target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

Vilão - V. E. Schwab

>>  quarta-feira, 14 de agosto de 2019

SCHWAB, V.E. Vilão. Rio de Janeiro, Editora Record, 2019. 363p.  (Villains, v.1). Título original: Vicious.

Conheço Victoria Schwab de nome já faz um tempo. Tenho na estante a série de Um tom mais escuro de magia que adquiri depois de ter lido diversas resenhas positivas a respeito. Acabei deixando os livros de lado, sobretudo por já ter mais ou menos superado a vibe de livros de fantasia e afins. Contudo, tudo mudou depois de conhecer Vilão. Preparem-se para entender a razão.

Victor Vale é um estudante universitário que sonha em se tornar médico. Loiro, bonito, e estatura mediana. Vive no dormitório da universidade e não tem a menor intenção de dividir o quarto com alguém. Até conhecer Eliot.

Eliot é um cara alto, bonito de um jeito hipnotizante. Ele consegue, de alguma forma, se tornar colega de quarto de Victor. Victor sabe que há algo de errado com o colega, como se uma personalidade verdadeira estivesse oculta por trás da casca que ele apresenta para todos. Victor tem medo do que vai ver caso Eliot resolva mostrar esse lado oculto. Contudo, uma amizade entre eles é inevitável e logo eles se tornam unha e carne.

No último ano da faculdade, graças à necessidade de elaboração de um trabalho de conclusão de curso, ambos escolhem temas envolvendo a adrenalina e, no caso de Eliot, experiência de quase morte que, quando aplicada na condição certa, pode dar à pessoa, habilidades especiais, tornando-a o que é conhecido por “EO” ExtraOrdinária.

Ao invés de manterem as pesquisas no campo teórico, Eliot e Victor decidem partir para a prática. A experiência acaba dando muito errado e prejudicando não só a vida deles, como também transformando os amigos inseparáveis  em inimigos mortais.

Dez anos depois do ocorrido, de um lado, Eliot tem uma missão: exterminar da face da terra todos aqueles que são ExtraOrdinários e, para isso, ele contará com a ajuda inusitada de uma mulher com um poder de persuasão imenso: Serena.

De outro lado, Victor tenta, após ter passado longos anos amargando na prisão por um motivo injusto, encontrar Eliot a todo custo e fazê-lo pagar pelo que causou em sua vida. Ele contará com seu fiel escudeiro e ex-colega de cela Mitch e com Sydney, uma garota com um poder muito especial.

Será que ambos alcançarão seu intento? Eles vão mesmo se encontrar e, em caso positivo, quem sobreviverá a este encontro?


Praticamente devorei este livro. Até esqueci completamente que não estava mais na vibe de ler fantasia. Foi impossível largar a leitura! Além da escrita da autora ser uma delícia, a forma como o texto foi montado vai se encaixando de uma forma que você precisa ler mais e mais e mais, só para ver cada pedacinho se encaixando até tudo se completar.

Além disso, até determinado momento, a história vai sendo narrada em terceira pessoa acompanhando apenas o ponto de vista de Victor. Contudo, a partir de determinado ponto a versão de Eliot também passa a ser narrada, a fim de fechar algumas pontas ainda soltas. Esse modo de narrativa para mim foi essencial na minha experiência com a leitura.

No início, embora tenha achado Victor um pouco invejoso, depois de tudo o que ele passa nas mãos de Eliot e por causa e Eliot não teve como não torcer pelo personagem ao longo do livro.

Eliot é um grande babaca, fanático religioso e muito perigoso, não curti o personagem desde o inicio, assim como não gostei de Serena. Na minha imaginação, Mitch é a cara do Helsinque da série La casa de papel (quem acompanha a série vai entender) e adorei o personagem. Não tem como não se apegar a um brutamontes que é viciado em achocolatado.

Sydney é uma ótima garota, muito madura para a idade. Tanto que só me lembrava mesmo qual idade que ela tinha (12 anos) quando Victor mencionava.

O título da história em português deixa aberto a algumas interpretações ao longo do texto de acordo com o que vai acontecendo.

Importante lembrar que Vilão é o primeiro livro da Série Villains, sendo que os demais livros ainda não foram lançados no Brasil. Em relação ao desfecho é importante deixar claro que, neste caso, o livro não termina daquele jeito aberto, que te deixa desesperado pelo próximo por não saber o que acontece. O fim de um ciclo fica claro, assim como fica claro que haverá uma continuação.

Assim, se você é daquele tipo de leitor(a) que só lê séries após ela ser lançada por completo, com medo de ficar sofrendo esperando pelo próximo volume, já aviso que não precisa esperar isso tudo! De qualquer modo, já anseio por ler outros títulos da autora!

Adicione ao Skoob!

Série Villains de V.E. Schwab

  1. Vilão (Vicious)
  2. Vengeful (ainda não lançado no Brasil)
  3. Ainda sem título
Avaliação (1 a 5): 4,5









Comente, preencha o formulário, e concorra ao Kit Top Comentarista de agosto!

Postar um comentário

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO