target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

E seu pedir às estrelas? - Laura Conrado

>>  terça-feira, 25 de dezembro de 2018


CONRADO, Laura. Se eu pedir às estrelas?  Belo Horizonte, edição da autora, 2018. 41 pág.


Então, é Natal! Não poderia deixar passar em branco este dia tão especial, em que os familiares se reúnem, há muita comilança, muita conversa, muitos presentes, tudo sempre envolto pelo bom e velho espírito natalino. Assim, para comemorar esse dia tão aguardado o ano todo, trouxe para vocês a resenha de um conto superespecial de Natal, da escritora Laura Conrado. Sempre curti os livros dela, muito antes de conhecê-la pessoalmente. As histórias da autora são sempre permeadas por protagonistas engraçadas, marcantes, apaixonantes. Os textos sempre envolventes e inteligentes nos deixam com gostinho de quero-mais. Não foi à toa, portanto, que me senti honrada quando fui convidada pela Laura para ser leitora beta deste conto que agora vos apresento. Abri o texto com a certeza de que mais uma história incrível estava por vir. Será que acertei?


Francisca, ou Kika, como prefere ser chamada, é uma fisioterapeuta de formação que, ante as dificuldades para encontrar uma oportunidade em sua profissão, trabalha como gerente em uma loja de produtos importados. Isso mesmo, aquelas lojinhas Xingling que vendem de tudo.

Desesperançada com a vida amorosa e profissional e, ainda, tendo que lidar com um problema em sua família, Kika se dedica a ajudar o Sr. Chang e os demais funcionários da loja. Com a proximidade das festas de fim do ano, tem se desdobrado para atender os clientes que têm vindo à loja para comprar presentes e fazer uma visitinha e um pedido ao Papai Noel. Exceto uma. Uma garotinha que, um belo dia, pede a Kika que entregue o pedido não ao Papai Noel, mas à estrela do topo da árvore da loja, a Estrela de Belém. Kika então pensa: por que não fazer um pedido à estrela?

Enquanto isso, Kika aceita, depois de muita insistência, participar de um app de relacionamento chamado Find me, em fase de teste e criado pela empresa de Camila, uma amiga de Kika. Após o último crush ter desaparecido da face da Terra sem nenhuma explicação aparente, ela está totalmente desacreditada do amor, mas resolve ajudar a amiga com esse app.

Até que, um belo dia, Kika começa um bate-papo com um usuário do app e, com os dois pés atrás em relação a se envolver com um cara que ela jamais viu sequer uma foto, ela entra em um dilema, ao perceber que, cada dia que passa, os dois podem estar se envolvendo mais. Será que a Estrela de Belém estaria, finalmente, olhando por ela lá de cima?



Narrado em primeira pessoa pela protagonista Kika, este conto de apenas 41 páginas me envolveu de tal maneira que eu nem vi o tempo passar!

Eu, que sou também a louca das lojas xingling, fiquei me lembrando das compras e experiências que já tive em lojas do tipo. Além disso, me identifiquei com a Kika e torci muito para que tudo desse certo para ela!

“Natal”, o rapaz que conversa com Kika pelo app, é um fofo; entrou, sem dúvida, para o Top piriguetagem de 2018.

Cogitei muita coisa e muitas pessoas, enquanto os dois conversavam pelo app, e ainda assim fui pega de surpresa quando “Estrela de Belém” e “Natal” finalmente se conhecem.

A mãe de Kika, que aparece mais pro final, é uma fofa!

Em relação à construção da narrativa, foram 41 páginas em que coube tanta história, mas tudo muito bem amarrado! Quando imaginava que tudo já estava concluído, outra situação surgia e me surpreendia, trazendo ainda mais emoção para a história.

O final me rendeu umas boas lágrimas e aquele sentimento bom que temos após a conclusão de uma excelente leitura.

Como não podia faltar, a mensagem do conto é sobre como precisamos correr atrás do que queremos, e que os sonhos podem se realizar. Essa mensagem traz um conforto e aquele calorzinho no coração. Além, claro, de um estímulo a mais para corremos atrás do que queremos e precisamos.

Ao final da leitura, não teve jeito, o espírito natalino me pegou de jeito e já até preparei meu pedido para a Estrela de Belém. E você, já escolheu o seu? Então me resta indicar a leitura deste conto e desejar, uma vez mais, um feliz Natal!



Adicione ao Skoob!



Avaliação (1 a 5):









Postar um comentário

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO