target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

Viaje com as séries #109 - Novas séries da Fall Season - CW

>>  segunda-feira, 19 de maio de 2014

Passada a temporada de cancelamentos e renovações, chega a hora de divulgar as novidades na grade para a fall season 2014. Ainda falta um tempinho, algumas produções foram cortadas antes mesmo da estreia, mas as emissoras já divulgam promos e informações para deixar o povo ansioso, curioso e interessado pelo que está por vir. Como sei que vocês curtem novidades, começo hoje a apresentar as novatas dos canais, iniciando com a CW, que estreia duas séries na fall e duas na midseason (que comentarei em outra oportunidade).
A primeira delas é a grande aposta do canal, The Flash, que teve Barry Allen inserido em um dos episódios da segunda temporada de Arrow. A criação fica por conta de Greg Berlanti, Andrew Kreisberg e David Nutter, os responsáveis pela série do Arqueiro Verde, e o roteiro é de responsabilidade de Berlanti, Kreisberg e Geoff Johns, da DC Entertainment.


Conhecendo um pouquinho mais do personagem criado pela DC Comics: o personagem foi criado pelo escritor Gardner Fox e pelo artista Harry Lampert, e o Flash original estreou em Flash Comics #1, de 1940. Uma vez apelidado velocista escarlate, o Flash possui "super-velocidade", consegue correr a 1079 milhões de km/h, que inclui a habilidade de correr e mover-se extremamente rápido, usar reflexos sobre-humanos e violar certas Leis da física. Até então, quatro diferentes personagens, cada qual de algum modo ganhou o poder da super-velocidade, assumiram a identidade de Flash: Jay Garrick (1940-1956), Barry Allen (1956-1986),Wally West (1986-2006, 2007-) e Bart Allen (2006-2007). A segunda versão do Flash é geralmente considerada o primeiro herói da Era de Prata dos Quadrinhos e o super-herói permaneceu um dos mais populares desde então. Cada versão do Flash foi um membro chave ou da Sociedade da Justiça da América ou da Liga da Justiça, principais grupos da DC.


Em 2011, Geoff Johns chegou a desenvolver um roteiro para uma versão cinematográfica do personagem, que seria produzida pela Warner Brothers. Mas o projeto não foi adiante. Ele agora está à frente do roteiro na CW. Vale citar a curiosidade: esta será a segunda série estrelada pelo herói. Na década de 1990, a CBS exibiu a série The Flash, estrelada por John Wesley Shipp.
Na versão de 2014, Barry Allen, interpretado por Grant Gustin, é um assistente da polícia forense que considera o detetive West, vivido por Jesse L. Martin, como um pai. Sua melhor amiga é Iris, papel da atriz Candice Patton, que é filha de West. Barry sempre se incomodou com o fato de não saber quem assassinou sua mãe quando ele era apenas uma criança. Tudo que viu eram clarões, mas ele sabe que havia uma pessoa ali e tomou como objetivo desvendar esse mistério. Ele só não esperava virar um.


Atingido por uma tempestade, cena que foi mostrada em Arrow, Barry fica em coma por meses e então acorda com a capacidade de se mover de forma extremamente veloz. Assim, ele passa a auxiliar a polícia na solução de crimes, ao mesmo tempo em que é estudado pelos cientistas do laboratório S.T.A.R., de Central City, e que busca respostas sobre o assassinato de sua mãe. Nessa jornada, ele contará com algumas dicas de um outro herói, o Arqueiro Verde, que aparece no trailer e no promo da série. Aliás, o trailer é excelente e me deixou ainda mais curiosa para conferir a produção.
Também estão no elenco: Tom Cavanagh, como Harrison Wells. Carlos Valdes, como o engenheiro mecânico Cisco Ramon; Danielle Panabaker, como Caitlin Snow, uma bioengenheira que perdeu o noivo em uma explosão ocorrida no S.T.A.R.  Rick Cosnett, como o detetive Eddie Thawne, um homem recém-chegado na cidade que mantém seu passado em segredo; e Patrick Sabongui, como o Capitão David Singh, personagem que surgiu nos quadrinhos. Há ainda a mãe de Barry, interpretada por Michelle Harrison.
A série será exibida às terças-feiras no canal. Todo mundo pensava que faria dobradinha com Arrow, que passa nas quartas, mas a emissora não supriu as expectativas. A produção é da Warner Brothers em parceria com a Berlanti Productions e a DC Entertainment.




A outra estreia do canal será exibida nas segundas-feiras. Jane the Virgin é uma adaptação de uma novela venezuelana intitulada Juana La Virgen, de criação de Pera Farias. A história gira, obviamente, em torno de Jane, uma adolescente religiosa que recebe uma inseminação artificial por causa de um erro médico.


Grávida, a garota descobre o paradeiro do pai da criança e acaba se envolvendo com ele. Tudo seria lindo e maravilhoso se ele não fosse CASADO. Claro que a esposa fará de tudo para manter os dois separados, é a lógica. E a partir daí a trama se desenrola. Ainda não sei se quero conferir.
Gina Rodriguez é a protagonista, Jane. Também estão no elenco Jaime Camil, que interpreta Rubio; Justin Baldoni, como Rafael, o pai do bebê; Ivonne Coll, como Alba, avó de Jane; e Ryan Devlin, como Andre, irmão do namorado de Jane.



 A produção é da CBS Studios em parceria com a Electus.



E aí, as séries entram nas suas listas de “desejados” ou passam despercebidas?

Ahh, vale citar por aqui (comentei na fanpage do VL), que a série Supernatural: Bloodlines não vingou. Tanto a diretoria da emissora quanto os fãs da série não aprovaram o piloto exibido no episódio 20 da atual temporada de Supernatural e ela não será produzida. Mas parece que eles não desistiram e tentarão inserir o universo da série em outras produções, aguardemos.


Comente, preencha o formulário e concorra ao Kit Top Comentarista do mês de maio!

Postar um comentário

Posts Recentes

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO