target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

Viaje com as séries #176 - A dor da perda

>>  terça-feira, 27 de outubro de 2015

Com Grey’s Anatomy e Game of Thrones na lista de séries assistidas pensamos que estamos preparados para as desgraças das outras produções da TV. Afinal, Shonda e George são experts em nos fazer sofrer e chorar. Que engano monumental. Nunca será fácil perder nossos personagens mais queridos, seja por cancelamento/fim de série, seja por morte durante a trama. É tão difícil aceitar.


Eu choro, nem preciso comentar porque você já sabe que sou a maior chorona do universo, mas na minha última perda nem isso consegui fazer, simplesmente fiquei em choque. Outra coisa bastante presente atualmente são os spoilers, né? Povo fica futricando as gravações, fuçando coisas e soltam na internet, acaba que muitas vezes nem sentimos aquela surpresa quando a cena desenrola – mesmo ela sendo a mais dolorosa de todas – porque algum sussurro sobre aquilo chegou nos nossos ouvidos – ou olhos.
Mas dessa vez eu fui completamente surpreendida, não esperava mesmo. Fiquei paralisada, revoltada, comecei a xingar e a procurar alternativas, só então meus olhos encheram de lágrimas, mas aí outra situação tensa se desenrolava e desespero total.
Estou falando de The Walking Dead, que voltou para sua sexta temporada sambando na cara das pessoas. Os três episódios exibidos até aqui foram nada menos que sensacionais, cheios de ação, suspense, cenas de prender o fôlego e tristeza, é claro. Ah e muitos zumbis, mas muitos mesmo.


Quem é que nunca criou teorias, sonhos, cenas cheias de imaginação para salvar seu personagem do destino fatal, né? Eu sempre faço isso e não foi diferente com o que ocorreu no último episódio exibido do drama apocalíptico. Quero que aquilo tudo seja mentira, que aquele sangue seja de outra pessoa e que o personagem volte seguro, mas aí seria um belo conto de fadas, não é? E a vida, como bem sabemos, é aquela bitch mesmo. O jeito é chorar mais um pouquinho, respirar fundo e seguir para o próximo episódio, que promete mais coração acelerado.


Queria perguntar para você qual a morte mais sofrida nas séries, mas corro o risco de ter spoilers, então vamos fazer o seguinte: qual série teve a morte mais sofrida para você? Não precisa citar o personagem pra evitar retaliações. hehehe




Postar um comentário

Posts Recentes

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO