target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

Viaje com as séries #70 – As séries e eu

>>  segunda-feira, 12 de agosto de 2013

Olá, pessoal! No comentário do post da semana passada, a Liliane Moreira fez a seguinte sugestão: “Kellen, por que tu não faz que nem a Nanda e dá dicas de como tu consegue assistir a todas essas séries?”. Então, respondendo ao pedido dela, vou tentar contar para vocês minha história e minha rotina com as séries.


Gosto de acompanhar séries há anos, desde pré-adolescente, quando assistia Popular e fazia uma briga em casa para poder ver nas segundas de noite. Depois apareceu o SBT com Gilmore Girls e Everwood, além de The O.C., e pronto, fez-se mais uma viciada neste mundo. De lá para cá muita coisa já passou diante dos meus olhos, muitos personagens se tornaram favoritos, e cidades o meu refúgio. Adoro investigar, solucionar casos junto com os policiais que me cercam, como os de Castle, Hawaii Five-O, CSI e também com os heróis, como Arrow. Curto romance, comédia, ficção científica, drama, fantasia, histórias sobrenaturais, só fico meio medrosa com terror, como American Horror History, que até hoje não consegui passar daqueles três episódios.


Para mim, entrar no mundo das séries é viajar para outra realidade, esquecer dos problemas do meu mundo real e me jogar no dos outros. Viajar com as séries é me divertir, emocionar, enfim, sentir. A quantidade de sentimentos que esses episódios são capazes de me fazer sentir é imensa. Para mim é tudo amplificado, já que me apego horrores aos personagens e quando há morte, é um chororô só. Outras situações também já me fizeram derramar muitas lágrimas, deixaram meu coração apertado, com vontade de pular a tela e abraçar quem quer que fosse que estivesse sofrendo do lado de lá.


Agora, como é que eu consigo? Bom, tenho que conciliar. Além de trabalhar a semana toda, o dia inteiro, sou casada e tenho os lerês de dona de casa para dar conta. Também amo ler e assistir filmes, tenho vida social bem ativa e recentemente ainda voltei a me exercitar. Ao contrário da Nanda que passa horas no ônibus no caminho para o trabalho e na volta, eu levo apenas 15 minutos, 20 no máximo, para fazer esse trajeto. Moro em uma cidade relativamente pequena e tenho moto. Sem falar que meu horário de almoço é de duas horas e meia. O que me dá bastante tempo para assistir séries.


Durante o almoço é meu horário sagrado de assistir séries, mesmo que minha amiga nutricionista tenha dito que isso só atrapalha. Mas não consigo mudar esse hábito. É prato na mesa e notebook na frente. Então, todo dia eu vejo pelo menos um episódio assim. Quando estou muito empolgada e nem um pouco atrasada – quando o almoço já está pronto e é só esquentar -, eu vejo até dois episódios.
Então chega a noite. Meu maridão está terminando a faculdade, o que me deixa com as noites livres, já que só consegui arrastar ele para assistir cerca de três séries que assisto. Ele sai perto das 19h e volta depois das 22h. Então eu aproveito sempre esse horário para assistir mais alguns episódios. Antes ele jogava futebol e nesses dias chegava um pouquinho mais tarde e lá ia eu preparar uma maratona de vários episódios para assistir. Geralmente do horário que chego (umas 17h45) até umas 20h eu dou um jeito na casa e faço exercícios para depois ficar livre para o meu vício. Ainda posso ler ou dedicar um tempo para filmes, mas na maioria das vezes eu vejo séries mesmo. Tanto as que eu tenho no pendrive quanto as que passam na TV. Assisto no momento Bates Motel e True Blood. Mas já assisti Hannibal, Game of Thrones, The Walking Dead, Arrow e Chicago Fire.


Nos fins de semana é difícil eu assistir, porque como comentei, o maridão não assiste todas as séries que eu assisto e é firme em não começar mais do que já vê. Então aproveito o tempo com ele, leio, faço os lerês e sempre que surge uma oportunidade, vejo um episódio. E é assim que consigo dar conta, ou tento. Porque tenho vários episódios atrasados, mas são de séries que não estão me animando muito no momento. Aí vou deixando para trás e passando as que eu gosto mais na frente. Então, é assim que eu me organizo com minhas séries. O tempo que eu tenho no almoço é um grande aliado.


De acordo com o Banco de Séries, já assisti 3.038 episódios e tenho 36 séries ativas na grade. Incluindo as finalizadas, são 51 séries na minha watchlist. Tenho oito séries na geladeira, que são as que pretendo assistir ou que comecei, mas não continuei. E meu tempo total vendo séries é de 85 dias e duas horas. E acho que nem coloquei todas que já vi, como Popular, por exemplo.

Espero que tenham gostado e matado a curiosidade da minha rotina com minhas queridinhas. Não se esqueçam de me contar qual o horário que vocês geralmente assistem aos episódios de séries. Até a próxima semana!

Postar um comentário

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO