target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

Luxo - Anna Godbersen

>>  quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

GODBERSEN, Anna. Luxo. Rio de Janeiro: Editora Rocco,2009. 400p. (The Luxe, v.1). Título original: The luxe.

“A alta sociedade está extremamente chocada para dizer qualquer coisa. Seus membros estão tristes demais para serem vistos na Quinta Avenida, ou para dar as festas que lhes fizeram tão famosos. E hoje será o dia mais triste de nova cidade em muito tempo, pois o funeral da Srta...” p.389

Esse livro é bem antigo, o meu mesmo tem anos que está na estante, mas acabei não lendo antes. Ele foi o escolhido como a última leitura do ano, e finalmente vou começar a série The luxe. Já vi muitos elogios por aí, muita gente é fã da série. Um romance histórico jovem, que conta a história das irmãs Holland, na NY de 1899. Confiram o que achei de Luxo da Anna Godbersen.

Na Manhattan do final de 1899 a Quinta Avenida era onde se localizava algumas das maiores mansões, pertencentes as famílias mais ricas da cidade. Os jovens da alta sociedade se exibiam com vestidos fabulosos ou fraques elegantes, nos bailes que aconteciam com frequência. As colunas sociais dos jornais divulgavam as fofocas e novidades da aristocracia. Os novos ricos exibiam seu dinheiro, e eram aceitos com rancor pelas famílias antigas.

Elizabeth e Diana Holland foram preparadas desde cedo para brilhar na sociedade. Mas enquanto a bela Elizabeth ostentava todas as características de uma dama, sua irmã mais nova, odiava todas as regras e obrigações. Era para Elizabeth, que os sonhos da mãe se voltavam. A moça acabara de chegar de Paris, onde fora aprender como uma dama se portava, e agora estava pronta para se casar.

Ao voltar, recebe uma terrível notícia. Após a morte do pai várias dívidas surgiram e elas estão falidas. Elizabeth sempre viveu uma vida de luxo, agora tem nas mãos a responsabilidade de salvar a família. Cabe a Elizabeth se casar com um herdeiro, para eveitar a ruína e a pobreza. Diana não se importa com o dinheiro da família, ficou feliz ao saber das novidades, só assim poderia se livrar de tantas regras e tantos bailes, e viver a vida que gostaria. Porém, ela ainda não sabia, mas iria se apaixonar por alguém que nunca poderia ter.

Henry Schoonmaker é o solteiro mais cobiçado da cidade, lindo e muito rico. Mas ele só quer saber de festas e diversão, já seduziu metade das moças da cidade. Uma delas é Penélope Heyes, uma alpinista social que usa da riqueza da família para ter tudo o que deseja, e ela deseja Henry. Penelope também é a melhor amiga de Elizabeth, pelo menos afirma ser. 

Quando o pai de Henry anuncia seu interesse em uma carreira política, ele exige que seu herdeiro entre na linha e se case, caso contrário, ele será deserdado. E a escolhida como a noiva ideal, é ninguém menos do que Elizabeth Holland. Ele aceita, não tem outra saída. Ela sabe que o futuro da família está em suas mãos, e aceita o compromisso, mesmo amando outro homem.  O que ela considerava um sacrifício, acaba despertando o ódio de seus inimigos.

Intriga, inveja, cobiça, traição. Penelope se sentiu traída e jurou fazer algo a respeito. A criada de Elizabeth, Lina, também a odeia e vem guardando seus segredos a tempo demais. Diana a despreza, acredita que a irmã é um robô sem sonhos e opinião. Quando uma tragédia acontece, todos se perguntam se foi obra do acaso, ou uma grande armadilha.

~~~~~~~

Sem dúvidas ele foge do comum. A ambientação é detalhista, glamourosa. A autora descreve com primor os costumes da época, assim como cenários, roupas e locais. Como leio muito romance de época estou acostumada aos cenários, mas esse é meio que um romance de época adolescente, ou um Gossip Girl do século XIX.

A construção dos personagens é bem sólida, todos tem seus segredos, suas ambições, todos são interessantes com suas personalidades tão falhas e tão humanas. Meu problema foi que não gostei da mocinha, Elizabeth. Diana roubou todas as cenas e as preocupações bobas de Elizabeth me irritavam. O fato de eu não ligar para o que aconteceria com ela, somado ao fato de eu ter matado no primeiro capítulo o que iria acontecer no final, fez com que a leitura perdesse pontos.

Por um lado, isso estragou um pouco a trama, eu li já sabendo o que aconteceria. Essa escolha de alguns autores, do prólogo adiantar o final da história, não funciona para mim. É quase sempre um balde de água fria. Por outro lado, teve um acontecimento no final que me deixou muito curiosa pela continuação. E por isso, quero continuar logo a série, aproveitar que já têm todos lançados aqui e eu já tenho três deles na estante.

Já Henry, foi um mocinho que despertou antipatia no início, ele pareceu ser apenas um beberrão sem nenhuma força de vontade, foi melhorando no decorrer da trama. Foi interessante ver o romance surgindo, e estou curiosa para saber o que vai acontecer sobre isso a seguir. Diana é sem dúvida minha preferida, ela é esperta, corajosa, e se importa muito pouco com as regras. Queria que o relacionamento entre as irmãs tivesse sido melhor explorado, elas se evitam na maior parte do livro. As odiosas e invejosas Penelope e Lina estavam destinadas a se encontrar, duas mal amadas junto, sabia que ia dar merda. 

A trama e seus desdobramentos foram interessantes, mas para mim faltou o romance me fisgar. Faltou amar os personagens, faltou os mocinhos fazerem com que eu suspirasse e torcesse por eles. Gostei da leitura, mas esperava mais. Quem leu me conte o que achou.

Adicione ao seu Skoob!

Série Luxo da Anna Godbersen
  1. Luxo (The luxe)
  2. Intriga (Rumors)
  3. Inveja (Envy)
  4. Esplendor (Splendor).
Avaliação (1 a 5): 3.5

Comente, preencha o formulário e concorra ao Top comentarista de janeiro.

Postar um comentário

Posts Recentes

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO