target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

Tríptico - Karen Slaughter

>>  segunda-feira, 16 de junho de 2014

SLAUGHTER, Karin. Tríptico. Rio de Janeiro: Editora Record, 2012. 390p. (Will Trent, v.1). Título original: Triptych.

“Michael sentiu lágrimas quentes ardendo nos olhos. Alguém deveria cobri-la. Ela não podia ficar exposta daquela forma aos olhares de todos.
O legista se abaixou, puxou a mandíbula para baixo e olhou para a boca vazia.
- A língua dela foi arrancada – disse ele.
- Meu Deus! – sussurrou um dos policiais. Ela é apenas uma menina.
Michael engoliu em seco, sentindo como se estivesse sufocando de dor.
- Quinze anos – disse ele. Cynthia fizera aniversário na semana anterior. Ele deu de presente para ela uma girafa de pelúcia.
- Ela tem 15 anos.” p.66

Eu amo thrillers e estava empolgada antes mesmo de começar, vi alguns elogios e notas bem positivas. O que eu não esperava, é que o estilo fosse tão diferente do que costumo ler e que me surpreendesse tanto. Conheçam Tríptico da Karin Slaughter.

Homicídios no conjunto habitacional Grady Homes não surpreendem a policia, é um dos bairros mais perigosos de Atlanta e até a chegada da policia ou do resgate é sempre demorada. O policial veterano Michael Ormewood não se apressa em sair do carro, subir os vários andares de escada e chegar à cena do crime. Uma prostituta negra havia sido assassinada, o detalhe cruel é que sua língua havia sido arrancada. O caso chama a atenção do agente do Georgia Bureau of Investigation, Will Trent. Will vem investigando a agressão e estupro de adolescentes, todas tiveram a língua arrancada a mordidas.

Michael está acostumado a conduzir suas investigações e não vê com bons olhos a chegada de um estranho como consultor. Está com a cabeça quente e muitos problemas em casa, seu casamento não anda bem, toda a atenção do casal é voltada para seu filho deficiente, Tim.

Will dedica-se de corpo e alma aos seus casos, enquanto tenta esconder de todos o fato de ser disléxico. Sua natureza fechada estranha as constantes perguntas invasivas de Michael, o clima é tenso e a investigação não avança.

Entra em cena Angie Polaski, policial que trabalha disfarçada no Combate à Prostituição, e pode ter alguma pista sobre a prostituta assassinada.

Ao mesmo tempo ficamos conhecendo John Shelley, um condenado a prisão perpétua ainda na adolescência e que agora está em liberdade condicional. John tem um passado complicado, tenta seguir em frente, mas o destino ainda insiste em cobrar um preço por seus erros.

~~~~~~~~~

Este livro é tão bom, mas tão bom, que é até difícil de achar uma palavra para descrever. Vamos deixá-lo na categoria fodástico ok? Os personagens vão sendo apresentados aos poucos, e se desmembram em facetas, como cebolas. Quando achamos que sabemos o que está acontecendo, a autora vem e muda tudo. É incrível! O foco do livro está no psicológico de todos os personagens, o que vai sendo construído aos poucos, e isso muda totalmente o estilo encontrado normalmente em ficções policiais. 

A primeira parte alterna notícias sobre um caso de assassinato bem antigo com a investigação presente, narrada por Michael. Na segunda parte Will ganha voz e destaque, junto com ele vem Angie. John permeia toda a história, contando seu passado e presente alternadamente. O leitor fica babando em cima, achando que está entendendo tudo e descobrindo que “sabe de nada inocente”!

É um daqueles livros que nem é bom saber muito sobre o enredo, não procurem muitos detalhes da história antes de ler, garanto que a resenha não entrega nada, e custei para fazê-la assim rs. Os personagens são complexos e muito bem construídos, tanto que você fica revoltado quando descobre certas coisas, tive vontade de bater em um dos protagonistas por me fazer de boba por tanto tempo. :P

O livro é o primeiro da série protagonizada pelo Will Trent, não tenho ideia do que esperar do segundo livro, parecem ser bem independentes, mas quero o segundo na estante para ontem. Com certeza um dos melhores thrillers do ano, bem capaz de entrar no Top 10 hein... Dúvidas de que eu indico? Leiam!!

Série Will Trent da Karen Slaughter
  1. Tríptico (Triptych)
  2. Fissura (Fractured)
  3. Undone (os demais não lançados no Brasil)
  4. Broken
  5. Fallen
  6. Criminal
  7. Unseen
Avaliação (1 a 5):

Comente e concorra ao Kit Top Comentarista de Junho preenchendo o formulário!

Postar um comentário

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO