target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

A viúva silenciosa - Sidney Sheldon e Tilly Bagshawe

>>  segunda-feira, 28 de janeiro de 2019

SHELDON, Sidney; BAGSHAWE, Tilly. A viúva silenciosa. Rio de Janeiro: Editora Record, 2018. 448p. Título original: The silente widow.

“Não tenho medo da morte. Nunca tive, ainda que, como psicóloga, já tenha tratado inúmeros pacientes que têm medo de morrer. É basicamente uma questão de controle. Medo do desconhecido. O que estou prestes a fazer é o ato derradeiro de controle, penso eu. Deixar o mundo da forma que você deseja é um luxo.” p. 8

Eu era fã dos romances do Sidney Sheldon na adolescência, li e reli inúmeros livros do autor e ele foi um dos meus romancistas favoritos. Como muitos devem saber, o autor faleceu em 2007 e a Tilly Bagshawe, foi escolhida pela família para continuar o seu trabalho. Eu li apenas dois livros escritos pela Tilly, adorei um e odiei o outro rs, e isso já faz alguns anos. E mesmo comprando alguns dos livros dela (curiosidade falou mais alto), ainda não li. Acabei ficando curiosa com o título desse e resolvi arriscar, confiram o que achei de A viúva silenciosa.

A psicóloga Nikki Roberts é uma bela viúva, ainda abalada pela perda recente do marido, Doug. O casal era unido e apaixonado, e infelizmente, Nikki não conseguiu engravidar. Quando perde o marido em um acidente, fica arrasada. Ela também não consegue lidar com algo que Doug fez no passado, e ela teve a prova real, no dia de sua morte. Apesar disso, ela tenta seguir a rotina, vai ao consultório e atende aos seus poucos pacientes fixos.

Sua vida sofre uma nova reviravolta quando uma de suas pacientes é brutalmente assassinada. Lisa Flanagan era jovem, belíssima e ex amante de um homem muito rico e poderoso. Os policiais que estão investigando o caso, tem muitas variáveis para seguir. Mas quando Treyvon Raymond, recepcionista do consultório de Nikki, também é atacado, ela se torna o único elo em comum. O caso fica ainda mais sinistro, quando células mortas são encontradas no corpo da vítima, e a mídia já aborda o caso como o “Assassino Zumbi”.

Vista como potencial vítima por um dos policiais, Lou Goodman, Nikki não sabe o que pensar, nem quem poderia lhe fazer mal. Já o outro policial, Mick Johnson, via Nikki como uma possível assassina. Atormentada, e tendo certeza que sua vida está em perigo,  Nikki contrata o detetive particular Derek Williams, quem não tem medo de buscar a verdade.

Em uma cidade onde todos podem ser corrompidos, Nikki luta contra o tempo para descobrir a verdade e entender o que aconteceu no passado. Seguir em diante ou não, é uma escolha que ela pretende fazer sozinha.

~~~~~

Gostei! Foi bom porque agora estou até animada para ler os outros da autora que tenho na estante, vamos ver rs. A parte do suspense em si é excelente, gostei também dos personagens. O final foi interessante, eu já tinha sacado algumas coisas, mas não matei todas as charadas.

O que eu mais gostei foi a trama inicial e o suspense todo ao redor de Nikki. Aparentemente inocente, mas com pessoas morrendo ao seu redor. Os assassinatos foram interessantes e bem desenvolvidos, tem uma trama inicial também que se passa no passado, onde uma garota americana desaparece na Cidade do México, que deu uma ligação interessante com o caso atual, e também uma pista de bandeja pro leitor rs.

Os personagens foram bem desenvolvidos, tanto a protagonista, quanto os coadjuvantes. Adorei Nikki, Derek, os policiais, e até o “vilão” foi muito bem construído. Fiquei feliz da autora não criar um romance bobo no meio de tudo, foi bem melhor o desenvolvimento assim. Até porque grande parte da personalidade de Nikki estava corroída pela perda do marido, e da raiva que tinha dele.

Os livros do Sidney Sheldon sempre foram caracterizados por reviravoltas mirabolantes e muita ação. Quando Tilly tenta fazer o mesmo, cria mistérios demais, e acaba deixando pontas soltas e mal explicadas. Achei também o final muito corrido, podia ter sido melhor desenvolvido.

Mas eu curti os desdobramentos principais. Apesar de acertar o grande mandante por trás de tudo e um dos corruptos principais, eu não liguei todas as pontas. O grande esquema ao redor de tudo foi bem interessante.

Quem leu me conte o que achou, essa foi minha última leitura de 2018 e eu indico para os fãs do autor e de suspenses em geral. Leiam!

Adicione ao seu Skoob!

Avaliação (1 a 5): 3.5

Comente, preencha o formulário, e concorra ao Kit Top Comentarista de janeiro!

Postar um comentário

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO