target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

O segundo verão da irmandade - Ann Brashares

>>  terça-feira, 30 de agosto de 2016


BRASHARES, Ann. O segundo verão da irmandade. Rio de Janeiro: Editora Rocco, 2004. 408p. (A irmandade das calças viajantes, v.2) Título original: The second summer of the sisterhood.

“Carmen era um desastre. Tibby era um desastre. Lena era um desastre ainda maior. Carmen pensava sobre isso enquanto se dirigia ao Burger King na avenida Wisconsin. No momento, a única que não era um desastre era Bee, que, de modo geral, era sempre quem carregava o troféu em matéria de desastres. Estranho verão aquele se apresentava.” p.233

Em A irmandade das calças viajantes ficamos conhecendo quatro amigas inseparáveis: Tibby, Carmen, Bridget e Lena são companheiras, cúmplices e confidentes, amigas para toda hora. E a calça é o que as une durante o verão, quando nem sempre estão na mesma cidade. Faz alguns anos que li, mas finalmente vou continuar a série, graças ao Clube das chocólatras. Hoje vou falar sobre O segundo verão da irmandade da Ann Brashares.

No verão passado a calça fez milagres, as meninas realmente acreditavam na magia da calça, e mais ainda, na magia da amizade. E elas a guardaram pacientemente durante todo o ano, no armário de Carmen, esperando o próximo verão. E esse seria especial, apenas Tibby estaria fora fazendo um curso de verão, as outras estariam juntas!

A partir daqui pode conter spoilers se você não leu o primeiro livro.

Bridget muda de ideia impulsivamente e resolve visitar a avó no Alabama. Ela engordou, pintou o cabelo de preto, se escondeu dentro de si mesma. Ela não era mais a Bridget alegre que jogava futebol, muita coisa mudou. Também não atrai mais os rapazes como antigamente, pelo menos não com essa aparência. E as calças se recusam a entrar. Ela acredita que precisa merecer as calças. Para isso precisa deixar de fingir, se entender com avó materna e finalmente sentir o luto pela perda da mãe.

Carmen não encontrou ainda um grande amor, nem um pequeno romance. Enquanto isso sofre com a nova atitude da mãe, que está apaixonada e arrumou um namorado. Suas atitudes infantis e impensadas, acabam estragando tudo a sua volta. Ultimamente também não anda merecendo as calças.

Lena terminou com Kostos após sofrer por meses com o relacionamento a distância. Claro que está arrependida, mas não dará o braço a torcer. Ela também não está pronta para usar as calças, até resolver mergulhar de cabeça e tomar uma decisão.

Tibby matricula-se em um curso de verão de cinema em uma faculdade, fazendo novos amigos e com um novo projeto para um filme. Tenta deixar a dor da perda de Bailey para trás, mas acaba fazendo tudo errado. Agora Brian e sua mãe estão magoados com ela, que não sabe como resolver o problema.

Elas precisam aprender com os erros, precisam crescer. Mais uma vez estão todas dispostas a fazer o que for possível para ajudar as amigas. E as calças terão um papel fundamental nessa mudança.

~~~~~~

A autora sabe como escrever para o público jovem adulto. O romance tem muitas reviravoltas, dramas e passagens fofinhas. No início até achei que eu não ia curtir, as meninas estavam um porre e ando meio com preguiça de juvenis. Mas depois melhora tanto! Não sei se todos seguiram a mesma linha, mas nesse no começo estão todas bem, aí depois todas fazem alguma burrice e depois todas começam a consertar o estrago rs. Gostei muito da terceira parte e do final, alguns momentos são de lacrimejar, muito bonitinho.

O legal é que a história vai se alternando entre as quatro meninas igualmente, não tem aquela coisa de cada uma narrar uma parte ou de cada livro ser de uma delas. São todas juntas, todos os capítulos são misturados. No começo você até confunde um pouco, para descobrir quem está narrando, mas depois flui muito bem.

Carmen é de quem menos gosto, ela é a mais infantil e muito ciumenta. No primeiro livro dá uma crise porque vai ao casamento do pai com a nova esposa, apronta coisas dignas de uma menina de 10 anos. Nesse a mesma coisa porque a mãe arrumou um namorado, ai preguiça. Lena é uma fofa, mas muito indecisa tem hora, ainda bem que nesse livro ela finalmente chega lá e se arrisca. Bee é a mais fofa nesse volume, minha personagem preferida. Engraçado que ela mudou muito, no primeiro livro era a mais decidida, aqui ela começa o livro passando por uma fase ruim. Tibby também me irritou no começo, mas depois conseguiu consertar tudo.

Espero não demorar tanto para ler os dois últimos, essa é uma série que pretendo terminar... oremos! Existem dois filmes baseados nos livros, mas ainda não assisti. Quatro amigas e um jeans viajante (The Sisterhood of the Traveling Pants) e depois temos Quatro amigas e um jeans viajante 2. Não sei se os filmes seguem o mesmo enredo dos livros, um dia assisto.

Ideal para as meninas mais novas, as histórias são encantadoras. Leiam!

Adicione ao seu Skoob!

A irmandade das calças viajantes de Ann Brashares
  1. A irmandade das calças viajantes (The sisterhood of the traveling pants);
  2. O segundo verão da irmandade ( The secund summer of de sisterhood);
  3. Meninas de calças (Girls in paints);
  4. Para sempre de azul (Forever in blue).
Avaliação (1 a 5):

Comente, preencha o formulário, e concorra ao Kit Top comentarista de agosto!

Postar um comentário

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO