target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

O pistoleiro - Stephen King

>>  quarta-feira, 20 de setembro de 2017

KING, Stephen. O pistoleiro. Rio de Janeiro: Editora Objetiva, 2004. 224p. (A torre negra, v.1). Título original: The gunslinger.


“- Acho que você sabe que estou no rastro daquele homem que viu.
-  Você vai matá-lo?
- Não sei. Tenho que fazer com que ele me diga alguma coisa. Posso querer que ele me ajude a chegar a um lugar.
- Que lugar?
- Quero encontrar uma torre - disse o pistoleiro, pondo o cigarro sobre a manga do lampião e dando uma tragada. A fumaça foi carregada pelo início de brisa noturna. Jake ficou olhando. Seu rosto não revelava medo nem curiosidade, e certamente também não entusiasmo.” p.103


A série A torre negra é a mais famosa do autor, sua única série longa de fantasia, que deixou leitores curiosos durante vários anos. No total, a série levou mais de 30 anos para ser escrita, começando em 1970 e terminando em 2003. King mesmo afirma na introdução (feita em 2003, que consta nessa nova edição) que tentou corrigir alguns erros nesse primeiro volume, mas mesmo percebendo os problemas da história, preferiu não mexer no texto todo, deixando algumas coisas como estavam. Essa edição inédita conta com essa introdução e um prefácio escritos pelo autor em 2003.  E é desse livro que vamos falar hoje, confiram minha opinião sobre O pistoleiro do Stephen King.


Roland de Gilead, o último dos pistoleiros, assumiu a tarefa solitária de vagar pelo que restou do mundo, em busca da lendária Torre Negra. Um local que controla todo o tempo e espaço. No meio do deserto, passando sede, fome e calor, Roland busca incansavelmente pelo Homem de Preto. Ele acredita que só encontrando a Torre, poderá resolver os problemas do mundo. Acredita também que o Homem de Preto pode responder algumas perguntas, ajudando-o na busca pela Torre Negra.


Enquanto busca pelo Homem de Preto, Roland faz algumas paradas no deserto. Nessas paradas conhece Alice, uma mulher que mexe com ele, mas o encontro termina de forma trágica. E acaba encontrando Jake Chambers, um menino que foi transportado para o mundo de Roland, depois de morrer em um acidente, na Nova York de 1977.


Juntos, eles partem no encalço do Homem de preto. A busca do pistoleiro está longe de terminar e logo ele descobrirá que sua jornada está predestinada a ir muito além das fronteiras do Mundo Médio.


~~~~~~


Logo no início King descreve sua história. Ele diz: “Vi um filme dirigido por Sérgio Leone. Chamava-se Três homens em Conflito, e, antes mesmo da metade da fita, percebi que eu queria escrever uma história com o senso de busca e a magia de Tolkien, mas ambientada no quase absurdamente majestoso cenário de faroeste de Leone.” Acontece que ele conseguiu ambientar sua história do deserto árido, mas para mim, falta magia e meu interesse nessa busca, por enquanto, foi zero rs. Achei o livro lento, confuso em algumas partes, e muito chato! É King, eu sempre espero muito dele. Mas ele fara de Tolkien (!!!), então vou esperar ainda mais.


Eu sei que O pistoleiro só inicia a tão falada série A torre negra. Sei também que é o livro mais fraco da série, portanto, precisamos ler os outros para ter uma opinião mais realista da obra. Eu pretendo dar uma chance e ler o segundo volume, mas esse foi bem decepcionante.


Eu esperava encontrar magia e fantasia. Encontrei Roland, um personagem cínico, marcado pelo sofrimento e disposto a tudo para conseguir o que quer. Tem uma cena super pesada no livro, onde ele praticamente chacina uma cidade inteira, mata inclusive crianças, com muita calma e concentração. Ele afirma que aquela cidade, estava maculada pelo homem de preto e etc. Mas para mim, era um homem atirando em crianças, mulheres, idosos, a cena foi nauseante. Roland é um personagem interessante, pelo seu passado triste, pela construção complexa. Mas não consegui me apegar muito a ponto de torcer por ele. Então já aviso, também não é uma leitura leve e fácil.


A história toda é cercada de mistérios, o leitor fica confuso e querendo mais informações sobre esse mundo que parece ser pós-apocalíptico, mas não temos como ter muita certeza, já que o autor não nos localiza no tempo e no espaço. Para Roland, o Homem de Preto representa o mal, o que tem o conhecimento e não o compartilha. E Roland assume o papel de justiceiro. Acredito que muitas respostas estarão no decorrer dos livros, esse primeiro é cercado e dúvidas e momentos confusos.


Quem leu e tiver uma luz no fim do túnel, por favor explique aqui para nós. Eu fiquei sem entender o que aconteceu com Jake (a cena foi confusa ou propositalmente aberta) e também não deu para entender totalmente esse mundo onde a história se passa. Ele parece ser pós-apocalíptico, mas também parece ser um mundo entre vários paralelos…


Esse particularmente não indico, até porque existem tantos outros livros excelentes do autor. Mas vamos ver o que acontece na sequência da série. Quem leu me conte o que achou.


Adicione ao seu Skoob!


Série A torre negra do Stephen King:
  1. O pistoleiro (The gunslinger)
  2. A escolha dos três (The drawing of the three)
  3. Terras devastadas (The waste lands)
  4. Mago e vidro (Wizard and glass)
  5. Lobos de Calla (Wolves of the Calla)
  6. Canção de Susannah (Song of Susannah)
  7. A torre negra (The dark tower)
Interligados
4.5 O vento pela fechadura (The wind through the keyhole)

Avaliação (1 a 5):


Comente, preencha o formulário, e concorra ao Kit Top Comentarista de setembro!

Postar um comentário

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO