target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

Sou louco por você - Federico Moccia

>>  terça-feira, 31 de julho de 2012



MOCCIA, Federico. Sou louco por você. São Paulo: Editora Planeta, 2011. 352p. Título original: Ho voglia di ti.


“Sintonizar... O que quer dizer? Sintonia é coisa que tem a ver com música. Ou, pior ainda, com circuitos. O amor, porém, é quando você não respira, quando é absurdo, quando sente falta, quando é bonito mesmo que esteja desafinado, quando é loucura... Quando só de pensar em vê-la com outro você atravessaria o oceano a nado.” p.20

* Leitura de julho do Clube das Chocólatras BH.

Sou louco por você do italiano Federico Moccia é a aguardada continuação do romance Três metros acima do céu. Apesar de ter estranhando os personagens no ínicio do primeiro livro eu acabei me apaixonando pela historia e fiquei com o coração partido no final. Dois anos depois esta historia continua, e hoje você confere a minha opinião sobre o livro.

Em Três metros acima do céu ficamos conhecendo Babi Gervasi e Stepano Mancini, mais conhecido como Step. Ela é a legítima patricinha, moça de classe média alta, escola particular, amigos ricos e roupas de marca. Ele é um bad-boy em todos os sentidos, tem uma turma da pesada e adora sair empinando sua moto pela cidade. Musculoso, não se da por rogado e vive entrando em uma briga. Não estuda nem trabalha, vive por conta do pai e do irmão, e sua rotina é repleta de festas, mulheres e bebedeira. “E mesmo com tudo diferente, veio mesmo, de repente, uma vontade de se ver.” Inexplicavelmente os dois se apaixonam e começa uma linda e turbulenta estória de amor.

A partir daqui contém spoilers se você não leu Três metros acima do céu.

Step volta a Roma depois de dois anos morando em Nova York, mais maduro e mais tranquilo, tenta retomar sua vida. Ele ainda não esqueceu seu grande e primeiro amor, flashes de sua vida com Babi ainda surgem em cada local conhecido, em cada cheiro, em cada curva de sua moto. Mas sua vida está diferente, continua sem contato com sua mãe, mas seu pai tem uma nova namorada e seu irmão está feliz em seu novo apartamento. Step faz novos amigos, reencontra amigos antigos, arruma um emprego na área de televisão e começa a se acertar.

Ginevra Biro, 19 anos, mais conhecida como Gin chega como um furação na vida de Step. A moça é impetuosa, corajosa e sabe o que quer. Para piorar ela não dá o braço a torcer e deixa Step de queixo caído, literalmente. Os dois se conhecem de uma maneira improvável, aquilo que devia ter terminado em briga acaba se tornando um primeiro encontro. Ele que ainda não curou totalmente seu coração partido não quer se apaixonar de novo. Gin é livre, linda e irreverente, ele não sabe ainda o que ela sente por ele.

Babi Gervasi mudou muito, mais adulta e mais centrada parece uma cópia de sua mãe, Raphaela. Dani, a irmã mais nova, acaba se metendo em uma grande enrascada e agora tem um grande problema nas mãos. Cláudio, o pai, continua tentando levar uma vida dupla e pouco se preocupa com o que acontece em casa.

Step e Gin parecem dispostos a se entregar a este novo amor, mas muitas confusões e mal entendidos podem mudar o destino de todos eles. Babi, ainda está nos pensamentos de Step. Mas Gin é sua, é livre, linda e leve. O romance dos dois é fresco e cheio de alegria, mas tão passional quanto tudo que envolva Step. O destino de todos pode mudar, mais uma vez.

~~~~

O destino de todos nas mãos de Federico Moccia, e este autor não bate muito bem, sério. A passionalidade dos personagens é característica forte e presente nos romances italianos. Amores eternos, brigas horrendas, cenas de sexos calientes. Mas Moccia, além disso, não tem medo de mudar o destino de seus personagens, tudo aquilo que o leitor dá como certo, de repente acaba. No primeiro livro ele partiu meu coração ao separar os protagonistas, e olha que eu nem gostava da Babi, mas eu gostava dos dois juntos.

Outra coisa importante, é que eu não acho que este livro lido individualmente possa ser bem compreendido em todas suas nuances. Muito do comportamento de Step hoje, vem da sua relação com Babi. Muitos dos personagens e desdobramentos só fazem sentido lendo-se na ordem. Por isso não leiam este livro apenas, inclusive acho que a Editora Planeta fez feio ao não citar o livro anterior nos dados da edição, só porque o primeiro foi publicado pela Editora Rocco.

Bom, voltando ao enredo, eu achei o começo lento e bem chatinho, mas depois me envolvi com a narrativa até o final. No começo achei um porre ver aquilo tudo de novo, entendam, eu esperava um Step mais maduro. Ai ele acha uma menina ainda mais maluquete do que ele, e os dois se divertem no meio de alguma quebradeira e pancadaria. Por outro lado, Gin é uma personagem fofa e divertida, seu amor por Step é doce e cheio de boas energias. Eu torci muito por eles.

Ai, vem o Moccia, e faz um monte de besteira no final. Mais uma vez o desfecho fica meio no ar, algumas atitudes dos personagens são incompreensíveis. Eu entendo que ele queira explorar o lado bom e o ruim de uma pessoa, mas sinceramente, eu na literatura de ficção, quero ler o lado bom das pessoas rs, pelo menos dos "mocinhos".

Alguns desdobramentos também ficaram muito mal contados. No começo quando Dani, irmã de Babi, conta aos pais o que aconteceu em uma tal festa, eles não têm nenhuma reação, nem se fala mais no ocorrido. Não era para alguém ter investigado, feito uma denúncia, qualquer coisa? Depois lá na frente, Step se mete em uma briga colossal para defender Gin. Ele sai daquilo muito bem e tal, mas não teve nenhuma repercussão. Depoimentos, policia, processo... nada. Tenho até medo de ir à Itália, vai que é assim mesmo. ^^

Embora eu tenha gostado do livro até quase o final, os desdobramentos foram uma decepção e o final foi vazio para mim. Eu vou dar um tempo do autor, ele me irritou ao extremo. Apesar de todas minhas reclamações, o enredo é bom, ele escreve muito bem e as cenas de amor são lindas. A cena da ponte com os cadeados me derreteu o coração.

O livro deu origem ao filme Ho voglia di ti (2007), a historia continua a do primeiro filme Ter metri sopra il cielo. Eu não assisti a nenhum dos dois ainda, não sei se seguiram o enredo do livro nos desdobramentos. Se alguém já viu me conte. ^^



Indico para quem gosta de romances mais reais, e não tem aquela expectativa grande em cima do romance perfeitinho. Os jovens passionais e imaturos podem irritar o publico adulto, cuidado. Se este for o seu tipo de livro, leia e surpreenda-se!

Três metros acima do céu de Federico Moccia.
  1. Três metros acima do céu (Ter metri sopra Il cielo)
  2. Sou louco por você (Ho voglia di te)
Avaliação (1 a 5):

Postar um comentário

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO