target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

Mentirosos - E. Lockhart

>>  quinta-feira, 24 de março de 2016


LOCKHART, E. Mentirosos. São Paulo: Editora Seguinte, 2014. 272p. Título original: We were liars.

“Ela vira o barco na direção da praia e de repente consigo ver meus Mentirosos esperando, não no cais, mas junto à cerca de madeira degastada que acompanha a costa.
Mirren está com os pés na metade de baixo da barreira, acenando com alegria, o cabelo chicoteando ao vento.
Mirren. Ela é açúcar. Ela é curiosidade e chuva.
Johnny pula para cima e para baixo, de vez em quando virando uma estrela.
Johnny. Ele é estalo. Ele é iniciativa e sarcasmo.
Gat, meu Gat, era uma vez meu Gat – ele também saiu para me ver. Está afastado das ripas da cerca, sobre a colina rochosa que agora leva a Chairmont. Está fingindo que é um sinalizador, balançando os braços em padrões elaborados como se eu tivesse que entender algum tipo de código secreto. Ele é contemplação e entusiasmo. Ambição e café forte.
Bem-vinda ao lar, eles estão dizendo. Bem-vinda ao lar.” p.83

No Skoob 7.295 pessoas leram esse livro e a média de avaliação está em 4.4, enquanto no Goodreads temos 198.436 leitores e média de 3.86. Eu vi muitos comentários, tantas resenhas que na época perdi até a vontade de ler... #soudessas, se todo mundo fala demais eu enjoo e deixo para lá. Mas aí uma amiga, a San, leu e amou, ficou falando que eu tinha que ler. E eis que aqui estamos, quando eu finalmente conto à vocês o que achei de Mentirosos da E. Lockhart.

A família Sinclair é um clã poderoso, rico e renomado. Donos de uma ilha particular perto da costa de Massachusetts. Eles se recusam a admitir que estão em decadência, que têm problemas. São sempre lindos, altos, magros e loiros. Todo ano, o patriarca, suas três filhas e seus respectivos filhos, passam as férias de verão na ilha.

“Bem-vindo à família Sinclair.
Ninguém é criminoso.
Ninguém é viciado.
Ninguém é um fracasso” p.13

Cadence Sinclair Eastman é a neta primogênita, e portanto, a principal herdeira. Enquanto sua mãe, Penny, e suas duas tias, Bess e Carrie, se digladiam pelos bens dos pais – ainda vivos -, ela se diverte com os primos. Desde pequeno eles formam um grupo inseparável, Os Mentirosos. Ela, os primos Johnny e Mirren e o melhor amigo do primo, Gat.

Enquanto eles se divertem em verões idílicos, tudo começa a mudar. Divórcios, namorados inaceitáveis, o preconceito do avô com a novo namorado indiano de uma das filhas, tudo parece acontecer ao redor da aura de alegria deles. Os primos pequenos brincam despreocupadamente, Cadence começa a se apaixonar. Mas no verão dos 15 anos, tudo muda. Ela sofre um acidente.

Dois anos depois tudo está diferente. Ela não se lembra de nada, tem amnésia seletiva e enxaquecas excruciantes. Períodos de depressão, muitos remédios e uma mente confusa. A família a trata com cuidado excessivo e se recusa a falar no passado. Mas agora, no verão dos 17 anos, ela está de volta a ilha, para reencontrar Os mentirosos e tentar juntar lembranças do que realmente aconteceu.

~~~~~~

Gente, que livro! Só depois que a você ao final, você entende o que todo mundo fala tanto. Você lê aí em cima, não vê nada assim de surpreendente e até o final fica pensando: O QUE TODO MUNDO VÊ NESSE LIVRO?! Porque é bem isso, é um YA simples, com uma história comum, nada que você nunca tenha visto... LEDO ENGANO! E você pode ler a resenha sem susto, pelo menos essa, não dá para sacar nada. Eu até tentei, elaborei teorias, tentei imaginar o que seria a tal bomba, mas gente, sem chance de alguém matar a charada! Se alguém me falar que acertou vou achar que é vidente, ou que leu de trás pra frente...

Estou aqui enrolando, porque disse lá em cima que hoje eu “finalmente iria contar a vocês o que achei” e a verdade é que, eu não posso contar quase nada! Não dá gente, tudo que eu falar pode ser spoiler do que acontece!

Vamos lá. No início é só mais um YA, o livro prende, é uma leitura leve e rápida sobre adolescentes ricos durante as férias. E ele não é maravilhosamente escrito nem nada, é bem comum. Só que a autora teve uma sacada BRILHANTE e mudou tudo. Originalidade não é algo que se vê muito na literatura de ficção, até porque, já lemos de tudo um pouco.

E essa sacada GENIAL, pode ser uma BOSTA para muita gente hehe. Sério mesmo, tenho certeza que é daqueles ame ou odeie, eu estou no time que amou, claro. Só não favoritei... porque sou chata demais e sempre encontro algum defeito rs. Achei simplório demais no início para eu dar 5, mas gente, terminei o livro em choque! Fiquei parada olhando para ele até a ficha cair. Vocês não tem noção. Eu até voltei ao início e reli várias coisas, que começam a fazer bem mais sentido depois. Ah e não procurem saber muito sobre ele, não tem graça com spoiler.

Então esse livro é o Seguinte (nem tive a intenção de brincar com a Editora rs), para o bem ou para o mal, amando ou não, LEIAM! E quem já leu, me conte o que achou. ^^

Adicione ao seu Skoob!

Avaliação (1 a 5): 4.5

Comente, preencha o formulário, e concorra ao Kit Top Comentarista de março.

Postar um comentário

Posts Recentes

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO