target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

Uma sombra do passado - Nora Roberts

>>  segunda-feira, 2 de setembro de 2019

ROBERTS, Nora. Uma sombra do passado. Rio de Janeiro: Editora Bertrand, 2019. 462p. Título original: The search.

“De algum jeito, tinha arrumado um cachorro e uma namorada, mesmo sem querer nada disso. E, agora, não conseguia imaginar seus dias e suas noites sem os dois. ” p. 219

Eu geralmente gosto muito dos livros da Nora Roberts, minha favorita é a série Mortal, que ela escreve sob pseudônimo, mas eu também adoro os romances, principalmente esses suspenses românticos. Confira o que achei do seu novo livro por aqui, Uma sombra do passado.

Fiona Bristow, 29, reconstruiu sua vida em uma pequena ilha do pacífico. A ilha Orcas, no arquipélago de San Juan era o paraíso para se viver. Calma, com montanhas e praias, destino de muitos turistas. Lá ela tinha uma empresa de adestramento e era voluntária na unidade canina de busca e resgate. Fiona morava sozinha em um pequeno chalé, mas tinha ao lado seus três inseparáveis labradores: Peck, Newman e Bogart.  

No passado, ela havia sobrevivido ao impensável. Foi a única vítima a escapar do serial killer que ficou conhecido como “o assassino a echarpe vermelha”, ela o feriu e fugiu, e forneceu pistas para ajudar o FBI a encontra-lo. Para se vingar, o assassino voltou e matou seu noivo, Greg, e o cachorro dele. Foi preso em seguida, e encontra-se em prisão perpétua desde então. Ela se mudou, se fortaleceu, os cachorros eram sua alegria e sua proteção. Fiona era cuidadosa, sabia o que uma mera distração podia causar.

Simon Dolye, 32, é um marceneiro escultor, seus móveis são obras de arte que já ganharam fama e encantam os clientes. Um homem fechado e solitário, que se mudou para a ilha em busca de sossego. Ele conhece Fiona  porque está desesperado, em busca de ajuda com seu cão. Tubarão é um filhote de labrador que ele ganhou da mãe, que não aceitou muito bem o isolamento do filho. O filhote come tudo, late o tempo todo, enfim, inferniza sua vida tranquila. Ele só quer dar um jeito no cão, mas acaba se aproximando de Fiona no processo.

O FBI está de volta. Uma nova onda de assassinatos começou, duas mulheres foram mortas exatamente da mesma forma de antes. Porém o assassino está preso, então eles estão buscando por um imitador, que de alguma forma teve contato com ele. E Fiona foi a única que escapou, o que a torna automaticamente num alvo.  Ela se protege, está segura, e dessa vez, afirma estar pronta para ele. 

~~~~~~~

Eu tenho uma relação de amor e ódio com a Nora Roberts rs. Por um lado, eu adoro os personagens, o romance, acabo me encantando pelo cenário e pela trama. Por outro, quase sempre, acho a narrativa artificial, os diálogos são todos formatadinhos, falta algo para deixá-los mais reais. É tudo muito clichê, muito estereotipado, os diálogos truncados parecem escritos por robôs. O suspense é bem preguiçoso.

Por isso e pelo seu ritmo acelerado de publicação, muitos dizem que a Nora usa ghostwriters para escrever. A autora negou essa acusação, como vocês podem ver nesse post no site da Record. Verdade ou mentira, o que sei é que seus romances bem mais antigos fluem bem melhor.

PeckNewman Bogart
Apesar de tudo o que eu disse acima, eu adorei! Eu enxergo os defeitos todos como vocês perceberam, mas gente, eram quatro cachorros que praticamente são protagonistas do livro, QUATRO! Eu estava encantada com tantos dogs fofos, treinados, só faltava eles falarem. E são inúmeras cenas que envolvem os cachorros da Fiona, o cachorro do Simon e todos os outros cachorros que treinam lá ou participam dos resgates. O livro já começa com a busca por um garotinho de três anos, que se perdeu na floresta, em poucas páginas eu já estava emocionada, chorando. Mas confesso que, até eu que amo pets, cansei de tanta informação sobre adestramento, busca usando cachorros e tudo o mais sobre os cuidados caninos, foi uma aula. Quem não gosta do assunto, imagino que não curtiria tanto o livro.

Mas, mesmo para os não tão fãs de pets fofinhos (não entendo isso kk), o mocinho é um prazer a parte na leitura. Simon é um cara másculo, de uma beleza arrasadora e com um jeito de ogro. Mas um ogro fofo! Suas tentativas de espantar a Fiona são hilárias. Ele tem zero romantismo e fala tudo o que pensa. Mas acaba agindo de forma fofa e protetora, um contraste com tudo o que ele fala. Ele dizia coisas como “você nem é bonita, não sei o que me atraí por você”, que daria vontade de socar qualquer homem, mas só me faziam rir. E o fato dele se irritar com o seu filhote, mas mesmo assim, fazer tudo pelo cachorro, me conquistou de vez.  

Fiona é bem legal. Forte, decidida, firme em sua profissão e em suas atitudes. Perfeitinha demais, como todas as mocinhas da Nora, sempre muito madura, muito forte e inteligente e tal... Mesmo assim, foi impossível não gostar dela e não se compadecer por tudo que ela passou no passado, e agora precisa enfrentar de novo.

O suspense é fraco, bem preguiçoso. A Fiona conhece o Simon, páginas depois descarrega em uma conversa a história toda do que aconteceu no passado (quem faz isso com um quase estranho?), o serial killer narra uns capítulos e já conta tudo o que fez e o que pretende fazer agora, e é isso. Você passa o livro esperando ele aparecer e tentar matar a Fiona, já imaginando que vão acabar com a raça dele. Não tem assassino desconhecido nem nada. E fora os discursos da Fiona, parecendo mais uma especialista do FBI do que uma adestradora de cães. Ela deixa o FBI no chinelo nas suas longas análises montando o perfil do assassino, a vitimologia, tudo. Seja “menas” rs.

Obviamente eu queria um epílogo dos dois, porque é muita fofura reunida. Mas termina bem, com alguma ação e muita emoção.

Eu terminei o livro suspirando... por um cachorro! Eu queria tanto ter um aiai. Saudade duplicada do Toby :(. Mas enfim, eu adorei e indico para quem curte esse estilo. Quem leu me conta se curtiu também? Comenta aí gente, não custa nada rs. Leiam!!

Adicione ao seu Skoob!

Avaliação (1 a 5):

Comente, preencha o formulário, e concorra ao Kit Top Comentarista de agosto!

Postar um comentário

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO