target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

Túneis - Roderick Gordon e Brian Williams

>>  sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

GORDON, Roderick. WILLIAMS, Brian. Túneis. Rio de Janeiro: Rocco, 2008. 480p. (Túneis, v.1). Título original: Tunels.

“Tudo que é desconhecido é suspeito.”

Um mundo desconhecido, em um lugar jamais imaginado, dois garotos corajosos, um pai desaparecido e muito mistério a ser desvendado. O perigo é constante, os desafios são enormes e a solução é uma incógnita. Aventure-se em Túneis de Roderick Gordon e Brian Williams.

Will Burrows tem 14 anos e muita força de vontade. Isolado na escola, sempre sofreu preconceito por causa de sua pele excepcionalmente branca; tem apenas um amigo, o grandalhão Chester. Will vive com sua família em Londres, e embora não tenha nada em comum com seus estranhos parentes, compartilha com o pai – um excêntrico arqueólogo - a paixão pelas escavações, a exploração do desconhecido. Já sua mãe não desgruda o olho da televisão por nada desta vida e a irmã Rebecca vive em seu mundinho estranho e organizado.

Tudo que Will conhecia muda drasticamente com o misterioso desaparecimento de seu pai, em um dos túneis que ele escavava. Preocupado com seu paradeiro, sem acreditar que ele pudesse ser encontrado em um túnel desabado, Will parte secretamente em seu encalço e leva Chester com ele. Logo os dois se vêem debaixo da terra e descobrem muito mais do que jamais haviam sonhado.

A descoberta pode custar suas vidas. Na procura pelo pai, Will encontra toda uma sociedade esquecida pelo tempo, que vive nos subterrâneos da cidade. Uma sociedade fechada e evoluída, uma cidade desconhecida, onde as pessoas vivem cercadas por regras e são castigadas severamente se ousarem desobedecê-las. Os habitantes da Colônia desconhecem a vida na crosta, e os habitantes daqui de cima não podem saber da existência dos túneis subterrâneos. O resultado? Will e Chester dificilmente voltarão com vida desta aventura, mas Will não pensa em desistir sem lutar.

~~~~~~

O livro é denso, descritivo, e por esta razão muito bem ambientado. Diferente da maioria das séries juvenis, Túneis te transporta para um mundo desconhecido e recheado de surpresas. Sei que neste momento todos estão pensando nas semelhanças com Gregor, mas tirando a parte de ambas as séries serem ambientadas no subterrâneo e do pai desaparecido, elas não tem mais nada em comum. Dividido em três partes: A escavação, A colônia e A cidade eterna, o cenário é surpreendente, mas de muitas formas também é angustiante. O ruim é que a série não segue com livros independentes, o que deixa o final meio no ar e o leitor terá que ler a continuação para saber o que vai acontecer.

A história de Túneis é muito inteligente, cheia de informações interessantes sobre geografia, arqueologia, história e organização social. Por outro lado o livro em certos momentos é muito cansativo, você sofre para o protagonista chegar em certo ponto, e ai, surpresa, ele volta para o início de novo; nessa parte eu me irritei muito e pensei, qual era o objetivo? Depois no final, entra nos trilhos novamente e me convenceu a ler o segundo livro.

Sobre os outros personagens, eu gostei muito do Dr. Burrows – pai do Will, seu amigo Chester é uma gracinha (morro de dó porque ele só se ferra) e Cal e Tam, que só aparecem lá pelo meio da história, são muito legais. A Rebecca irmã do Will me surpreendeu e a mãe deles é tonta demais para o meu gosto. Tem também um gato gigante muito divertido que eu adorei.

Ah tem umas comidas muito nojentas que quase me fizeram fechar o livro, e cá para nós, aquele mundo subterrâneo está precisando de uma vigilância sanitária urgente rs. Afinal até os heróis têm que tomar banho certo? Espero realmente que sim. E o pobre do Will precisa de uma folga, o coitado só se da mal, quando você pensa que não pode ficar pior, vai uma torturazinha para animar, e em seguida, desta vez ele se safa não é? Que nada, quase morre envenenado pelo ar pútrido da Cidade Eterna. Quer mais? Que tal a mordida de um cachorro feroz? E por aí vai!

Li este livro tem muito tempo e acabou que a resenha ficou aqui esperando ser postada. A série tem muitos fãs, mas não consegui gostar tanto da historia. Eu gostaria de ler “Profundezas” para saber o que vai acontecer, mas por enquanto não estou entusiasmada. Se você gosta do estilo, leia, é um mundo novo e muito bem descrito, mas saiba que por vezes a leitura será um pouco cansativa.

Série Túneis de Roderick Gordon e Brian Williams
  1. Túneis (Tunnels)
  2. Profundezas (Deeper)
  3. Vertigens (FreeFall)
  4. Armadilhas (Closer)
  5. Espirais (Spiral)
  6. Terminal (ainda não lançado no Brasil).
Avaliação (1 a 5): 2,5

Comente e concorra ao Kit Top comentarista de dezembro, preencha o formulário!

Postar um comentário

Posts Recentes

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO