Rio de Janeiro: Editora Intrínseca, 2012. 320p. (Predestinados, v.1). Título original: Starcrossed.

"Helen esperou que ela fosse gritar, mas como Claire não fez isso, indicou a janela trancada.
- Quero entrar – falou rápido por entre os dentes que batiam.
- Minha nossa. Você é uma vampira – disse Claire.
Parecia desapontada, mas nem um pouco surpresa.
- O quê? Não! Abra logo a janela, Claire. Estou congelando! – sussurrou Helen ansiosa.
Claire se arrastou para fora da cama e andou até a janela com os ombros caídos e desanimada.
- Eu sei que isso está na moda e tudo mais, mas realmente não quero que você sugue meu sangue. É muito anti-higiênico! – queixou-se Claire lamentosa enquanto abria a janela.” p. 190

E a maldição dos livros de fantasia YA nota 3 finalmente foi quebrada! Ultimamente, tenho achado a maioria dos livros que leio neste estilo “farinha do mesmo saco”, e é com alegria em dobro, que venho falar de um livro juvenil sobrenatural que me surpreendeu e que tem uma fórmula que vai conquistar muitos leitores. Romance, mitologia grega, super poderes e muita ação esperam por vocês em Predestinados da Josephine Angeline.

Helen Hamilton, 16 anos, mora em Nantucket - uma pequena ilha do Atlântico - com seu pai, Jerry. A mãe saiu de casa e sumiu quando ela era ainda um bebê, então foi sempre só os dois. Helen é uma adolescente muito tímida, que vive se escondendo para não chamar atenção e odeia quando percebe que está sendo observada por pessoas desconhecidas. A menina cresceu com muitas cólicas e dores terríveis no estômago que acompanhavam suas crises de pânico quando ficava em evidência. E com toda sua altura, não é exatamente fácil passar despercebida.

Ao contrário de Claire Aoki, conhecida como Risadinha, a melhor amiga de Helen. Claire é baixinha, mas sabe o que quer e não tem medo de se expressar. Já Helen faz questão de não se destacar muito em nada, nos estudos, nas aulas de corrida, ela só quer ficar invisível. Por este e outros motivos Helen é vista como esquisita na escola, e tirando Claire e Matt, não tem muitos amigos. Claro, um pouco disso vem de suas estranhas habilidades secretas, que tenta a todo custo manter em segredo: sua força incomum, sua super velocidade, sua audição e visão apuradas.

Tudo isso caí por terra quando coisas muito estranhas começam a acontecer, primeiro vieram os pesadelos, onde ela andava descalço na areia quente do deserto por horas e horas. Mas o estranho mesmo, era quando acordava, estava com os pés sangrando e sujos de areia. Depois disso vieram as fúrias, ou melhor, as três mulheres arrepiantes que choravam lágrimas de sangue. 

E ao mesmo tempo, a família Delos se mudou para a cidade. Compraram uma grande mansão e viraram o assunto do momento para a pequena ilha. Todos comentavam dos dois rapazes lindíssimos, das duas moças e dos membros da família que ainda chegariam à cidade. E então ela conhece Lucas Delos, ela ainda não sabe, mas os dois têm papeis fundamentais na roda do destino.

Lucas Delos é alto, forte e incrivelmente lindo. E o primeiro encontro dos dois é surreal, quando Helen olha para aqueles lindos olhos azuis... Junto com Lucas estão os gêmeos Ariadne e Jason, o primo mais velho Hector, e Cassandra, uma menina de 12 anos bem pouco comum. Helen agora precisa entender tudo o que está acontecendo; os sonhos, as fúrias que a perseguem, os sentimentos assustadores que vem tendo... e tudo isso sem contar para ninguém seus segredos.

~~~~~

O mais difícil aqui é fazer uma resenha interessante e livre de spoilers, porque acontece tanta coisa, e tanta coisa legal, que tenho que me segurar para não contar mais para vocês. O livro tem muitos personagens legais, mas de todos, a minha preferida é Claire, ela é divertida e cheia de estilo. O que me surpreendeu, já que – não sei se vocês repararam – normalmente as melhores amigas da protagonistas são chatas e reclamam o tempo todo rs.

Lucas cumpre o papel de mocinho tudo de bom, mas não tem nada que não estejamos acostumadas neste tipo de trama. Em compensação o livro têm duas coisas muito legais, o fato de não ter um triangulo amoroso a vista e o fato do inimigo não estar claro desde o início. Na verdade, no início todo mundo pode ser o inimigo, o que eu adorei.

A mitologia grega serve de pano de fundo para a série, os deuses e seres mitológicos citados já são conhecidos dos fãs da série Percy Jackson, mas as semelhanças entre as obras terminam ai. A autora cria uma mitologia baseada na Guerra de Tróia, e usa como pano de fundo principal a tragédia de Helena e Páris. O livro tem muitas explicações e achei tudo muito bem desenvolvido, os mistérios são revelados e o leitor não fica com aquela sensação de terminar o livro sem saber nada, dependendo totalmente da continuação. A autora cria a raça conhecida como Descendentes, filhos de semi-deuses que por isso têm poderes diferentes.

Eu me empolguei tanto durante a leitura que não tirei pontos por isso, mas Helen não me conquistou totalmente. O fato da menina nunca tentar descobrir suas origens, de ser belíssima e se ver como uma menina comum e alta demais; além do fato dela não se defender nem em situações extremas, me irritaram ligeiramente. Li algumas críticas na net falando que o casal tem muito de Crepúsculo, e vou confessar, eu não aguento mais ler este tipo de comentário. E desde quando relação de amor e ódio, amor a primeira vista, relacionamento proibido e amores predestinados surgiram em Crepúsculo? Será que este povo nunca ouviu falar de Romeu e Julieta? Que veio bem antes, caso ainda não tenha ficado claro. E aquela história de se conhecer no colégio? Ah gente, adolescentes frequentam escolas, ponto.

Eu não sou fã do tal “amor eterno a primeira vista”, mas em alguns casos  faz sentido se a mitologia der razão para tanto, e eis que isso acontece aqui. Bom, para concluir, eu amei o livro e não vejo a hora de ler a continuação. Há muito tempo um juvenil sobrenatural não consegue me empolgar tanto, então desculpem a resenha enorme hehe. Leia com certeza!

Série Predestinados da Josephine Angelini

  1. Predestinados (Dreamless)
  2. Dreamless
Avaliação (1 a 5):

Postar um comentário

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO