target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

O canto das sereias - Val McDermid

>>  terça-feira, 29 de abril de 2014

MCDERMID, Val. O canto das sereias. Rio de Janeiro: Editora Bertrand, 2014.490p. (Tony Hill & Carol Jordan, v.1). Título original: The mermaids singing.

“A gente sempre se lembra da primeira vez.
Não é o que dizem sobre o sexo?
Talvez isso seja mais verdadeiro quando se trata de um assassinato. Nunca me esquecerei de nenhum momento delicioso desse drama estranho e invulgar.” p.13

Chega ao Brasil a série mais famosa da escocesa Val McDermid. Elegantemente assustador o primeiro livro protagonizado por Tony Hill & Carol Jordan me deixou sem fôlego. Mas estou me adiantando, confiram o que achei sobre O canto das sereias.

Um assassino impiedoso assusta o publico gay de Bradfield por desovar seus corpos em locais frequentados pela comunidade gay da cidade. A completa ausência de pistas deixa até mesmo os policiais assustados. Os corpos estão grotescos, claramente foram torturados e o método lembra antigos aparelhos de tortura usados pela Inquisição. A chefia da polícia nega qualquer correlação entre os casos, mas quando um policial é brutalmente assassinado, não podem mais negar a existência de um serial killer.

A investigadora Carol Jordan é uma das encarregadas. Apesar de ter certeza que seu caso está ligado aos outros dois, não podia fazer nada a respeito até que os casos fossem unificados. Uma mulher bonita e sozinha gera muitos comentários e preconceitos na polícia. Ela precisa trabalhar o dobro, dormir menos e se sujeitar ao pouco caso dos colegas. Desde o primeiro corpo encontrado ela mal tem tempo para ir em casa, ver rapidamente o irmão e dar comida para seu gato.

A investigadora é escolhida por seu chefe, John Brandon, para trabalhar com o psicólogo Tony Hill, cuja missão é entrar na mente do assassino e construir um perfil que ajude os policiais em sua caçada. Mesmo ele que já viu de tudo em suas pesquisas, está chocado com a mente por trás dos crimes. Sua frieza, a perfeição com que executa as vítimas sem deixar nenhuma pista, as mutilações sexuais chocantes e grotescas.

Mas ao mesmo tempo, Tony tem seus próprios demônios para lidar. Um problema pessoal o deixa sempre em defensiva em relação as mulheres. No meio de tudo isso, seus medos podem vir a tona. E o caso pode se tornar mais pessoal do que ele imagina.

~~~~~~

Li de queixo tão caído que mal percebia o que se passava à minha volta. Um serial killer grotescamente sedutor alterna a narrativa com as várias linhas e personagens que fazem parte da investigação, destacando-se Carol e o Dr. Hill. Vou falar primeiro do serial killer que rouba a cena em vários momentos.

A autora construiu brilhantemente a narrativa, tão bem que em nenhum momento conseguimos descobrir se o assassino se trata de um homem ou uma mulher. A policia só fala em um homem, mas o tempo todo eu ficava com a imagem de uma mulher na cabeça. Já li inúmeros livros nesse estilo, mas acho que nenhum assassino me chocou tanto. Ele descreve o que faz com as vítimas de maneira muito detalhista, tem uma cena com um cachorro que eu tive que respirar fundo para conseguir ler. E digo isso como um elogio, apesar que acho que não é um livro que vai agradar o público mais sensível. É um trhiller bem pesado.

A personalidade dos dois protagonistas é bem realista, uma construção muito humana e com muitas imperfeições. Carol tem um estilo que costumamos encontrar nas policiais; aquela coisa de detetives femininas que são desacreditadas no serviço, precisam se provar o tempo todo e são inteligentes, fortes e destemidas. Ao mesmo tempo senti uma imaturidade em sua pseudo relação com o Dr Hill; ela é insegura, fica encantada como uma adolescente e eu achei o comportamento meio bizarro. Acho que talvez o que encontramos nas entrelinhas explica a situação, já que o Dr Hill envia sinais contraditórios para ela o tempo todo.  Então vamos falar do Tony. É o personagem mais amargurado do livro, ele sofre de um problema crônico e não consegue dissociar sua vida particular de seu envolvimento com Carol e a investigação. Suas atitudes são patéticas em alguns momentos, uma hora ele olha para Carol e demonstra interesse nela, de repente ele se fecha e muda de assunto. Para se descontrair, ele conversa com uma mulher que nunca viu por telefone, uma espécie de serviço de sexo por telefone. A coisa toda é meio estranha e ao mesmo tempo, muito interessante.

Os crimes são hediondos e o cenário muito envolvente. O primeiro livro foi lançando originalmente em 1995 e isso fica claro no machismo dos policiais, na forma como eles desconfiavam de ter um psicólogo se metendo na investigação. O final foi incrível, e apesar do livro não ser nem um pouco óbvio, eu desconfiei da identidade do assassino desde bem cedo. 

O livro é o primeiro da série policial Tony Hill & Carol Jordan, como a maioria das séries policiais os casos investigados são independentes, mas vocês precisam ler na ordem para conhecer os personagens principais. A vantagem é que você pode ler este primeiro e não continuar, o que não é legal é ler o 2 sem ler o 1 entendem? :P

Ah uma curiosidade, os livros foram adaptados para uma série de TV inglesa, chamada Wire in the blood (Rastros da maldade no Brasil). A série foi exibida entre 2002 e 2008 com curtas temporadas. Fiquei curiosa para assistir, vamos ver se consigo.


Não é um livro que indico para qualquer leitor, mas se você gosta de thrillers a leitura é imperdível. A qualidade da escrita da autora me fez desejar todos os seus livros na estante, leiam!

Série Tony Hill & Carol Jordan da Val McDermid
  1. O canto das sereias (The mermaids singing)
  2. Rastros de sangue (The wire in the blood)
  3. The last temptation (os demais ainda não lançados no Brasil)
  4. The torment of others
  5. Beneath the bleeding
  6. Fever of the boné
  7. The retribution
  8. Cross and burn
  9. Splinter de silence.
Avaliação (1 a 5):

Postar um comentário

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO