target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

Amor de redenção - Francine Rivers

>>  segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015

RIVERS, Francine. Amor de redenção. São Paulo: Editora Verus, 2011. 468p. Título original: Redeeming love.

“Como ensinar a uma criança que sofre a confiar no Senhor, se o único pai que conheceu a odiava e queria que ela morresse? Como ensiná-la que o mundo não é feito somente de ruindades, se o padre abandonou a mãe dela? Senhor, ela foi vendida como escrava para um homem que parece o próprio Satã. Como vou convencê-la de que há gente boa no mundo, se todos que ela conheceu a usaram e depois a condenaram por isso?” p. 209-210

Sempre quando alguém comentava sobre ficção cristã eu meio que torcia a cara. Confesso que um pouco era preconceito, mas também porque o único que já tentei ler no estilo, não lembro qual, achei um porre, muito forçado. Este livro está na minha estante faz tempo, já vi inúmeros elogios, pensei que era apenas um romance histórico, não lembrava nada sobre o enredo. Aí as meninas do Clube das gêmeas escolheram para eu ler, e hoje conto para vocês o que achei de Amor de redenção da Francine Rivers.

“O príncipe das trevas é um cavalheiro” – Shakespeare

Sarah era apenas uma criança de 3 anos quando entendeu que o pai não a amava, e não amava mais sua mãe, que a teve contra suas ordens. Um pouco maior entendeu que era apenas uma bastarda, o pai era casado e já tinha os filhos que queria. Entendeu também que a infelicidade da mãe fora causada por ela, afinal, ninguém queria que tivesse nascido. Abandonada pelo amante, pelos pais, pela igreja, a mãe acabou caindo na prostituição e teve uma morte precoce. Sarah foi vendida aos 8 anos para a prostituição. O nome do seu algoz era Duke, e ele acabou com seu corpo, com a sua alma e com as suas esperanças, para sempre. Ela se tornou Angel, uma prostituta como a mãe.

“Sou capaz de suportar o meu desespero, mas não a esperança de outrem. – William Walsh

Califórnia, 1850
Aos 18 anos ela fugiu, depois de enfrentar frio e fome, ser roubada e espancada, chegou a Pair-a-dice, onde ficava o filão de ouro da Califórnia. Pensou que poderia mudar, mas acabou se tornando outra vez uma prostituta. Sua dona agora era a Duqueza, que mantinha as meninas trabalhando por uma ninharia, casa e comida. Não que importasse. Angel era diferente da mãe em uma coisa, ela não sentia nada, nunca. Ela não abriria seu coração para ninguém, homens causavam apenas dor e sofrimento. Estaria melhor assim.

“Ainda que eu ande pelo vale das sombras da morte, não temerei mal algum, porque tu estás comigo.” – Salmos 23,4

Michael Hosea é um homem de fé, ele busca Deus em todas as coisas e confia sua vida ao Senhor. Solteiro e atraente, fazendeiro e dono de suas próprias terras, ele já poderia ter se casado, mas esperava a mulher certa. Ele sabia que Deus a mostraria quando chegasse a hora. E é assim que ele descobre que precisa se casar com Angel, o Senhor o enviou para salvá-la. E ele faz tudo para conseguir isso, ele a ama incondicionalmente e faz dela a sua esposa.

Mas o coração da moça está fechado para o amor. Tem medo de sofrer, se despreza e não acredita na felicidade. Nem em Deus. Deus não abandona criancinhas inocentes.  Angel busca o que sempre conheceu, o esquecimento e a escuridão. Ela não está pronta para o amor, ele não irá desistir.

~~~~~~~

Um livro impressionante, que vai tocar o coração de todos os leitores de forma incontestável. É tão lindo e tão emocionante, que eu não sabia muito bem como fazer essa resenha. Eu acredito em Deus, mas não sigo nenhuma religião. E este é sim um livro de fé incondicional, mas é principalmente uma historia linda de amor, redenção e, principalmente, perdão.

Inspirada na história bíblica de Oseias e Gômer, Michael e Angel contam a linda história de amor entre o homem  honesto e a prostituta. A autora cria um enredo rico, personagens inesquecíveis e uma história de amor triste e inesquecível. Impossível não se emocionar, chorei muito no final. 

Angel é uma mulher amargurada e sem esperanças, sua alma foi destroçada muito cedo, com o passar dos anos ela se tornou uma pessoa vazia. Ela tenta de todas as maneiras mostrar para Michael que ele merece coisa melhor, duvida de suas intenções constantemente, esperando o momento em que ele irá dominá-la, espera ser agredida e largada quando ele se cansar. A sua beleza foi sua maior maldição, uma mulher que chama a atenção de todos os homens ao redor, mas que no fundo só queria ser olhada como uma pessoa, não como um objeto, mas isso, nem ela sabe.

Michael é o homem perfeito, desses homens raros difíceis de se encontrar. Ele perdoa Angel quantas vezes ela precisar. Ele não guarda rancor, ele reza e espera. Segue seu coração e sua fé em todos os momentos. Sua bondade é comovente, quase inacreditável.

É uma longa caminhada, no livro os personagens repetem os mesmos erros, uma e outra vez, mas não senti a leitura se arrastando em nenhum momento, cada página foi tão boa quanto a anterior. A autora escreve bem, sua narrativa é bela e sabe prender o leitor com muitas reviravoltas e dramas sem fim. A edição está perfeita! Não conheço outros livros da Francine, mas espero ter a oportunidade de conhecer mais de seu trabalho.

Para quem gosta de romances históricos e procura algo diferente do comum, este livro é imperdível. Para quem acredita em algo maior, é uma linda história de amor físico e do amor de Deus. E quem já leu, não deixe de contar o que achou. ^^ Leiam!!

Avaliação (1 a 5):

Postar um comentário

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO