target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

Personal Demons: Pecado original - Lisa Desrochers

>>  segunda-feira, 26 de setembro de 2011

DESROCHERS, Lisa. Personal Demons: Pecado original. São Paulo: Editora ID, 2011. 520p. (Personal Demons, v.2). Título original: Original sin.

“- Você é a minha vida Frannie – Luc sussurra entre os meus cabelos. – Deus, você é tudo. – Ele me levanta do chão e me beija, e a próxima coisa que eu sei é que já tirei as roupas e estamos de novo na cama. Ele me beija profundamente, e mesmo que eu saiba que não é mais possível, quase posso sentir a sua alma se agitando com a minha. E eu posso sentir isso na sua alma. O amor é tão intenso que me faz chorar de novo.”

Eu me apaixonei pela trama da autora quando li Personal Demons: Amor Infernal, os dois rapazes que dividem o coração da protagonista são irresistíveis e tão diferentes, um anjo e um demônio e Frannie precisa escolher entre o céu e o inferno. Acho que ela estava mais preocupada em escolher entre o loiro e o moreno, desejo e romance. Hoje vou falar do segundo livro da trilogia, Personal Demons: Pecado original de Lisa Desrochers.

Contém spoilers se você não leu o livro anterior.

Frannie Cavanaugh finalmente resolveu alguns dos problemas que afligiam seu coração desde a fatídica morte de seu irmão gêmeo, a aceitação e o perdão permitiram que ela recebesse a marca do céu, o que aumentou sua proteção contra os demônios que queriam capturá-la. Para melhorar ela agora tinha Matt – seu falecido irmão, como seu anjo da guarda e o namorado que sempre sonhou.

Luc Cain perdeu seus poderes demoníacos, seu coração de enxofre e foi transformado em humano e marcado para o céu graças ao amor de Frannie, o que provou como pode ser grande o poder de influência da moça. Um Luc humano pode ser ótimo para o relacionamento dos dois, nenhuma proibição quanto a se fazer amor com ele – já que se tivesse dormido com um demônio seria marcada para um inferno. Porém Luc agora não tem mais seus poderes para protegê-la e os outros demônios não estão nada felizes com sua deserção e querem levá-lo de volta para Lúcifer.

Gabe é agora a única proteção dos dois, o anjo é poderoso e pode manter afastado os demônios e reconhecer a influência do mal. O problema é que Luc não foi o único a se apaixonar por Fran, e para não perder suas asas Gabe resolve se afastar e deixar tudo nas mãos de Matt.

Frannie e Luc precisam se proteger, Gabe está longe e o perigo cada vez mais próximo. Matt está mais interessado em Lili – a nova vizinha de Luc – do que em sua missão; Taylor – a melhor amiga de Frannie – começa a sair com um tipo muito perigoso e os demônios estão à espreita.

Eu adorei o primeiro livro da trilogia, uma trama muito original e com um triângulo amoroso que realmente funciona. Porém, o segundo livro para mim deixou um pouco a desejar – o livro não é ruim, mas comparando com o outro eu prefiro o primeiro.

O romance avassalador entre os personagens continua presente, agora Frannie tem Luc ao seu lado, como seu namorado assumido e até seus pais e seu avô pararam de implicar com o rapaz. As cenas entre os dois é cheia de tensão sexual e tem uma pegada muito hot, Luc é um personagem sexy e sedutor. Gabe fica ausente boa parte do livro, mas quando aparece também não fica livre do assédio de Frannie.  No contexto da história – a disputa entre o bem e o mal – faz totalmente sentido a protagonista ficar com os dois caras, até ai tudo bem, ela se sente atraída pelos dois e não sabe o que realmente quer. Mas neste livro, acontece uma cena de ciúme dela com o Luc e ela fica revoltada com o que vê... enquanto ela acha totalmente normal dar uns pegas – para ser gentil - nos dois, ai eu realmente achei demais.

Neste livro a narrativa é alternada entre Frannie, Luc e Matt. E Matt é o pior personagem de todos, pior que ele só Taylor – que é uma daquelas amigas tipo a Raven. Matt é o irmão falecido da Fran que volta como seu anjo da guarda, só que de anjo ele não tem nada. O menino é chato, egoísta, sem noção e caí em tentação na primeira oportunidade, não faz sentido por ele ser um anjo e é a parte mais chata do livro.

Isto combinado com um Luc bonzinho e apaixonado demais mudou muito a estrutura do livro, o melhor do Luc era seu lado badboy e de repente ele fica todo bobão e chorão. No mais eu gostei da trama, do final e de algumas revelações sobre outros personagens.  Se você não perde um romance sobrenatural Personal Demons tem uma história diferente, leia!  

Trilogia Personal Demons
1.      Personal Demons: Amor Infernal (Personal Demons)
2.      Personal Demons: Pecado original (Original Sin)
3.      Hellbent (Previsto para maio de 2012 nos EUA).

Avaliação (1 a 5):

Postar um comentário

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO