Heidi, a menina dos alpes: Tempo de viajar e aprender - Johanna Spyri

>>  segunda-feira, 30 de dezembro de 2019

SPYRI, Johanna. Heidi, a menina dos alpes: Tempo de viajar e aprender. Belo Horizonte: Editora Autêntica, 2016. 160p. (Hedi, v.1). Título original: Heidis Lehr: und Wanderjahre.

“Só quero voltar pra casa, pois, se eu ficar muito tempo longe, a Floquinho de Neve vai voltar a chorar; além do mais, a vovó está me esperando, e o Pedro vai bater na Pintassilgo se não ganhar mais queijo.  E aqui não consigo ver o Sol dar boa-noite às montanhas, e se  a ave da rapina sobrevoasse Frankfurt, teria de gritar ainda mais alto, com tanta gente que há na cidade, fazendo mal uns aos outros em vez de ir para as montanhas, onde se vive tão bem.” p.95

Quem acompanha o blog, sabe do meu amor incondicional por Pollyanna, um livro que fala de fé, de amor, de valorizar as coisas boas e pensar sempre de forma positiva. Heidi tem basicamente esse mesmo estilo, outros livros infantis que contam histórias parecidas são Anne de Green Gables e O jardim secreto. São livros infantis fofos e encantadores, é uma pena que a literatura-infantil atualmente tenha perdido em grande parte esse sensação quase mágica. Essa nova edição, lindamente ilustrada, faz parte da Coleção Clássicos Autêntica e trás a versão integral da história. Conheça Heidi, a menina dos alpes: Tempo de viajar e aprender da Johanna Spyri.

Heidi ficou órfã ainda bebê, e foi criada na Suíça pela tia Bernadete, irmã de sua falecida mãe, e pela avó. Após o falecimento da avó e sem tempo - tinha recebido uma proposta de emprego em Frankfurt-, ou vontade de cuidar da criança, agora com 5 anos, ela leva a menina para ir morar com o avô. O avô é um velho rabugento e solitário que vive isolado no alto de uma montanha, nos Alpes Suíços.

Todos do vilarejo ficam assustados com a crueldade da tia, deixar uma criança lá em cima, aos cuidados do temido “Tio dos Alpes”, que era como todos conheciam o avô de Heidi. Ao chegar, a menina fica encantada com tudo: a natureza, a linda paisagem, as cabras e até sua confortável caminha de palha. Ela logo fica amiga de um garoto, o Pedro das Cabras, e começa a explorar as montanhas com ele.

Com o tempo, Heidi conquista a todos que conhece, toca o coração do avô, que começa a enxergar a vida com os outros olhos. Ela também se apega a Vovó, a avó cega de Pedro, e faz visitas diárias a senhora.

Tudo muda quando tia Dete volta, e resolve levar Heidi para Frankfurt, para servir de companhia para Clara, uma menina rica de 12 anos, que vive em uma cadeira de rodas. Já com 8 anos e muito inocente, Heidi obedece, sem saber o que espera-se dela, e certa de que logo irá voltar para casa.

~~~~~

Eu li esse livro bem criança, e foi um dos meus favoritos na infância. Assim como Pollyanna ele me marcou, e reli diversas vezes naquela época. Apesar de ser voltado ao público infantil, qualquer pessoa que ler, irá se encantar com essa história. Eu amei essa releitura, me emocionei em alguns momentos e já engatei a leitura da parte 2.

Heidi é puro amor! Uma criança linda, inocente, amável e repleta de alegria. Ela não reclama, aceita todas as mudanças de forma positiva, e está sempre pronta para aprender algo novo. Não tem como não se encantar e torcer por ela. Queria por Heidi em um potinho e dar uns tapas na tia dela. O avô, Pedro, a avó, Clara... são tantos personagens encantadores.

Essa história foi escrita originalmente em 1908, são mais de 100 anos de historia. Então o livro tem expressões, comportamentos, costumes e o jeito de ver a vida, muito diferentes de hoje em dia. São diferenças naturais, espirituais e culturais importantes. Não esqueça disso ao ler o livro, mas essa é uma historia que irá encantar em qualquer época.

O livro trás também uma bela reflexão religiosa. Através de exemplos práticos e histórias, Heidi aprende sobre Deus, sobre a importância da fé e da religião. Tudo isso é narrado de forma muito fluida, as palavras voam durante a leitura.

Como eu disse acima, o livro faz parte da Coleção Clássicos Autêntica que tem trazido histórias lindas em edições maravilhosas. Conteúdo integral, capas maravilhosas, livros ilustrados, é um encanto aos olhos! Já tem vários livros nessa coleção, fiquem de olho que pretendo falar de todos eles aqui... Haja tempo e fila de espera rs.

Se eu indico? Este é um livro para todos os leitores e todas as idades. É um livro que todos deveriam ler, reler, e principalmente, colocar em prática! Leiam e se apaixonem também, quem já leu deixe aqui seu comentário sobre esta história atemporal.

Adicione ao seu Skoob!

Heidi:
  1. Heidi, a menina dos alpes: Tempo de viajar e aprender (Heidis Lehr: und Wanderjahre)
  2. Heidi, a menina dos alpes: Tempo de usar o que aprendeu (Heidi kann brauchen, was es gelernt hat)
Avaliação (1 a 5):

Comente, preencha o formulário, e concorra ao Kit Top comentarista de novembro/dezembro!

Postar um comentário

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO