target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

Laços inseparáveis - Emily Giffin

>>  quarta-feira, 3 de abril de 2013


GIFFIN, Emily. Laços inseparáveis. São Paulo: Editora Novo Conceito, 2012. 446p. Título original: Where we belong.

"A sensação de ir embora, mesmo quando você não quer. 
A sensação de que às vezes as coisas não podem ser consertadas."

A autora americana Emily Giffin é uma daquelas romancistas com fãs cativos, que correm para a livraria a cada lançamento. Nos “bastidores” correm os comentários de que todos os livros da autora falam de adultério. Não faço parte do fã clube da Giffin, eu gosto dos livros, mas ainda não cai de amores por nenhum deles. Esse quase conseguiu este papel, e agora você confere tudo sobre Laços inseparáveis.

Marian Caldwell, 36 anos, é uma produtora de TV que conquistou seu sonho, construiu uma carreira promissora e hoje tem uma série de TV que passa no horário nobre. Ela vive em Nova York, tem um belo apartamento, a carreira que sempre sonhou e o namorado ideal. Até então, seu único problema na vida era descobrir se, ou quando, Peter Standish - seu namorado e executivo famoso da rede de TV- iria pedi-la em casamento após dois anos de namoro.

E ela acreditava em tudo aquilo realmente, em sua vida perfeita de Nova York, com seu lindo namorado e a carreira de sucesso. Mas ela devia saber, segredos sempre vêm a tona, ela sabia disso, mas achou que depois de 18 anos isso não mais acontecer. Ela deveria se lembrar daquelas palavras: “Você pode fugir, mas não pode se esconder.”

Mas ela ignorou tudo aquilo, e teria – quem sabe – ignorado para sempre, se não fosse pelo toque da campainha, em uma noite qualquer. Na porta está Kirby Rose, uma menina de 18 anos que precisa saber sobre o passado de Marian. Desde o momento que abre a porta, Marian começa a reviver tudo, quando ela mesma tinha 18 anos, e as decisões que tomou naquela época.

Seus segredos serão todos colocados a prova, Marian precisa ter coragem para enfrentar o que está em sua porta. Por outro lado, Kirby é uma moça precoce e determinada, que acredita poder colocar ordem em sua vida com aquela visita. Ela não sabe o que deseja fazer do futuro, só sabe que não quer ir para nenhuma faculdade só porque seus pais escolheram assim. Apaixonada por música, cheia de dúvidas e incertezas, Kirby está naquela fase complicada da adolescência.

Agora as duas precisam encontrar o que falta em suas vidas, para achar o lugar a qual pertencem. Sentimentos e emoções, surpresas e revelações. Marian tinha um segredo, e um grande arrependimento.
~~~~~~

A historia de Marian e Kirby é linda e tocante, os livros da Giffin geralmente mexem com o leitor; você gostando ou não da trama, não é um livro que você lê sem “tomar partido”. A historia da Kirby mexeu comigo de forma mais pessoal, muitos de seus questionamentos fizeram parte da minha vida, embora eu nunca tenha tido a coragem que ela teve, ou a vontade, de correr atrás de parte das minhas "origens". 

E este foi o livro que eu mais gostei da autora dentre os que eu li, só não foi nota 5 porque o final foi completamente frustrante... Sim, eu sei que ela gosta de dar um toque de realidade em suas tramas e se nega a escrever um simples “final feliz’. Mas neste ela podia ter aberto uma exceção e pelo menos, contado mais sobre o futuro dos três personagens principais. Eu roí as unhas, e quando fui lendo, e vi que faltavam pouquíssimas páginas e que não daria tempo de fazer um final mais completo eu fiquei desolada. Se ela divulgar uma continuação para a historia eu até mudo a minha nota, até lá, o final perdeu pontos comigo.

Finais a parte, eu amei o enredo e a forma como a autora abordou tão bem um tema tão complicado. Seguindo a sinopse do livro, eu não citei exatamente do que estamos falando, mas é meio obvio para o leitor deduzir, eu imagino.

Marian é uma mulher - teoricamente - bem sucedida, realizada com sua vida profissional e afetiva. A medida que o livro é narrado vemos que ela também tem arrependimentos, e que quer segurar esta suposta felicidade com unhas e dentes.

Kirby é a típica adolescente problemática, que reconhece ter uma vida boa, uma ótima família, mas que apenas sente que não se encaixa em lugar nenhum. E ao completar 18 anos, ela parte em busca de respostas.

O livro alterna os capítulos entre as duas, tem também várias passagens onde Marian conta como tudo começou. Este mistério do passado, que culminou na grande revelação do início do livro, mantém o leitor presa em cada uma das linhas, curioso para saber porque tudo aquilo aconteceu.

Mesmo reclamando do final, se você ainda não conhece o trabalho da autora este é o que mais indico, por enquanto é o meu preferido dela. E, finalmente, ela deixa o adultério de lado para explorar outros dramas. Ficou curioso? Leiam!!

Avaliação (1 a 5):

Postar um comentário

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO