target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

Viaje com as séries #88 – Duck Dinasty (Os Reis dos Patos)

>>  segunda-feira, 16 de dezembro de 2013



Olá, pessoal! Hoje comento com vocês sobre uma atração um pouco diferente, um reality show que envolve uma das famílias mais engraçadas que já tive conhecimento. Duck Dinasty ou Os Reis dos Patos, no Brasil, acompanha a vida da família Robertson, que ficou milionária após a invenção do apito de pato e hoje atendem milhares de caçadores em todo o mundo. Além disso, eles também conquistaram o público americano, o que faz com que os episódios do que eu considero uma série batam recordes de audiência. Em 2013, por exemplo, ela ficou em segundo lugar de audiência em séries originais de não ficção na TV paga dos EUA.



O negócio começou em um galpão da família, onde Phil Robertson passou 25 anos fazendo os apitos de pato, com árvores de cedro da Louisiana. Seu filho Willie é agora o CEO da empresa. 
Conheci a série no Canal A&E, da TV por assinatura, e tão logo terminei o primeiro episódio, queria mais e mais. Os Robertsons, que são conhecidos por suas enormes barbas, podem ser milionários, mas sua essência não mudou. Principalmente a de Phil e Dona Kay, os patriarcas da família. Eles moram em uma casa retirada, simples, com vários cachorros, rodeada de jacarés e de equipamentos para todo tipo de coisa. Dona Kay adora cozinhar e Phil adora ensinar coisas para os netos, principalmente para deixá-los mais humildes, em contato com a natureza, a ser mais como ele. E são hilários juntos. Uns amores.
Mas o grande destaque humorístico e meu Robertson favorito é Si, um veterano do Vietnã, que adora matar o trabalho e tem as tiradas mais insanas de toda a série. Si vive com um copão de chá do lado, para onde ele vai o copo vai junto. E ele sempre se acha o mais esperto, mas na maioria das vezes não é. Morro de rir quando ele desembesta a contar histórias que todo mundo já ouviu ou até novas, já que todos sabem que a maioria delas é pura invenção de sua cabeça. Si sempre me mata de rir, como quando eles todos tomavam raspadinha e ele soltou: “vocês têm que tomar devagar, senão terão espirro cerebral”. Poderia ficar horas falando sobre Si, mas não vou me estender mais, acho que vocês já entenderam que eu o adoro!!
No comando da empresa da família está Willie. Às vezes tenho pena dele. Na Duck Commander trabalham dois irmãos de Willie (Jase e Jep), Si, Justin e John, e os caras são mestres na arte da procrastinação. Willie é quem tem que lidar com a tropa, ser o chato que os manda trabalhar e tudo isso, mas tem vezes que nem ele consegue escapar de um joguinho de basquete no depósito no meio do expediente ou de um banho na lagoa em um dia muito quente. Willie é casado com Korie e têm quatro filhos, ele é quem faz a maior parte da narração nos episódios.



Jase é aquele que adora tirar sarro dos outros, deveria ser o manda-chuva da produção dos apitos de pato, mas sempre está no meio da galera matando o serviço. No meio do dia eles simplesmente se cansam do trabalho, decidem caçar ou comer ou qualquer outra coisa e saem. Ele mora em um condomínio chique, mas o caipira dentro dele sempre se sobressai. Já levou broncas e multas por queimar folhas no jardim, abrir um cervo morto no quintal de casa (bem quando o ônibus escolar passava pelo local), entre outras coisinhas e fica extremamente chateado com tudo isso, mas ele assinou o contrato com letras miúdas e precisa cumpri-lo, em partes. Jase é casado com Missy e tem três filhos.
Jep é o caçula, xodó dos pais, protegido e tudo o mais que um caçula geralmente é. Ele não aparece muito, mais nessas cenas de filhinho dos papais, mas sabe ser divertido também. É casado com Jessica e tem quatro filhos.



Ao longo dos episódios nos aventuramos com histórias hilárias desta família que não tem papas na língua e foi criada em contato com a natureza, sem frescuras e com muito amor. Todo episódio termina com uma refeição entre a família toda (até os outros dois funcionários da Duck Commander), agradecendo ao dia e a todas as novas histórias que eles têm para contar.
Para quem não conhece fica a minha dica, é uma comédia só. Vale super a pena. Os episódios são exibidos em vários dias da semana no A&E, mas o dia oficial é segunda-feira (hoje!!) a partir das 21h30. Ah, a série está em sua quarta temporada.

Curiosidades
  • Um especial de Natal de uma hora, que estreou em 5 de dezembro de 2012 e foi exibido como o final da segunda temporada, tornou-se (na época) o mais episódio mais assistido na história da rede A&E.
  • Em 27 de fevereiro de 2013, a terceira temporada estreou e registrou 8,6 milhões de espectadores, incluindo cinco milhões nos adultos de 25-54 anos e cinco milhões em adultos de 18-49, fazendo da estreia a mais assistida na história da rede, batendo o final da segunda temporada.
  • O final da terceira temporada (exibido no dia 24 abril de 2013) registrou 9,6 milhões de espectadores, o que torna a transmissão mais bem classificada na A&E.
  • Em 14 de agosto de 2013 a estreia da quarta temporada atraiu um total de 11,8 milhões de espectadores, um aumento de 37% em relação à terceira.





Informações Gerais
  • Gênero: Reality show;
  • Estrelando: Wiilie, Phil, Jase, Kay, Si, Korie, Missy, Jep Robertson;
  • Narração: Willie Robertson;
  • Música de abertura: “Sharp Dressed Man”, ZZ Top. A música foi interpretada na atual edição de The Voice, por Blake Shelton e seu time.
  • Duração: Aproximadamente 30 minutos. 

Comente e concorra ao Kit de Top Comentarista de dezembro, não esqueça de preencher o formulário. ^^ 

Postar um comentário

Posts Recentes

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO