target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

Nada mais a perder - Jojo Moyes

>>  segunda-feira, 21 de novembro de 2016


MOYES, Jojo. Nada mais a perder. Rio de Janeiro: Editora Intrínseca, 2016. 400p. Título original: Horser dancer.

“Foi só então que ele reparou em Sarah. Estranhamente, ela mal tinha falado a noite toda. Ainda estava encostada no avô, com a mão segurando o braço dele com firmeza, como se não quisesse deixá-lo outra vez. Os olhos dela estavam fechados bem apertados, e sua cabeça, virada para o outro lado. Uma lágrima solitária escorreu pela sua bochecha, iluminada pela luz despojada. Ela era uma imagem chocante da tristeza.” p.193

Como fã da Jojo Moyes estou sempre de olho em seus lançamentos, e a Editora Intrínseca está nos fazendo o favor rs, de lançar seus livros mais antigos. Publicado originalmente em 2009 nos EUA, chega ao Brasil o romance Nada mais a perder.

Sarah Lachapelle, 14 anos, foi criada pelos avós e amava os dois como seus pais. A mãe era viciada e aparecia de tempos em tempos, até que acabou morrendo em decorrência do uso de drogas. Após a morte da avó, ficaram apenas ela e o avô. Eles moravam em um pequeno conjunto habitacional, mas o maior prazer de Sarah era cavalgar. O avô lhe dera um cavalo incrível, Boo, e a treinava para ser a melhor. Ele era rígido, exigente, intransigente, mas era um exímio cavaleiro. Na juventude, Henry Lachapelle foi um cavaleiro de raro talento, um dos poucos homens simples admitidos na academia de elite do hipismo francês, Le Cadre Noir. Porém, suas escolhas fizeram com que ele abrisse mão de seu sonho e fosse viver em Londres.

Natasha Macauley é uma advogada de sucesso, especializada em representar crianças e adolescentes envolvidas em crime, situações de risco ou de custódia. Sua carreira e a ausência de filhos, depois de vários abortos, levaram ao fim de seu casamento com Mac. E, para piorar, seu ex-marido charmoso, insiste em dividir a mesma casa até que ela seja vendida. Agora ela vivia para o trabalho e seu namoro com Connor, um dos sócios da empresa. Natasha sofre uma grande decepção no trabalho, e incapaz de esquecer uma possível decisão errada com um antigo cliente, fica mais cética em relação aos adolescentes.

Quando o caminho de duas pessoas tão diferentes, Sarah e Natasha, se cruzam, a advogada toma uma decisão inusitada tentando ajudar a menina, mudando a vida de ambas. Porém, Sarah guarda um segredo, que pode colocar tudo a perder.

~~~~~~

Jojo sua linda, seus livros são fantásticos! Adorei o enredo e os personagens. A narrativa se alterna entre alguns personagens, o que é normal. A surpresa é a diferença de idade entre as narrativas. De um lado temos uma história adolescente com Sarah, e do outro, um romance adulto com o núcleo da Natasha, Connor e Mac. Como sempre os personagens são todos muito bem construídos, humanos e muito falhos. O livro fala de cavalos, muito mais do que eu gostaria de saber rs, mas fala principalmente de sinceridade. Foi a máxima do livro e a causa de vários problemas.

É incrível como vários personagens se embolam em segredos, mentiras e inverdades. Ninguém fala nada para ninguém e as coisas só pioram. Acho que metade dos problemas dos personagens seriam resolvidos como uma boa conversa, ressaltando principalmente, a importância do diálogo em qualquer relacionamento. Eram segredos e mais segredos, ninguém é sincero... e só dá merda. Queria matar a Sarah em vários momentos. Fiquei meio livro pensando: “Será que eu era burra assim aos 14 anos?”. 

Já Natasha ficou de coração partido pelos abortos que sofreu, mas isolou o marido e focou no trabalho. Chateado, Mac ficou cada vez mais ausente. Ele acha que ela tem um caso com Connor, ela nem se dispõe a negar direito porque “sabe” que ele teve várias amantes, então eles se separam. Com Sarah foi pior ainda, que agonia que passei. A menina não compartilha seus problemas com ninguém, e ao tentar resolvê-los, arruma uma confusão sem fim. Outro “casal” mais intolerante teria dado um basta, mas Mac transforma em sua missão ajudar a garota.

O início é lento, descritivo e custa para evoluir. Foram muitas descrições sobre o treinamento de Sarah com o cavalo e também sobre os casos jurídicos da Natasha. Mas a história logo se transforma, flui bem, foi uma delícia acompanhar a evolução dos personagens. E tem cada cena emocionante! O final me rendeu algumas lágrimas, como era de se esperar. 

Os livros mais antigos da autora são realmente mais lentos e descritivos. Mas ela sempre tem enredos interessantes, que abordam algo diferente, isso sempre me conquista. Para quem gosta de uma história cheia de romance, drama, reviravoltas e muita confusão, é uma ótima pedida. Leiam!!

Adicione ao seu Skoob!

Avaliação (1 a 5):

Postar um comentário

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO