target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

Procura-se um marido - Carina Rissi

>>  quarta-feira, 19 de dezembro de 2012


RISSI, Carina. Procura-se um marido. São Paulo: Editora Verus, 2012. 476p.

Procura-se um marido para curta temporada. Homem entre 21 e 35 anos ,que tenha imóvel próprio e emprego estável, disponível para matrimônio. Boa aparência não é exigida. Apresentação de antecedentes criminais obrigatória. Casamento de aparência. Sexo está excluído do acordo. Paga-se bem no término do contrato. Tratar com Lili pelo telefone...” p.76

Perdida foi o  primeiro livro da brasileira Carina Rissi e um sucesso nos blogs, ganhou o mundo na propaganda boca a boca. E o legal é que seu talento foi reconhecido, e seu segundo livro foi lançado pela Verus – selo do Grupo Editorial Record. Capa linda – acho que a Carina é fã de vestidos e tênis rs-, ótima edição e revisão excelente. Seus romances não perdem para nenhuma autora internacional famosa, e  hoje vou contar para vocês tudo o que achei sobre Procura-se um marido.

Alicia Moraes de Bragança e Lima não tem muitas preocupações na vida, terminou a faculdade de artes, mas não tem uma carreira em mente, e nem se preocupa com isso. Ela já viajou meio mundo, vira noites e mais noites em baladas e não quer um relacionamento sério, sua vida está ótima desse jeito. Para atender uma das muitas reclamações do avô ela arruma um emprego no antiquário de um amigo, um emprego que odeia e que vive arrumando desculpas pouco convincentes para faltar.

E por falar em seu avô, seu Narciso é toda sua família, ela perdeu os pais aos 5 anos e o avô foi pai, mãe, amigo e avô. Ele é tudo para ela, ela é sua única herdeira. E por isso mesmo ele quer que ela crie algum juízo, já que um dia ela herdará todas as empresas e precisará saber como dirigir o grupo. Ela não é mais uma adolescente, embora suas atitudes inconsequentes provem o contrário. O mundo de Alicia cai quando seu avô morre, e vira de pernas para o ar quando o testamento é aberto.

Acontece que seu avô cansou de suas muitas trapalhadas, inclusive a de ser presa em alguns países da Europa e resolve cortar seu barato. O testamento diz que Alicia só herdará a fortuna quando se casar, e depois de 1 ano de casamento. Ele fala da imaturidade da neta, e diz que até isso acontecer ela terá um tutor, seu advogado Clóvis, e nenhum acesso a herança.

Alicia fica desesperada, ela não quer trabalhar e muito menos se casar. Para sobreviver a grande perda do avô e a toda esta confusão ela conta com a ajuda da melhor amiga, Mari. Sem saída ela começa a trabalhar na empresa do avô, e enquanto pensa que o cargo de diretoria não deve ser assim tão difícil, tem uma grande surpresa.

Sem dinheiro ela precisa de uma solução mais rápida, e é ai que tem a brilhante ideia de colocar um anúncio no jornal, procurando um marido de aluguel. Claro que os tipos mais estranhos aparecem, tantos que ela não sabe mais o que fazer. Mais um deles pode ser o candidato ideal, se você não contar o fato de que os dois se odeiem.

“- Você ainda está chateada por causa do carro? – Mari quis saber.
- Um pouco. Ontem, quando fechei negócio, eu pensei em voltar atrás, mas fiquei com medo de ser presa. Imagino que cadeia no Brasil seja ainda pior que ônibus. Pelo menos estou tentando me convencer disso.” p.110

Com muito humor, paixão e cheio de aventuras, Procura-se um marido é uma mistura irresistível de chick-lit, contos de fadas e romance.

~~~~~~

Ok, Perdida ainda é o meu queridinho da autora, mas este livro também não deixa nada a desejar, a historia é deliciosa. Você se diverte, torce pelos personagens, quer dar uns puxões de orelha na Alicia, e se apaixona perdidamente pelo maridão de aluguel que ela vai arranjar. Eu sei que rapidinho vocês vão adivinhar quem será e que está todo mundo falando sobre nas outras resenhas, mas como a sinopse não conta quem é, resolvi deixar assim. Eu também li sem saber o que me aguardava e a sensação é muito gostosa.

Alicia é imatura e muito pentelha quase sempre. Acho que por isso ainda gosto mais de Perdida, ela é muito mimada, fica horrorizada por pegar um ônibus, por ter que chegar no horário no trabalho, por ter que olhar o preço das roupas no shopping e isso é tão fora da realidade que eu queria dar umas palmadas dela. Só que isso também é o ponto forte do livro. Primeiro porque você se diverte e dá altas risadas com seus “problemas de adaptação a classe média”, e segundo porque o amadurecimento da personagem foi fantástico e um dos pontos que mais gostei.

Este livro também tem um toque de conto de fadas adaptado, mas é bem mais sutil. Vô Narciso é um dos melhores personagens do livro, e eu queria abraçar aquele Vovô lindo. A amizade de Alicia e Mari também é muito legal, ela consegue por algum juízo na cabeça da Alicia. 

E o casal protagonista? Ah eles brigam, se provocam e nos divertem. Os diálogos entre os dois são pura diversão e o "marido de aluguel" é tão fofo e cuidadoso com a pastel da Alicia. Enquanto ela pensa que não pode e não quer nada com ele eu pensava: sua louca, bitolada, abestada, jacu (direto do vocabulário da Vozinha rs).

A parte chick-lit já era esperada, tem partes que eu ri tanto que agradeci por não estar lendo no ônibus, livro vergonha alheia rsrs. A Lu disse que o estilo da Carina lembra muito a Sophie Kinsella, e isso sim é um super elogio. Eu amo a Sophie e Carina ainda ganha mais pontos comigo, porque os livros dela não são sem final! Eu adoro como ela amarra direitinho as historias, não tem aquela coisa de deu um beijo e falou “felizes para sempre”. E por falar em final, vocês viram que Perdida vai ter continuação? Quase surtei ontem quando li sobre isso, a autora divulgou um trechinho da continuação no seu Facebook.

O livro ainda teve um toque de mistério que foi uma grata surpresa, adorei tudo. Já estou me repetindo, enfim, não percam a chance de se divertir com este livro fofo! Aproveitem, é uma ótima dica para o Natal, super presente. Dúvidas se eu indico? Leia sem sair de casa, ou passe vergonha rindo sozinha. ^^

Avaliação (1 a 5):

Postar um comentário

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO