target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

Stranger things: Raízes do mal - Gwenda Bond

>>  quarta-feira, 3 de julho de 2019

BOND, Gwenda. Stranger things: Raízes do mal. Rio de Janeiro: Editora Intrínseca, 2019. 304 p. Título original: Stranger things: Suspicious minds.

Amanhã, dia 04 de julho, estreia pela Netflix a terceira temporada de Stranger Things. Se você, assim como eu, é fã da série, deve estar muito ansioso(a) por mais uma temporada. Deve, também, ter ficado intrigado(a) com o lançamento deste livro que é uma história oficial da série. Eu fiquei muito curiosa para conhecer a história, sobretudo para matar um pouco da saudade de Hawkins até o grande dia da estreia. Se você nunca assistiu à série, sinto dizer que você não sabe o que está perdendo. Já o livro... bem, deixo para vocês agora as minhas impressões sobre ele.


Terry é orfã de pai e mãe e trabalha como garçonete em uma lanchonete. Alice é mecânica e trabalha na oficina do tio. Não teve condições de frequentar uma faculdade, contudo desmonta qualquer máquina e fabrica outras como ninguém. Ken é um rapaz misterioso e se diz vidente. Glória é apaixonada por ciência e é filha de uma família muito conhecida no mundo da floricultura. O que eles têm em comum? Os quatro se candidataram e foram selecionados como novas cobaias adultas para um experimento grandioso e ultrassecreto que está sendo realizado pelo governo no laboratório de Hawkins e comandado pelo Dr. Martin Brenner.

Terry queria a todo custo participar do experimento, pois sempre quis fazer parte de algo grande. Ela é, claramente, uma garota à frente de seu tempo para os padrões dos anos 60. Apesar das reclamações do namorado, Andrew, Terry substitui uma amiga no experimento e começa a fazer sessões todas as quintas-feiras. O objetivo do estudo não é revelado nem o que acontecerá com as cobaias. Eles só têm que, a cada semana, se submeter a um tipo diferente de sessão que envolve drogas e, no caso de alguns, até mesmo máquina de eletrochoque.

À medida que os quatro vão se tornando amigos, vão chegando à conclusão, com cada vez mais nitidez, de que o experimento do Dr. Brenner não é algo bom, e começam a tentar, a todo custo, se livrar do laboratório e do experimento. Entretanto, não será fácil, sobretudo porque Dr. Brenner parece saber cada passo que eles dão dentro e fora do laboratório.

Para tentar escapar, eles vão contar com uma ajuda inesperada: uma garota com um poder incrível que está presa no laboratório e que atende por um número, não por um nome: Eight.

                                                                   ~~~~~~~~

Narrado em terceira pessoa, o livro se passa muitos anos antes da época de Lucas, Mike, Will, Eleven, personagens da série da Netflix, e traz o início de tudo o que acontece no laboratório de Hawkins, inclusive explicando muito do que nos é contado no início da série.

Contudo, com tanto amor assim pela série, eu esperava curtir muito mais a leitura, o que não aconteceu, infelizmente. A começar pelos diálogos, que achei muito fracos. A rebeldia dos personagens em relação ao que acontecia no laboratório era totalmente plausível, mas os planos bolados para tentar escapar não convencem ninguém, possivelmente nem a eles mesmos.

Aquela agonia que se espera em livros de suspense, de personagens que estão em perigo iminente, não existiu neste livro, pelo menos não na minha concepção, o que foi decepcionante, pois, ao relacionar o livro com a série, durante a leitura não consegui me lembrar de nenhum momento em que me pegava roendo as unhas de ansiedade pelos personagens.

Achei que alguns personagens foram mal explorados e poderiam ter tomado outro rumo ao longo da história. Um desses personagens foi Andrew, que foi tratado como um coadjuvante muito mais do que eu esperava. O personagem tinha potencial para ter evoluído muito ao longo da história.

O final, em relação à história como um todo, e em especial em relação ao desfecho individual de muitos personagens, deixou a desejar. Ainda que se leve em conta que não seja volume único, eu esperava muito mais.

O livro tem uma relação direta com alguns episódios da segunda temporada. Quem assistiu, caso leia, vai fazer claramente a relação. Eu assisti de novo aos episódios para reforçar a lembrança.

Para quem curte a série da Netflix, acho a leitura interessante para aprofundar e complementar. Como as obras são independentes entre si, quem não assistiu ou não gosta da série, não vai sentir ausência de informações ou que algo ficou vago por causa disso. Pode ler sem medo e depois me conte o que achou!

E que venha a terceira temporada da série! Abaixo, deixo o trailer para você ficar ainda mais ansioso pela estreia, ou, caso ainda não conheça, para que dê aquele animo a mais para começar a assistir!


Série Stranger Things:
  1. Strangr things: Raízes do mal (Suspicius minds)
  2. Darkness on the edge of town (os demais ainda não lançados no Brasil)
  3. Strange Things: Runaway Max.
Adicione ao Skoob!

Avaliação (1 a 5) : 








Comente, preencha o formulário, e participe do Top comentarista de junho no blog!

Postar um comentário

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO