target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

Uma noite para se entregar - Tessa Dare

>>  quarta-feira, 27 de abril de 2016

DARE, Tessa. Uma noite para se entregar. Belo Horizonte: Editora Gutenberg, 2015. (Spindle Cove, v.1). Título original: A night to surrender.

“Oh. Mortificada, ela escorregou das costas dele. Susanna esticou as pernas e alcançou o solo firme. ‘Ora, isso é muito constrangedor’.
Quando ela finalmente arrastou seu olhar para o rosto dele, percebeu que Bram estava olhando para os mamilos dela. Que previsível. Típico de homem. Ela se preocupou que ele pudesse ter morrido, e Bram tinha ousadia de estar vivo. Ultrajante, decididamente viril, forte e vivo. Como ele ousava? Como ele ousava?” p.108

E hoje tem mais romance de época! Venho lendo muito desse gênero ultimamente, são romances leves e divertidos, ótimos para relaxar. Uma noite para se entregar é o primeiro volume da série Spindle Cove, da romancista americana Tessa Dare.

Susanna Finch é uma mulher linda, inteligente e decidida. Tem um passado traumatizante, que superou e tentou deixar para trás. Hoje tenta evitar que outras moças sofram o mesmo destino, sejam entregues a pessoas ignorantes e médicos charlatões. E assim o pequeno vilarejo de Spindle Cove se transformou em um refúgio para várias moças solteiras. Jovens bem-nascidas e delicadas que precisam de cuidados especiais, que não se adaptaram ao casamento ou se apaixonaram pelo homem errado, o lugar ficou conhecido como a vila das solteironas. E Susanna administra tudo de perto. Filha do conselheiro real, Sir Lewis Finch, tem liberdade para cuidar de tudo.  Poucos homens restaram no local, a maioria partiu para a guerra ou por outros motivos.

A vila pacata e sossegada estremece, literalmente, com a chegada do tenente-coronel Victor Bramwell. Um soldado britânico que perdeu seu posto ao levar um tiro no joelho, enquanto defendia a Inglaterra na guerra contra Napoleão. Ele se recusa a aceitar que não pode mais lutar, e vê em Sir Lewis, sua última esperança de voltar ao campo de batalha.  

Ao invés disso, ganha um título de nobreza, um castelo em ruínas e a missão de formar uma milícia; em um vilarejo que mal possui homens. Susanna não quer um bando de soldados invadindo seu espaço, Bramwell também não quer ficar ali, mas recebeu uma missão e irá executá-la com perfeição. Eles até tentam se odiar, mas acabam se aproximando cada vez mais.

~~~~~~~~

O livro garante uma leitura leve e divertida, com muitas confusões e desdobramentos surreais. A autora ignora qualquer regra e convenção social da época, seus mocinhos vivem se agarrando nos lugares mais inusitados. Além disso, Susanna é senhora da própria vida, e seu pai está sempre enfurnado em seu laboratório idealizando a próxima invenção. Ela tem total liberdade para cuidar da casa, da vila e meter o bedelho nas decisões de Bram. Ele se divide entre ficar irritado e atraído pela estonteante Susanna.

Gostei, mas não me encantei como com outras séries. A parte da vila e todas as mulheres é interessante e divertida, mas achei algumas coisas meio sem pé nem cabeça. É confusão demais, eles quebram tantas regras que nem parecia mais um romance de época. Achei algumas cenas exageradas e portanto, forçadas. Os dois trepavam como coelhos, morri de preguiça de tanta pegação. E é no mar, na vila embaixo de uma árvore, eu ficava esperando alguém chegar e nada. Uma vila minúscula, era impossível ninguém ver nada do que acontecia. O pai dela vive no mundo da lua, achei o personagem bem chato.

Dos protagonistas eu gostei, da força e determinação de Susanna, equiparadas a teimosia e insistência de Bram. Eles queriam coisas diferentes, e foi interessante vê-los lutar contra um sentimento maior. Porém, não achei o mocinho muito periguetável, sua teimosia me irritou. Os personagens secundários também são legais, gostei do primo sem noção de Bram, de algumas moças – principalmente da Miranda-, dos jovens gêmeos, etc. 

A Editora Gutenberg está lançando os livros bem rápido, o que é sempre uma vantagem. As capas estão lindas e as edições perfeitas. Gostei do papel e de todos os detalhes. 

O final foi bonitinho, com a dose certa de drama e um epílogo, adoro epílogos nesses romances. No geral gostei da leitura, mas não foi daqueles que me arrancou suspiros ou me deixou apaixonada pelo mocinho. Quem leu me conte o que achou, estou em dúvida se irei gostar mais do restante da série ou se não fez mesmo o meu estilo... pior que fiquei curiosa para ler o livro da Miranda. Me contem!

Adicione ao seu Skoob!

Série Spindle Cove da Tessa Dare
  1. Uma noite para se entregar (A night to surrender)
  2. Uma semana para se perder (A week to be wicked)
  3. A dama da meia-noite (A lady by midnight)
  4. Any Duchess will do (os demais não lançados no Brasil)
  5. Do you want to start a scandal.
1.5 Once upon a winter’s eve.
3.5 A bela e o ferreiro (Beauty and the blacksmith)
4.5 Lord Dashwood missed out

Avaliação ( 1 a 5):
Comente, preencha o formulário, e concorra ao Kit Top Comentarista de abril.

Postar um comentário

Posts Recentes

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO