target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

O Tempo Desconjuntado – Philip K Dick

>>  sexta-feira, 3 de agosto de 2018


DICK, Philip K. O Tempo Desconjuntado. Rio de Janeiro: Editora Suma das Letras, 2018. 265p. Título original: Time out of joint.

Escolhi “O Tempo Desconjuntado” para ser a minha estreia na literatura Philip K Dickiana. O famoso e celebrado escritor marcou o gênero da ficção científica, o que normalmente eu evito. Porém, como venho comentando aqui nas minhas resenhas, uma das minhas resoluções de ano novo é experimentar coisas novas e quebrar preconceitos infundados literários. Foi assim que me deparei com este livro.

Na verdade, o que realmente me fez ler foi o fato de eu ter outras duas obras me esperando aqui em casa. Ia começar por “O Homem do Castelo Alto”, mas a edição lançada pela Editora Suma de “O Tempo Desconjuntado” me conquistou. Este festival de cores neons, com uma unha a la gel com esmalte risque de nome engraçado, sintonizando com cuidado um rádio é o que eu imagino que uma viagem de entorpecentes deve ser. Ou seja, a capa perfeita para uma obra de Ficção Científica. E tem um ar retrô: na hora lembrei dos livros que via na estante da casa da minha avó quando era criança, frutos das preferências peculiares de um tio engenheiro que adora física e seus mistérios.

Devo dizer que este livro é perfeito para este meu tio e todas outras pessoas que aqui se encaixam.

Temos a história de Ragle Gumm, um homem comum, vivendo sua vida ordinária em 1959 (ano em que o livro foi originalmente publicado), numa pequena cidade suburbana estadunidense. Gumm mora com seu cunhado Victor, sua irmã Margo e seu sobrinho Sammy. Victor trabalha no supermercado local, Margo é uma das muitas donas de casa da rua e Sammy vive correndo por aí. E Gumm? Bom, ele ganha a vida de um jeito um pouco bizarro, mas bem lucrativo: ele é o campeão nacional de um concurso de jornal chamado “Onde estará o homem verde? ”. Gumm tem um talento para encontrar padrões, fazer cálculos e prever onde o homenzinho estará na próxima edição do jornal.

Esse trabalho nada braçal lhe rende muitos olhos tortos, especialmente do casal de vizinhos June e Bill Black, que inconvenientemente sempre aparecem para jantar ou propor algum programa social. Só que nem sempre Gumm está com vontade dessas coisas mundanas comuns, o concurso exige muito dele e o pobre coitado está à beira de um ataque de nervos. O bastante para querer desistir do concurso e seguir sua vida em outra direção. A pressão é tanta, e desgasta tanto, que ele se vê imaginando coisas: itens que estavam em um lugar e num piscar de olhos não existem mais, degraus em quantidade menor do que previa seu cérebro, e inteiros objetos começam a desaparecer, entrando em seu lugar apenas um papel branco com a descrição do que antes estava ali.

Quando seu cunhado tem uma experiência semelhante, os dois resolvem investigar, e acabam descobrindo um catálogo telefônico com números que não existem, e uma revista com uma atriz que nunca viram antes na capa, Marilyn Monroe. Isso deixa toda a família intrigada, e vão em busca de uma razão para os estranhos acontecimentos, para descobrir que a vida em 1959 não é tão perfeita como imaginavam.

Achei o livro sensacional para ter sido escrito em 1959, e fiquei impressionada com o talento do escritor. Certamente quem é fã de ficção científica vai BABAR nesta obra, que é compra obrigatória! Eu, que estou começando a entrar na onda de ficção e até mesmo distopia, achei um pouco exagerado demais, viajado demais.

O livro tem seus méritos: a história é fechadinha, bem escrita e pensada. Só peca no fato de que apenas funciona para um gênero. Não há “quês” de romance, as partes de ação não empolgam muito, e os personagens não são os mais carismáticos. Mas esta é a opinião de uma iniciante desacostumada.

Meu conselho? Fãs de Ficção Científica: COMPREM. Os demais... bem, fica pra próxima!

Adicione este livro no Skoob.

Siga nosso perfil no Instagram, tenha acesso a conteúdo exclusivo e participe de sorteios!

Avaliação: 2.5





        
Comente, preencha o formulário, e concorra ao Kit Top comentarista de julho!

Postar um comentário

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO