target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

O morcego - Jo Nesbø

>>  sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

NESBØ, Jo. O morcego. Rio de Janeiro: Editora Record, 2016. 350p. (Harry Hole, v.1). Título original: The bat.

“- Então você acha que ainda estamos longe de desvendar o caso, não é? Você acha que existe um psicopata lá fora na multidão, um assassino sem rosto que mata por impulso e não deixa pistas. E que teremos de esperar e rezar para que ele cometa um erro na próxima vez que atacar?” p.161

A série do Inspetor Harry Hole vem fazendo sucesso com mais de 30 milhões de exemplares vendidos no mundo. Aqui no Brasil ela foi lançada fora da ordem e só agora o primeiro volume chega aos fãs. Eu que gosto de ler tudo na ordem, só estou começando agora, mas muita gente elogia os livros do norueguês Jo Nesbø. O primeiro volume da série nos apresenta o inspetor com O morcego.

Quando o corpo de Inger Holter, uma moça de 23 anos, é encontrado no fundo de um penhasco, estuprada e estrangulada, a polícia de Sydney fica em polvorosa. Afinal, a cidade vive do turismo e, segundo o prefeito, esse tipo de crime espanta as pessoas. A moça é norueguesa, então a Divisão de Homicídios de Oslo envia o Inspetor Harry Hole para ajudar nas investigações. Harry é um homem problemático, solitário, que luta contra o alcoolismo e um trauma do passado.

Lá chegando, ele recebe instruções para permanecer apenas como observador, acompanhando o investigador Andrew Kensington. No bar onde Inger trabalhava, conhece uma linda ruiva, Birgitta Enquist. Eles logo começam a sair juntos. E entre encontros, passeios turísticos e alguma investigação, Harry começa a formar uma teoria.

Ele acredita que, o que antes parecia um crime isolado, era na verdade parte de uma série de assassinatos em todo o país, eles tinham um serial killer a solta.

~~~~~~

Leitura interessante, mas eu esperava bem mais. Isso porque já vi inúmeros elogios sobre o autor, a Hérida mesmo é fã dele. Mas vendo alguns comentários por aí, descobri que a série só melhora, esse livro foi lançado em 1997, e de lá para cá o autor evoluiu bastante. Claro que quero ler os próximos, estou curiosa para saber o que vem a seguir.

Falando sobre O morcego em si, a narrativa é em terceira pessoa, e vai acompanhando Harry por sua viagem à Sidney. O início é bem lento, não parecia que Harry fazia muito esforço para “investigar”. Ele passava os dias e as noites acompanhando Andrew, conhecendo a cultura local, e saindo com Birgitta. São muitas lendas locais, muitas descrições das paisagens e locais turísticos, muita coisa aleatória enquanto o assassino continua a solta.

Bem depois da página 200... o Harry resolve virar protagonista da trama. Foram muitas reviravoltas e surpresas interessantes. Minhas teorias caíram por terra, e eu não tinha ideia de quem era o assassino. E com isso o final me surpreendeu, não matei a charada e me senti bem cega com isso, Andrew deu muitas pistas do que acontecia, enquanto eu achava que ele só estava mostrando a cidade para Harry. Interessante como a autor transforma passagens aleatórias em parte da trama, o cenário político também se mostra muito importante na apresentação dos fatos.

Harry foi um problema. Eu odeio protagonistas alcoólatras, tenho zero paciência e ele me incomodou muito nesse sentido. Pelo jeito, nos próximos livros ele será tão maluco quanto. Os personagens secundários são interessantes, gostei de Birgitta e de Andrew. Porém, acredito que ninguém apareça de novo nos próximos fora o Harry, até por ele está investigando em outro país.

A Editora Record já havia publicado do terceiro ao oitavo volumes da série, sendo que os dois últimos (Boneco de neve e O Leopardo) seguiram já o mesmo padrão de capa. Agora que O morce e o segundo (Baratas) foram lançados, torço para que saia uma nova edição dos volumes 3 a 6 com esse novo design.

Não foi um policial que me arrebatou, achei a trama enrolada, descritiva, com muita coisa aleatória no meio da história. Mas o protagonista é intrigante, e como falam que os outros são muito melhores, continuo com expectativa alta em relação a série como um todo. De qualquer forma, foi bom ter lido esse, para conhecer Harry e seus traumas do passado. Quem conhece o autor não deixe de comentar. ^^ Leiam!

Adicione ao seu Skoob!

Série Harry Hole do Jo Nesbø:
  1. O Morcego (The bat)
  2. Baratas (Cockroaches)
  3. Garganta vermelha pela Coleção negra (The redbreast)
  4. A casa da dor pela Coleção negra (Nemesis)
  5. A estrela do diabo (The devil’s star)
  6. O redentor (Frelseren)
  7. Boneco de neve (The snowman)
  8. O leopardo (The leopard)
  9. Plantom (os demais ainda não lançados no Brasil)
  10. Police.
Avaliação (1 a 5):

Comente, preencha o formulário e concorra ao Top comentarista de janeiro.

Postar um comentário

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO