target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

Karma Club - Jessica Brody

>>  quarta-feira, 29 de agosto de 2012


BRODY, Jessica. Karma Club. São Paulo: Editora Novo Século, 2011. 262p. Título original: Karma Club.

“- Pessoalmente, estou cansada de esperar que o universo levante o traseiro e comece a consertar as coisas. Não quero ter que esperar para o Mason pagar pelo que fez. Ou Heather Campbell nesse caso. Pois quem é que sabe quanto tempo vai levar? Um mês? Um ano? Cinco anos? Dez? Posso ter filhos frequentando o Ensino Médio quando for o momento de eles receberem o que merecem. E não quero esperar tudo isso. Quero estar lá quando acontecer.” p.73

Karma Club da americana Jessica Brody foi o livro que escolheram para mim na leitura do mês de agosto do Clube das Chocólatras BH. Foi mais um que finalmente saiu da pilha, ganhei este livro na Bienal do RJ, a autora autografou, e nada de eu ler. Na verdade é um daqueles livros que eu queria ler, mas nem tanto assim... sabem? Bom, vou contar para vocês sobre o enredo e o que eu achei do Clube do Carma.

Madison Kasparkova, 16 anos, era uma adolescente normal, mas que sempre sonhou em ser uma das tais garotas populares. Não importava que ela namorasse Mason Brooks, o legítimo bom moço cheio de qualidades há quase dois anos. Nem que tivesse duas amigas inseparáveis e leais, Angie e Jade. Ela achava que tinha o melhor namorado do mundo, mas principalmente, que todos deveriam saber. E é assim que a foto de Mason vai parar na revista Garota Moderna.

E não foi só isso, depois da foto, ela achou que conseguiu aquilo que sempre sonhou. Todos olharam para os dois quando chegaram ao Colégio, e a prova maior de popularidade foi o convite para as festas tops e privadas no loft de Spencer Cooper, o garoto mais rico da escola. E lá só entrava a galera popular, como a linda Heather Campbell, tudo que Maddy queria era ser como ela, era ser amiga dela.

E quando tudo isso acontece, Maddy "cai do cavalo" quando o novo garoto popular do colégio, encontra a garota mais popular do colégio, e os dois são achados aos beijos durante a tal festa no loft. Arrasada e de coração partido Maddy ainda tem que aguentar ver os dois juntos como um casal! Depois de perder o seu namorado perfeito ela e suas duas melhores amigas, que também foram chutadas pelos ex namorados, resolvem se vingar! Ou melhor, resolvem fazer justiça!

Entendam, Madison acredita no Carma e no equilíbrio. Então, os culpados pelo seu sofrimento terão que pagar. Mas, ela não está interessada em esperar a agenda do destino funcionar, ela quer sua vingança agora. E então elas criam o Clube do carma com a função de fazer aquilo que o carma ainda não fez, estragar a vida de todos aqueles que as sacanearam. O problema é que, quando você mexe com o carma, o carma mexe com você.

~~~~~

O livro é um daqueles que daria um filme de Sessão da tarde divertidíssimo! Eu li em poucas horas e ficava imaginando tudo aquilo na TV, daria realmente uma ótima comédia adolescente. No geral o livro é bem fofinho e muito divertido, as artimanhas que elas criam para se vingar dos culpados de suas infelicidades são muito criativas, embora ligeiramente surreais.

Os personagens são fofinhos, mas não são apaixonantes. O estilo do livro me lembrou muito de Lonely Hearts Club que eu gostei mais do que este, acho que por ser mais romântico e com músicas fofas.

Uma das coisas que eu gostei muito neste livro foram os nomes dos capítulos, eu adoro quando os autores colocam títulos divertidos nos capítulos sem estragá-los com spoilers. Os títulos sempre me faziam ler mais um pouquinho, e acabou que li o livro todo de uma vez.

Agora sobre os personagens, eu gostei, mas não amei nenhum deles. Achei estranha a reação do Mason com a Maddy, o jeito que ela descrevia o rapaz e sua reação pós término foi muito exagerada para mim. Achei estranho ele nem tentar falar com ela e tal, embora depois dê claramente para perceber que ele nunca foi o santinho que ela achava.

Este é um daqueles livros que eu daria 3,5 se o Skoob deixasse. Eu achei fofo, me diverti muito e acho que vai conquistar as meninas da mesma faixa etária da protagonsita. Uma coisa legal é que a autora passa uma lição legal, sobre fazer o bem para receber o bem, e sobre pagar tudo aquilo que você faz de ruim às outras pessoas.

Indico para quem gosta dos teens leves e divertidos, leiam! 

Avaliação (1 a 5):

Postar um comentário

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO