target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

O verão e a cidade - Candace Bushnell

>>  terça-feira, 20 de março de 2012

BUSHNELL, Candace. O verão e a cidade. Rio de Janeiro: Galera Record, 2012. 412p. (Os diários de Carrie, V.2). Título original: The Carries diaries: Summer and the city.

“Ao passarmos pela multidão, me pergunto se morar em Nova York deixa as pessoas loucas ou se já eram loucas e a cidade as atrai como moscas.” p.133

Para começar, você precisa saber que esta série é bem diferente dos livros teen chick-lit que lemos normalmente. Os personagens são mais adultos, mais independentes e não têm medo de se arriscar. Só isto já me fez ficar fã de Carrie Bradshaw, uma protagonista peculiar. Eu não assisti e não sei quase nada sobre Sex and the city, no primeiro livro achei isto estranho, mas aqui acho até melhor ir me surpreendendo com os desdobramentos. Hoje no blog O verão e a cidade de Candace Bushnell.

No primeiro volume da série, com Os diários de Carrie, ficamos conhecendo Carrie Bradshaw e seus melhores amigos do último ano de colégio. Maggie, Lali, Walt, George, Donna LaDonna e o novato Sebastian. Descobrimos que nem todas são tão amigas assim; Carrie logo se apaixona por Sebastian e por causa disso cai na lista negra de Donna. Carrie nunca namorou, é virgem e ainda teme em se livrar deste “status”. Seu sonho é sair da pequena Castlebury e virar uma escritora de sucesso.

Muita coisa acontece na historia, mas Carrie acaba conseguindo seguir pelo menos um de seus sonhos, irá ficar dois meses em Nova York para fazer um curso de escrita criativa. Ela se despede de suas duas irmãs pentelhas, de seus amigos, de seu pai e parte rumo à cidade. Lá chegando ela logo é assaltada, não sabe onde está hospedada e acaba ligando para Samantha Jones, prima de Donna, a única pessoa que ela “conhece” na cidade. Carrie é uma garota de 17 anos na década de 80, não sabe nada da vida, mas não tem medo de descobrir.

Samantha é uma publicitária de sucesso, adora badalação, roupas de moda e anseia por conquistar finalmente sua ascensão social em Nova York. Samantha está noiva e prestes a se casar com Charlie, um ricaço e ótimo partido. Carrie chega sem um tostão no apartamento dela e logo é arrastada para uma festa na cidade. Ela conhece pessoas famosas, descobre que a vida em Nova York será bem mais difícil que imaginou, mas está determinada a ficar na cidade.

Carrie junto com sua nova colega de quarto L’il Waters, começam o curso de escrita ministrado pelo famoso Victor Greene. Junto com elas estão Ryan Mc Cann, Rainbow e Capote Duncan. Em Nova York todos conhecem alguém famoso, são filhos de alguém famoso e Carrie descobre que ela só tem seu talento para se destacar e conquistar sua tão sonhada carreira. É isto ou ir para Brown daqui há dois meses.

Ela começa a frequentar festas e conhecer gente diferente, entre eles está Bernard Singer, um escritor de sucesso, divorciado e mais velho que se torna o novo “namorado” de Carrie. Ela continua virgem, ele parece ignorar o assunto assim como a idade da moça.

Entre o curso de escrita, a insuportável dona do apartamento onde está vivendo e suas saídas empolgantes com Bernard, Carrie vive explorando a cidade. Seu guarda-roupa pouco convencional começa a se encher de peças estranhas de brechó, ela não liga, adora se dizer original. Nestas andanças Carrie fica conhecendo Miranda Hobbes, uma feminista que odeia os homens e vive fazendo petições contra a pornografia.

A vida de Carrie irá passar por muitas mudanças; seu coração irá oscilar durante o curso, ela vai descobrir mais sobre si mesma, terá que pagar um preço por seu ego e aprender a nunca desistir de seus sonhos.

Este livro é tão legal! Não da para explicar os desdobramentos do enredo na resenha por conta de spoilers, mas acontece tanta coisa interessante em muito pouco tempo. É um destes livros que deixar o leitor grudado em cada página, o humor da autora é ácido e os personagens são muito bem construídos.

Como eu disse no início, esta é uma série muito diferente dos teen chick-lits que temos o costume de ler, o glamour e os adolescentes precoces lembram um pouco Gossip Girl, mas esta série é infinitamente melhor para mim (só li o primeiro de Gossip e não gostei). Carrie não tem nada daquelas protagonistas chatinhas, ela sabe o que quer e luta por isto, não tem medo de dar a cara a tapa e sempre se arrisca. Tem atitudes que eu considerava completamente sem noção, mas sua originalidade abre algumas portas na cidade.

Seu coração fica dividido, mas suas novas amigas estarão lá para apoiá-la. Samantha e Miranda são como água e óleo, a primeira é uma patricinha prestes a se casar com um ricaço, a segunda uma feminista que acha que as mulheres que se casam e que vivem para a moda são uma vergonha para a espécie.

Carrie quer conquistar seu lugar naquela cidade, quer provar para todos que pode ser uma escritora e ficar me Nova York. Eu terminei o livro louca pela continuação, espero que não demore muito para ser lançada. Leiam!!

Série Os Diários de Carrie de Candace Bushnell
  1. Os diários de Carrie (The Carrie Diaries)
  2. O verão e a cidade (The Carries diaries: Summer and the city)
Avaliação (1 a 5):

Postar um comentário

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO