target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

Em defesa de Jacob - William Landay

>>  quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013


LANDAY, William. Em defesa de Jacob. Rio de Janeiro: Editora Record, 2012. 444p. Título original: Defending Jacob.

“Eis o grande segredo: o índice de erros em sentenças criminais é muito mais alto do que qualquer um imagina. Não apenas falsos negativos, os criminosos culpados que livram a cara – nós reconhecemos e aceitamos tais erros. São o resultado previsível de marcar as cartas a favor do réu, como costumamos fazer. A surpresa real é a frequência de faltas positivos, os homens inocentes considerados culpados.” p.108

Até onde você iria para defender seu filho? Esta pergunta em letras garrafais na contracapa do livro já diz muito sobre ele. Um thriller jurídico emocionante e que mexe com a cabeça do leitor até o fim. Eu li e gostei de Em defesa de Jacob do William Landay.

Andy Barber é o primeiro promotor adjunto da cidade de Newton – Massachusetts. Ele é respeitado em sua carreira, e é também o primeiro a ser comunicado quando um homicídio abala a cidade, decidindo se assume o caso ou o transmite a outro promotor.

Foi assim com Ben Rifkin, um menino de 14 anos assassinado no parque quando ia para a escola. Três facadas no peito. Nenhum suspeito e nenhuma pista. No começo o caso é confuso e com poucas evidências. Os policias não são imediatamente autorizados a entrevistar as crianças da Escola de Ben e isso atrasa mais ainda as investigações. Andy assume o caso e logo suspeita de um pedófilo condenado que vive perto do parque.

Mas é ai que tudo desanda, evidências confirmam que Jacob Barber  esteve na cena do crime. O filho de Andy, um rapaz de 14 anos que era da mesma sala de Ben. Jacob se torna o principal suspeito do assassinato e Andy é afastado do caso. Desesperado ele e a esposa farão de tudo para ajudar o filho, e começam a trabalhar na defesa do caso.

E logo percebem que a vida da família nunca mais será a mesma, independente do veredicto. Culpado ou inocente? Não importa. Jacob já foi julgado e condenado pela comunidade, todos se afastaram. Mas Andy é pai, e acredita piamente na inocência do filho. Por amor ao filho ele fará de tudo para provar sua inocência. Mas como pistas começam a aparecer, ele precisa pensar se realmente conhece seu filho, ou se o amor de pai o tornou incapaz de analisar friamente as evidências.

~~~~~~

Em deseja de Jacob é um thriller jurídico emocionante, que prende o leitor da primeira a última página. Impossível não acreditar na inocência de Jacob e torcer por ele do fundo do coração; tanto quando é impossível não desconfiar do menino arredio e pensar que ele poderia ter feito aquilo.

O livro é narrado em primeira pessoa por Andy e alterna partes de um depoimento dele para a promotoria e os eventos que culminam em tal depoimento. É sob seus olhos que conhecemos o caso e somos apresentados a sua pequena família. Andy ama o filho incondicionalmente, e como pai acredita na inocência do filho.

É impossível não se solidarizar com o personagem e não torcer para que eles saiam bem de toda esta historia. Mas Andy não é um personagem objetivo, apesar de ser um promotor experiente, ele sabe e nós sabemos, que ele está agindo com o coração. E como poderia ser diferente? Seu único filho, seu menininho.

Até as últimas páginas somos refém do caso, ansiosos para enxergar uma luz no fim e falarmos com certeza, culpado ou inocente. O autor coloca o leitor para pensar e para tirar suas próprias conclusões.

E eu amei o livro, quase até o final. O final foi frustrante e devastador. Eu esperava muitas coisas, mas nenhuma delas foi perto do que aconteceu. Para mim ficou algo mal explicado, como se ele quisesse deixar alguma coisa no ar. Como sou uma pessoa muito curiosa e gosto de tudo explicadinho, foi frustrante e o livro perde 1 estrela unicamente pelo final. Apesar que eu reconheço a jogada do autor em fazer o que fez, é de cair o queixo rs.

Se você é fã de thriller jurídico e de um bom suspense, com certeza eu indico. Leia e perca o sono! =]

Avaliação (1 a 5):

Postar um comentário

Posts Recentes

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO