target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

Viaje com as séries #105 - Barter Kings

>>  terça-feira, 22 de abril de 2014

Oi, pessoal. Como foram de feriadão? Aproveitei para colocar Chicago PD em dia e a série está nota 10. Mas não é sobre ela que venho comentar hoje aqui, e sim, sobre mais uma daquelas séries “diferentes”. Barter Kings é exibida no Brasil pelo canal A&E e acompanha a rotina de uma dupla que realiza trocas para conseguir o que querem.


Com muito humor e jogadas espertas que só os melhores vendedores têm, Antonio Palazzola e Steve McHugh não utilizam dinheiro para conseguir o que querem, ou melhor, eles focam nisso nos episódios, já que a dupla vende alguns objetos, pois precisam pagar contas da loja e os funcionários. O objetivo da série, considerada um reality show, é mostrar a habilidade de Antonio e Steve quando o assunto é fazer trocas, afinal, eles são os reis da troca.
É muito interessante acompanhar o desenvolvimento do episódio. Eles geralmente começam com algo pequeno e terminam com algo grande. E conseguem aumentar bastante o valor de um produto para o outro. Por exemplo, eles já começaram com um carrinho de bebê, que trocaram por uma lavadora a jato, que trocaram por algo maior e assim por diante. Eles já conseguiram um caminhão, um trailer de comida, entre outras coisas. A única coisa que eu me lembro que eles não lucraram muito em cima, foi quando fizeram uma troca por uma cobra e queriam se livrar dela logo, aí pegaram algo de valor bem semelhante para continuar trocando. Esse episódio foi bem engraçado e a cobra era enorme!


Os episódios sempre começam com um objetivo a ser alcançado. Nem todas as pessoas estão abertas para a troca, mas eles conseguem convencê-las, na maioria das vezes. Perguntam o que a pessoa precisa, pelo que ela trocaria o “produto” e a partir daí eles garimpam para conseguir exatamente o que a pessoa quer e, consequentemente, o que eles querem. Mas eles encontram cada pessoa... O que faz o episódio ainda mais interessante. Em um deles, uma garota iria trocar um anel de noivado porque o noivo simplesmente terminou tudo e disse que não queria mais. Estava quase tudo certo e ela começou a dizer: “e se ele voltar? Vou dizer que troquei o anel?”. Aí saiu correndo e disse que não podia fazer isso, bem doida. Outro cara, que foi vendedor de carros, quis dar uma de espertalhão para cima deles em uma negociação envolvendo um bote e um reboque, mas Steve e Antonio levaram a melhor.


Além de acompanhar a habilidade dos dois com esse universo de trocas, é muito legal conhecer a história das pessoas, como elas se apegam aos objetos ou não, como é interessante poder obter algo que se quer sem ter que gastar um tostão. Eles geralmente adquirem algo para a família nos episódios. O trailer de comida foi para a esposa do Steve, já teve um carro para a esposa do Antonio, e também alguns dias em uma casa para as férias das duas famílias, presentes de aniversário para os filhos, etc. Até um amigo de Antonio eles já ajudaram. Falando em Antonio, ele tem a Síndrome de Tourette, caracterizada por tiques, reações rápidas, movimentos repentinos (espasmos) ou vocalizações que ocorrem repetidamente, da mesma maneira, com considerável frequência. E isso, às vezes, atrapalha nas negociações, já que Antonio não consegue se controlar. Se um barulho se destaca, ele começa a repetir por um bom tempo. Chega até a ser engraçado.



Enfim, a série, que estreou em 2012, está em sua terceira temporada. Os episódios duraram cerca de 30 minutos, com as propagandas, na primeira temporada e cerca de 42 minutos nas segunda e terceira, sem os comerciais. Eu gosto e recomendo.






Comente e participe do Top comentarista de Abril, não se esqueça de preencher diariamente o formulário.

Postar um comentário

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO