target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

Viaje com as séries #30 – Mike & Molly

>>  segunda-feira, 22 de outubro de 2012


Prepare-se para uma série totalmente diferente, pelo menos no tipo físico dos protagonistas. Em Mike & Molly eles são gordinhos e passam por muitos perrengues na luta por uns quilos a menos. Em uma época em que os corpos esbeltos são cultuados, em que as revistas e outdoors mostram corpos totalmente criados e frustram quem não consegue ser igual, a série vem mostrar a realidade, principalmente dos norte-americanos, que tem uma grande porcentagem da população acima do peso.


Em uma entrevista logo após a estreia, o protagonista da série, Billy Gardell, comentou: "Se você é gordo em Hollywood, pode representar o vilão da história, um policial ou um vizinho. As outras pessoas na televisão todas pesam uns 37 quilos. Já este é um seriado do qual os espectadores poderão dizer 'eu sou assim', em vez de 'nunca vou ter essa aparência'".
A série é uma sitcom criada por Mark Roberts e, além de Billy Gardell, tem como estrela principal Melissa McCarthy, a Sookie de Gilmore Girls - adoro ela. A comédia é centrada na vida desses dois personagens que acima de tudo têm em comum o desejo de encontrar alguém especial que os aceite como são. Cada um também tem em comum o fato de terem que lidar com os comentários ácidos de familiares e amigos por conta do peso deles.


Mike é um policial solteirão que por muito tempo só tem a companhia de seu amigo e parceiro Carl, um cara hilário. Molly é uma professora de 4ª série. A pobre vive com a mãe e a irmã super magras e que adoram comer guloseimas, tentando a moça que briga com a balança. Aliás, essa briga com a balança de Mike e Molly que os une. Eles se conhecem em uma reunião de Comedores Compulsivos, que é realizada no porão de uma igreja. Lá os gordinhos desabafam, contam seus progressos ou seus vacilos e Mike sabe muito bem falar disso, cheio de bom humor ganha a atenção de Molly e a partir daí os dois começam a se relacionar.
Mas nem só de romance vive a série, aliás, não é do romance que ela vive, mas da comédia, o que é mais gostoso ainda. A mãe de Molly é uma piriguete quase da terceira idade, gosta de uma bebida que só, já a irmã é uma doida, que fuma maconha e só se mete com homens casados. Victoria rende cenas extremamente engraçadas para a série e é uma das minhas personagens favoritas. Só de lembrar dela já tenho vontade de rir.


Do lado de Mike, Carl, o melhor amigo, ainda mora com a avó, que é um sarro, vive alfinetando o neto e o deixando constrangido – e ele merece, parece uma criança quando se trata de fazer as coisas da casa para a ajudar a avó. Nanna, além de alfineteira, é uma boa conselheira também. A mãe de Mike é outra doida, rabugenta que só e dona de um cachorro que rouba a cena. Quando ela descobre o namoro do filho faz de tudo para acabá-lo, afinal, ela já o viu sofrer muitas vezes por mulheres que não mereciam. Mas Molly é diferente, a relação dos dois é diferente. Eles são cúmplices, são engraçados, sabem se divertir juntos e querem sempre o bem de quem os cerca. E tudo em volta deles é cômico.


A série está em sua terceira temporada e sobreviveu às críticas de que só faria piada de gordo. Nananinanão, a série fugiu disso e mesmo que tenha uma ou outra piada/pegação no pé dos protagonistas, sabe mostrar os dois vivendo felizes como são. Os coadjuvantes também tem grande participação no sucesso da série, são sensacionais.  Cada episódio tem pouco mais de 20 minutinhos que vão alegrar seu dia e é quase impossível assistir apenas um. No Brasil, a série estreou na Warner Channel em setembro de 2010.

Informações gerais
  • Gênero: Sitcom, comédia;
  • Duração: Aproximadamente 22 minutos;
  • Criador: Mark Roberts;
  • Produtor: Chucl Lorre, o mesmo de Two and a Half Men e The Big Bang Theory;
  • Elenco: Billy Gardell, Mellissa McCarthy, Reno Wilson, Katy Mixon, Nyambi Nyambi, Swoosie Kurtz;
  • Tema de abertura: I see love, por Keb’ Mo’.

Postar um comentário

Posts Recentes

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO