target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

Graceling - Kristin Cashore

>>  quarta-feira, 23 de novembro de 2011

CASHORE, Kristin. Graceling: o dom extraordinário. Rio de Janeiro: Editora Rocco, 2011. 496p. Título original: Graceling. (Sete Reinos, V.1).

“Ela conhecia sua natureza. Ela a reconheceria se viesse a ficar cara a cara com ela. Era um monstro de olhos azuis e verdes, semelhante a um lobo raivoso. Uma besta maldosa que golpeava os amigos em fúria incontrolável, uma assassina que oferecia a si mesma como um veículo para a fúria do rei. Mas também era um monstro estranho, pois debaixo de sua aparência externa ficava aterrorizada e nauseada com sua própria violência. Punia a si mesma por sua selvageria.” P. 145

O livro de hoje é para quem gosta de aventuras, de romances épicos e uma fantasia diferente e inovadora. Com os melhores protagonistas que poderíamos desejar você irá conhecer o mundo fascinante dos Sete Reinos, hoje vou falar do primeiro volume da série com Graceling: o dom extraordinário de Kristin Cashore.

Sete Reinos independentes, cada um deles com seu monarca e seus costumes: Middluns, Lienid, Monsea, Estil, Sunder, Nander e Wester. Por toda a extensão dos sete reinos existem pessoas especiais, os chamados Dotados. Um dom pode ser indispensável para o rei, outros são inúteis. Os Dotados são facilmente identificados, com seus dois olhos de cores diferentes. Imagine uma pessoa capaz de ler o pensamento, outra capaz de prever o tempo ou o arqueiro que nunca erra o seu alvo. Mas existem também aqueles que têm o dom de dançar, de prender a respiração por um longo tempo embaixo d’água ou apenas de subir em árvores... dons considerados inofensivos.

No reino de Middluns existe uma Dotada temida por todos que sabem de sua história, a menina que aos 8 anos matou seu primo apenas com um soco. Ela é Katsa, sobrinha do Rei Randa, e o seu dom é o de matar. Em um reino onde os portadores de dons são explorados ou desprezados, Katsa é propriedade do Rei. Ela é seu carrasco, sua punição, seu soldado mais temido.  Cresceu treinando para controlar seu dom e hoje o usa para punir todos aqueles que de alguma forma desagradam seu Senhor. Ela despreza seu Dom e tudo aquilo que ele a obriga a fazer.

Katsa se acostumou a nunca ser olhada nos olhos, a ser temida e evitada. Com exceção de Raffin ela não tem amigos, perdeu os pais ainda bebê e não sabe o que é ser criada com amor. Ela é uma arma na mão do rei, sem escolha, sem vontades. Criada para matar, não teve infância e hoje não se comporta como uma adolescente. Só sabe que nunca irá se casar, nunca irá ter filhos pois se nega a ser controlada.

Porém, como um pequeno gesto de redenção, Katsa usa seu dom em segredo a serviço do Conselho. Com a ajuda de seu primo Raffin – filho do rei-, do capitão Oll e do subchefe Giddon ela cumpre outras missões, que ajudam a salvar inocentes e a proteger todos os reinos.  Em uma destas missões ela ficará diante do Príncipe Po, alguém capaz de fazê-la enxergar o mundo de outro modo.

“Os olhos. Katsa nunca vira olhos como aqueles. Um era prateado e o outro, dourado. Ela estava surpresa por eles não terem brilhado na escuridão daquele primeiro encontro. Não pareciam humanos. Ela não conseguia parar de olhar para eles.” P. 65

Sua última missão pelo Conselho era o resgate do avô Lienid, um idoso inofensivo que foi seqüestrado sem que soubessem o motivo ou o mandante. Em seu resgate ela conhece Po, um dos sete príncipes do reino Lienid que também buscava o resgate do avô. Ela descobre que  ele também era dotado, um dom para o combate quase tão impressionante quanto o dela.

Os dois se tornam amigos, uma amizade que aos poucos se transforma em uma grande paixão. Juntos eles irão descobrir que o poder dos Gralecings é capaz de grandes feitos, na busca pelo culpado pelo sequestro do avô eles enfrentarão um vilão capaz de destruir um reino apenas com suas palavras. O Rei Leck é poderoso, misterioso e desprovido de sentimentos.  Katsa e Po enfrentarão grandes perigos, a vida deles e o futuro do Sete Reinos está em risco.

“- Sei que você não deseja isso, Katsa. Mas não posso evitar. Desde o momento em que você entrou, assim, tão de repente, na minha vida, fiquei perdido. Tenho medo de dizer o que desejo, pelo medo de que você... ah, sei lá, possa me atirar no fogo. Ou, mais provavelmente, rejeitar-me. Ou, pior de tudo, desprezar-me. – A voz dele se dilacerava e os olhos se afastavam do rosto dela. – Eu amo você. Você é mais cara ao meu coração do que jamais pensei que alguém poderia ser. “ p. 242

Preciso falar que me apaixonei pela história? A autora cria um reino com personagens incríveis, os dons aqui não são sobrenaturais, eles fazem parte da fisiologia das pessoas. O romance épico me faz lembrar de mundos como o de O senhor dos anéis e Eragon, embora aqui a trama seja mais juvenil.

Katsa é uma heroína apaixonante, a melhor das protagonistas. Ela tem um jeito destemido que me lembra a Katniss, porém ela é ainda mais selvagem, tem total consciência de sua força letal e se deduz incapaz de amar ou de ser amada. Ela foi criada apenas com um objetivo e é muito divertido acompanhar as cenas onde ela precisa se produzir para os jantares do reino, usar penteados, vestidos e saltos. Katsa é indomável, inteligente e mortal.

Po apesar de sua incrível capacidade de lutar com Katsa, é totalmente diferente. O príncipe de Liened vem de um reino onde os dons são respeitados, tem uma família que o ama e uma alma bondoza. Po é um personagem apaixonante, gentil e doce. Meus olhos não piscavam ao observar a maneira como ele se aproximou lentamente e foi quebrando todas as barreiras para o coração de Katsa.

Próximo livro ^^
Uma das maiores vantagens desta aventura é que o livro é independente. Ele tem final, amarra todos os pontos e termina com um desfecho extremamente satisfatório. Apesar disso ele deixa ganchos para a continuação que me deixaram ansiosa, eu quero mais de Katsa e Po. Porém, pelo que pesquisei o segundo livro - Fire, terá outros personagens e acontece 30 e poucos anos antes de Graceling. Segundo a autora o terceiro livro se passará 8 anos após Graceling, também com outros personagens. Como eu disse, nada que impeça a leitura, os livros são independentes (juro), mas quem amou o casal vai sentir saudade. 

Sem dúvida eu super indico, espero que vocês gostem tanto quanto eu, só não esqueçam que a trama é juvenil, mas o envolvimento do casal é muito adulto até hehe. Leiam!!

Série Sete Reinos de Kristin Cashore
  1. Graceling: o dom extraordinário (Título original: Graceling)
  2. Fogo: como tudo começou (Fire)
  3. Bitterblue  (Ainda não lançado no Brasil).
Avaliação (1 a 5):

Postar um comentário

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO