target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

Garota online - Zoe Sugg

>>  terça-feira, 14 de abril de 2015

SUGG, Zoe. Garota online. São Paulo: Editora Verus, 2015.308p. (Girl Online, v.1). Título original: Girl online.

“Decidi começar um blog.
Este blog.
Por quê?, você pode me perguntar.
Sabe quando você sacode uma lata de Coca, depois abre e a Coca espirra para tudo que é lado? Então, é assim que eu me sinto agora. Tem muitas coisas fervilhando dentro de mim, mas fico insegura de falar delas em voz alta.” p.7

A maioria dos internautas que não vivem no mundo da lua – como esta que vos fala – já ouviu falar da blogueira britânica Zoella. Gente, nunca vi mais gorda! Sou uma negação para acompanhar os pseudos-famosos do Brasil... imagina do exterior rsrs. Pedi o livro porque achei a sinopse bonitinha e parecia divertido, depois de ler sempre procuro saber mais sobre os autores que não conheço. E aí, descobri que ela tem um blog famoso e um canal do Youtube gigantesco O.O. Prazer Zoella! O primeiro livro da autora já causou burburinho antes mesmo de ser lançado, confira o que achei de Garota online.

Penny é uma garota de 15 anos, quase 16, que vive diariamente todos os dramas comuns da idade. Odeia seu cabelo vermelho indomável, suas sardas horríveis, queria ser alta, magra e cheia de estilo como as meninas populares da turma. Ao invés disso, consegue ficar vermelha como um pimentão quase sempre, não tem namorado e é incrivelmente desastrada. Ultimamente também está convivendo com estranhas crises de pânico, que surgem do nada ao menor sinal de tensão, o que esconde de todo mundo.

Ela mora com os pais e com o irmão mais velho, Tom - quando ele vem da faculdade -, em Brighton, Inglaterra. Os pais são carinhosos e muito presentes na vida da filha. Elliot é seu melhor amigo e vizinho, acaba passando tempo na casa de Penny no que na dele. Filho único, sofre com a ausência dos pais advogados, sempre cheios de compromissos, que preferiram ignorar quando ele contou que era gay.

Para lidar com todas suas dúvidas, pensamentos e problemas, Penny cria um blog anônimo, o Garota online. No blog consegue soltar seus sentimentos, falar sobre tudo e sobre nada. Contar coisas que não tem coragem para falar com ninguém. O blog vem crescendo, as pessoas ajudam e dão opiniões, também compartilham seus problemas.

Quando passa por uma situação constrangedora na escola e tudo parece difícil demais de lidar, Penny tem uma crise. Preocupados, seus pais resolvem levá-la com eles para Nova York, para passar o natal e cumprir um compromisso de trabalho. Lá ela conhece Noah, um garoto lindo que mexe com seu coração. Enquanto eles estão se conhecendo, ela compartilha tudo anonimamente em seu site, até que um grande segredo, coloca tudo a perder.

~~~~~

Bonitinho. Achei fofo e bem divertido, mas é um livro que eu indicaria para o público pré-adolescente, é bem clichê e infantil para agradar as leitoras um pouco mais velhas. Meninas a partir dos 12 anos vão amar, Penny é cheia de dúvidas e anseios como qualquer menina nessa idade. Então para mim é infanto juvenil, para o público jovem adulto achei bem aquém das expectativas. 

Como eu disse, é tudo bem clichê e não trás muitas novidades, a escrita é gostosinha, a leitura flui bem e tem cenas muito engraçadas. O início é bem lento, até ela chegar em NY a história poderia ter sido resumida em dois capítulos, a trama custou a me prender.

Em NY fica mais interessante, aparece Noah, o rapaz bonitinho e interessante e acontecem várias aventuras. Para Penny tudo é novidade, não só um país diferente e uma cidade incrível, mas também o fato de um garoto estar interessado nela e não se assustar quando ela faz algo desastrado ou constrangedor. Os outros personagens são legais, principalmente os pais de Penny, casal mais fofo do mundo. Seu amigo Elliot carrega todos os clichês do gênero, melhor amigo gay com drama familiar e etc. O grande drama do livro foi meio desnecessário, a coisa toda é bem sacal, eu já sabia tudo o que ia acontecer e como ia terminar, não teve nenhuma surpresa.

Apesar de ser leve, a autora aborda temas sérios de forma interessante, principalmente bullying e síndrome do pânico. A forma como o assunto foi abordado, principalmente através de postagens no blog criou uma discussão legal, com comentários e respostas ao problema da Penny. Gostei desse lado.

A personagem é bobinha toda vida, mas não achei a menina imatura para a idade, afinal tem apenas 15 anos. Ela é muito inocente, e tem aquela coisa toda da menina ser sem sal e desinteressante, até aparecer um menino que vai acha-la linda e despertar alguma auto estima rs.

O livro tem um lado meio conto de fadas, quem gosta desse estilo vai gostar de acompanhar. Só não entendi o motivo de uma continuação, como assim gente? Termina redondinho, já deu o que era para dar aff. Como o segundo ainda não foi lançado lá fora, não sei o que esperar do enredo. 

Como disse logo no início, indico para o público jovem  e para quem gosta de um romance leve e bonitinho. Leiam!

Adicione ao seu Skoob!!
Compre na Amazon!

Avaliação (1 a 5):

Comente, preencha o formulário e concorra ao Kit Top Comentarista de abril!

Postar um comentário

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO