target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

Viajando no Mundo das Capas #6: Trilogia Millennium

>>  quinta-feira, 15 de março de 2012

 

E ai, como estão? Espero que não estejam preocupados como eu, rs. Esse mês e mês que vem, muitas, muitas coisas importantes acontecerão. Tipo, sessenta e um dias de apreensão, sabe? Só me resta torcer para tudo dar certo.

Falando nisso, semana que vem é a estreia de Jogos Vorazes \o/ Quem ainda não leu, corre que dá tempo, rs. Tá, não era para eu estar tão animado assim, até porque tudo indica que o cinema daqui da minha cidade irá exibir somente a cópia dublada (já posso morrer ou vou lá matar todo mundo primeiro?). Triste isso, não? 

E também tem a estreia de The Voice U.K!  

Mas enfim, conversa de lado... Hoje eu mostrarei as capas da trilogia Millennium. Quer por sinal a Nanda já resenhou todos os livros, não deixem de conferir :)   

Primeiro volume de trilogia cult de mistério que se tornou fenômeno mundial de vendas, Os homens que não amavam as mulheres traz uma dupla irresistível de protagonistas-detetives: o jornalista Mikael Blomkvist e a genial e perturbada hacker Lisbeth Salander. Juntos eles desvelam uma trama verdadeiramente escabrosa envolvendo a elite sueca. Os homens que não amavam as mulheres é um enigma a portas fechadas - passa-se na circunvizinhança de uma ilha. Em 1966, Harriet Vanger, jovem herdeira de um império industrial, some sem deixar vestígios. No dia de seu desaparecimento, fechara-se o acesso à ilha onde ela e diversos membros de sua extensa família se encontravam. Desde então, a cada ano, Henrik Vanger, o veelho patriarca do clã, recebe uma flor emoldurada - o mesmo presente que Harriet lhe dava, até desaparecer. Ou ser morta. Pois Henrik está convencido de que ela foi assassinada. E que um Vanger a matou. Quase quarenta anos depois o industrial contrata o jornalista Mikael Blomkvist para conduzir uma investigação particular. Mikael, que acabara de ser condenado por difamação contra o financista Wennerström, preocupa-se com a crise de credibilidade que atinge sua revista, a Millennium. Henrik lhe oferece proteção para a Millennium e provas contra Wennerström, se o jornalista consentir em investigar o assassinato de Harriet. Mikael descobre que suas inquirições não são bem-vindas pela família Vanger. E que muitos querem vê-lo pelas costas. De preferência, morto. Com o auxílio de Lisbeth Salander, que conta com uma mente infatigável para a busca de dados - de preferência, os mais sórdidos -, ele logo percebe que a trilha de segredos e perversidades do clã industrial recua até muito antes do desaparecimento ou morte de Harriet. E segue até muito depois.... até um momento presente, desconfortavelmente presente. 


Brasil: Eu acho essas capas lindas, principalmente a segunda e a terceira.  


Alemanha: Eu não gostei dessas capas. Gostei da forma que os nomes foram escritos - fonte e cor -, mas a imagem não ficou legal.  



Andorra: Eu não sei muito bem o que pensar sobre essas capas. Elas não são feias, mas também não são bonitas. Razoáveis, digamos. 



Brasil(2): Essas são as capas da primeira edição econômica que foi lançada. Também acho essas capas razoáveis. 
  

Dinamarca: Eu gostei muito dessas capas. Além de bonitas, as imagens têm certa ligação com a história. 



Estônia: Gostei da primeira e da terceira capa. A segunda não ficou tão legal.  



França: Não gostei não. Nem do estilo, nem da imagem, nem da fonte.  



Holanda: Ninguém merece três livros de uma trilogia com a mesma capa né?  



Inglaterra: Gostei das três capas.  



Islândia: São parecidas com a capa do Brasil(2), porém são mais bonitas.  



Israel: Não gostei.  



Itália: Ah, eu gostei dessas capas. 



República Tcheca: Também gostei dessas capas, principalmente da primeira.   



Suécia: Não sei o que pensar. A ideia de imitar a capa da revista - Millennium -, foi interessante, mas acho que podiam ter feito melhor (ou não). 

Hoje eu fico com as capas do Brasil. E vocês, quais capas preferem? Querem sugerir um livro para essa coluna? Clique aqui.

Por hoje é isso. Vejo vocês semana que vem :) Abraços.



 

Postar um comentário

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO