target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

Os 12 signos de Valentina - Ray Tavares

>>  quarta-feira, 1 de agosto de 2018

 TAVARES, Ray. Os 12 signos de Valentina. Rio de Janeiro: Editora Galera Record, 2017. 392 p. 

Já que estamos na onda das leituras nacionais (eu estou, pelo menos, rs), vou falar hoje de Os 12 signos de Valentina. Fiquei interessada em ler esse livro desde que ouvi o título. Quando o escolheram para mim no Clube do Livro das Chocólatras, fiquei saltitante de alegria por finalmente poder matar a minha curiosidade sobre a história. Como não posso contar a vocês a história toda (infelizmente, pois queria alguém para compartilhá-la), posso pelo menos contar o que achei, certo? Vamos lá então!


Isadora Mônaco namora há 6 anos com Lucas. Ela é ariana, ele é pisciano. Ele é guitarrista de uma banda que está começando a fazer sucesso. Ela é estudante de jornalismo na USP. Ela acha que ele é o amor da vida dela e que vão se casar e ter uma filha com o nome de Valentina. Contudo, em seu aniversário, ela não esperava ganhar de presente uma surpresa de fotos com imagens de seu namorado pegando sua amiga da faculdade. E lá se foram seis anos de amor, e lá vêm muita fossa e dor de cotovelo.

Cansada de ver a prima sofrer por alguém que não merece, Marina e seu namorado Rodrigo resolvem rebocar Isadora até uma boate na Rua Augusta. Junto com eles vão alguns amigos de Rodrigo. Dentre eles, Andrei, um cara que chama a atenção de Isadora quase que imediatamente. Em determinado momento da noite, Isadora fica bêbada dissertando no banheiro feminino sobre como os homens são ruins, cruéis, traidores. A moça responsável pela limpeza do banheiro então pergunta a Isadora qual o signo dela e o do namorado. Ela, de áries, ele, de peixes. Logo, Marisa, a moça da limpeza, constata que esse é o problema do relacionamento de Isadora e Lucas. Eles nunca dariam certo por causa de seus signos.

Pensando ter encontrado a resposta para todas as suas mazelas amorosas, Isadora começa a agir como se tudo fosse culpa da astrologia. Marina dá então a ideia de Isadora viver uma experiência antropológica, ficando com um cara de cada signo. Ao mesmo tempo, o professor de jornalismo online passa um trabalho que consiste em cada aluno criar um blog ou algo no Tumblr e fazer uma reportagem investigativa para postar em um deles. A identidade do aluno não seria revelada. Unindo o útil ao agradável, Isadora decide criar o blog sobre astrologia e contar online sua experiência antropológica com cada signo. E assim ela cria OS 12 SIGNOS DE VALENTINA.

E é aí que as confusões começam. Ao mesmo tempo que ela sai com os caras de cada signo e vive sua experiência antropológica, ela precisa lidar com fim do relacionamento e as feridas que ainda são muito recentes, assim como lidar com os frequentes encontros com o amigo do namorado de sua prima, que insiste em aparecer em sua vida, e, ainda, lidar com o ex-namorado, que parece ter se dado conta da burrada que cometeu. Mas será que Isadora está disposta a abandonar o projeto e a companhia de Andrei para voltar a viver em um relacionamento falido?


                                                          ______________
Nunca fui muito ligada à astrologia, até ler esse livro. Agora, fico ouvindo conversas e observando determinadas atitudes e fico pensando: essa pessoa deve ser de tal signo. Chega a ser ridículo, juro. Ainda bem que não faço isso em voz alta.

O livro é narrado em primeira pessoa por Isadora e é muito engraçado. Daqueles que fazem a gente passar vergonha em público de tanto que ri. É bem-escrito, de modo que a leitura flui.
Logo me identifiquei com algumas situações que Isadora passa ao longo do livro. Não em relação ao experimento em si, mas em relação a outros momentos da história. Em alguns momentos, porém, me irritei um bocado com ela e sua recente teoria de que tudo que acontecia em sua vida era culpa da astrologia. Além disso, os pretextos que ela arrumava para continuar o experimento e protelar o que estava sentindo por Andrei me fazia revirar os olhos. Depois eu parava e pensava que era compreensivo que uma garota que passou a adolescência inteira e um pedacinho da juventude enfiada em um relacionamento podia, sim, enfiar os pés pelas mãos de vez em quando (#quemnunca).

Nos momentos em que Isadora me irritou, desejei que Marina, a prima dela, fosse a protagonista, hahahah. É uma ótima prima! Queria uma prima dessas!

A mãe de Isadora é muito legal e me lembrou um bocado minha mãe.

Lucas, o ex-namorado, é o super babaca. Ray Tavares que me perdoe. No evento do livro Heroínas, em que a conheci, ela autografou meu exemplar de Os 12 signos de Valentina e me pediu no autógrafo que eu, como canceriana que sou, não guardasse rancor de Lucas. Me desculpe, não consegui. Isadora mesmo diz que as pessoas não mudam quem elas são, suas características, e foi um pouco demais perdoar as coisas que Lucas faz. Logo, deixo o perdão para os arianos, que não guardam rancor, e bola pra frente!

Deixei a cerejinha do bolo para o final porque, leitores e leitoras, Andrei é o melhor personagem que esse livro poderia ter. Ele foi adotado e não sabe quando nasceu, tampouco qual seu signo. É bem-apessoado, com cara de nerd (e veste só bluzinhas com temas nerds. Sim aquelas que eu amo e uso tanto) atencioso, brincalhão, não muito ciumento, romântico, inteligente, agradá... enfim, poderia passar o dia aqui descrevendo o personagem, que acaba de ocupar o top top do Top Piriguetagem 2018 (quero ver alguém desbancar). As melhores situações do livro acontecem quando ele está presente, e como ele não sabe de que signo é, isso faz com que seja um pouco de cada um, a fim de conquistar o coração de certa ariana. É, sem dúvida, um personagem inesquecível.

O desfecho não deixa pontas soltas, é bem redondinho. E não poderia ser melhor e mais condizente com todo o resto. Além disso, foi engraçado, passei um bom tempo rindo, achando graça da situação.

Se você é daquelas pessoas que gostam de livros leves, engraçados, com toda certeza vai adorar essa história. Se é um cético em matéria de astrologia, deve ler mesmo assim, porque ainda que não acredite no poder dos astros em sua vida, poderá se divertir muito.


Adicione ao seu Skoob!

Avaliação (1 a 5): 4.5



                     Comente, preencha o formulário, e concorra ao Kit Top comentarista de julho!

Postar um comentário

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO