target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

O príncipe corvo - Elizabeth Hoyt

>>  segunda-feira, 18 de setembro de 2017

HOYT, Elizabeth. O príncipe corvo. Rio de Janeiro: Editora Record, 2017. 350p. (Trilogia dos príncipes, v.1). Título original: The raven prince.

“Dessa vez, Anna estava determinada a fazer aquela dança mais pessoal, a fazê-lo entender que ela era real. Queria tocar ao menos alguma parte dele. Ela se aproveitou de sua posição e rapidamente abriu os botões de seu colete. A peça de roupa se abriu, e ela atacou a camisa por baixo dele.” p.147

Não conhecia ainda a autora americana Elizabeth Hoyt. Embora ela tenha muitos livros lançados, não vi outros títulos dela no Brasil. Mas a romancista é queridinha das leitoras americanas e chega ao Brasil com um romance de época diferente, divertido e com uma capa arrasadora.  Confira o que achei do primeiro volume da trilogia dos príncipes com O príncipe corvo.

Anna Wren ficou viúva muito cedo, e tenta com afinco administrar os poucos rendimentos da família. Ela mora com a sogra e uma criada, que não tiveram coragem de dispensar, mesmo não tendo fundos para mantê-la. Apesar de ser uma dama, Anna resolve fazer algo inconcebível para sua posição… procurar um emprego.

O Conde de Swartingham, Edward de Raaf, acaba de voltar a morar em Little Battleford, nas terras da família. Ele é um mistério para o povo do pequeno vilarejo, vive recluso em sua casa e foge dos eventos sociais. O Conde tem o rosto marcado pela varíola, e um gênio terrível, preferindo ficar em suas terras gritando com seus próprios empregados. Com isso, seus dois últimos secretários se demitiram em poucos dias, e ele precisa rapidamente de um substituto. Afinal ele está escrevendo seus estudos e precisa de alguém para transcrever o texto.

E é assim que Anna acaba trabalhando para o Conde. Ele gosta da língua afiada da moça, ela não se intimida com seus gritos e seu olhar acusatório. E apesar de não ser nenhuma beldade, tem uma boca tentadora. Ela logo se encanta pelo porte e pela força do Conde. Ele não é lindo, mas sua masculinidade é atraente. Quando Edward resolve viajar para Londres para visitar um bordel famoso, Anna resolve ir atrás, e disfarçada, seduzir o homem que parece evitá-la a qualquer custo.

~~~~~~

Enredo bem mais interessante do que o romance de época padrão, ele realmente foge dos clichês. Com isso, alguns acontecimentos são até meio inacreditáveis considerando a época em que o livro se passa, mas na maioria do tempo o romance é bem mais realista. A trama é muito interessante, uma viúva que precisa trabalhar e começa a conviver com o conde recluso. Os dois trocando farpas e aos poucos se sentindo atraídos. Até ela fazer a loucura de ir atrás dele nesse bordel, onde as mulheres podem usar máscaras para não serem reconhecidas. Achei essa parte bem surreal, mas no geral, amei a leitura.

Os personagens são muito bem construídos. Anna com sua bondade nata e seu passado trágico. Perdeu o marido muito nova, sem filhos, e o sacana do marido ainda a traia até o final. Aí agora tem que cuidar da sogra idosa, sem ter nenhum dinheiro. Do outro lado temos Edward, traumatizado com seu rosto marcado pela varíola e um casamento que terminou mal. Recluso, único sobrevivente da doença em toda sua família. Ele precisa se casar e ter um herdeiro, e está procurando uma dama adequada para isso. Os empregados dele são uma comédia, personagens coadjuvantes muito divertidos. Tem até um cachorro no livro que é um dos melhores personagens hehe.

Eles demoram a se envolver fisicamente, dá até uma certa agonia aquela espera toda. Aí tem a coisa lá do bordel, deles transarem e ele sem saber quem é ela... E duas noites seguidas. Depois eles voltam para a cidade como se nada tivesse acontecido. Ela fica triste por Edward não saber que era ela, mas sem poder revelar o que aconteceu. Aí começa um jogo de sedução, mas demora para se concretizar.  A parte sexual é bem detalhista e bem forte. Mas não tem muitas cenas assim, não a ponto de encher o saco rsrs. Para mim que não curte muito a parte erótica, foi na medida certa.

Eu só achei o final corrido demais, queria ver mais do dia a dia deles juntos como um casal, e aquele epílogo foi pouco para me satisfazer. Queria ter visto também a reação de algumas pessoas da vila e tal. Mas tirando isso, leitura muito amorzinho. Adorei e estou curiosa para ler o segundo. Imperdível para os fãs de romance de época, leiam!         

Adicione ao seu Skoob!

Trilogia dos Príncipes da Elizabeth Hoyt:
  1. O príncipe corvo (The raven prince)
  2. O príncipe leopardo (The leopard prince)
  3. The serpent prince (ainda não lançado no Brasil).
Avaliação ( 1 a 5):

Comente, preencha o formulário, e concorra ao Kit Top Comentarista de setembro!

Postar um comentário

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO