target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

Ladrão de almas - Alma Katsu

>>  quarta-feira, 17 de outubro de 2012


KATSU, Alma. Ladrão de almas. São Paulo: Editora Novo Conceito, 2012. 430p. (Ladrão de almas, v.1). Título original: The taker.

“Caminhei pela estrada solitária, agitada internamente e excitada com toda aquela conversa aberta sobre desejo. A ideia de conhecer Jonathan, de conhecer outros homens no vilarejo do jeito que Magda conhecia, deixou-me quente por dentro. Esta noite eu tinha conhecido minha verdadeira natureza; apesar de ser muito inexperiente para entendê-la, muito inocente para realizá-la, deveria ficar atenta à facilidade com que o desejo se acendia em mim. Deveria ter lutado contra ele com mais determinação, mas talvez fosse em vão, já que a verdadeira natureza sempre vence.” p. 62

Eu li dois livros sobre imortais em sequencia, Amada imortal e este, só que eles tem o foco bem diferente. Ladrão de almas da americana Alma Katsu é um romance histórico com um fundo sobrenatural, onde a protagonista conta todo o seu passado, onde tudo começou e como se tornou quem é hoje. Uma historia de amor que durou séculos, repleta de traição e em busca de redenção.  

Luke Findley é o médico da cidade local, St. Andrew, a cidade onde nasceu, fria e perdida no meio do nada. Ele voltou para cuidar dos pais idosos, e em pouco tempo perdeu seus pais para a morte, e sua esposa que o abandonou. Agora ele continuava ali, nos plantões congelantes do hospital, esperando não se sabe o quê. Mas naquela noite ele não terá um dos monótonos atendimentos da cidade. Esta noite chega uma linda mulher, algemada e coberta de sangue. Uma mulher que resolve lhe contar sua historia, uma história que começa há mais de 200 anos no passado.

Território do Maine, 1809
Aos 12 anos de idade Lanore Mcllvrae tem certeza que ama perdidamente Jonathan St. Andrew, 14 anos, filho do fundador do povoado. Ele sempre teve uma beleza etérea, uma criança que nasceu linda e encantou todas as mulheres ao seu redor. Apesar de todas elas desejarem Jonathan, ele era um rapaz solitário, pois os homens não suportavam sua companhia. Talvez fosse inveja, de sua beleza e riqueza. O importante foi que isso uniu os dois, em uma grande amizade, ela sempre apaixonada por ele, sempre.

Mais velhos ela observou Jonathan se relacionar com várias mulheres da cidade, algumas casadas, enquanto Lanny só tinha seus sonhos apaixonados. Ela queria se casar com ele um dia, embora soubesse que nunca seria boa o bastante. Sua família era simples, e os pais dele jamais iriam aceitar esta união. Aos 20 anos sua mãe já insistia para ela arrumasse um marido, e deixasse de lado esta estranha amizade. Mas o destino quis diferente, e por causa deste amor ela paga um preço muito alto.

~~~~~

Como a sinopse do livro conta muito pouco sobre a historia eu resolvi não contar muito também aqui na resenha, o ruim é que vários personagens aparecem na segunda parte do livro e não poderei falar muito sobre eles. Lanny é uma personagem sofrida, que amou um único homem por muito tempo; imagine ter um grande amor não correspondido e se tornar imortal? Pois é, não desejaria isso para ninguém rs. Apesar de continuar sempre jovem e bela, ela carrega nos ombros um passado amargo, resquícios do sofrimento iniciado por este amor.

A primeira parte do livro é aquela historia de cidade do interior, de menina pobre que gosta do homem lindo e rico e sabe que é improvável que se case com ele, mas mesmo assim se entrega a este amor. Depois a vida dela muda radicalmente, nos acontecimentos que a tornaram imortal. A parte histórica do livro, a vida de Lanny e o que aconteceu com ela foram interessantes, o livro prendeu minha atenção, mas eu não conseguir gostar de verdade dos personagens.

Primeiramente eu não entendo este amor todo dela por Jonathan, ele sempre foi o menino mais bonito da cidade... e só. Ele não a tratava bem, ele procurava a sua amizade quando era conveniente e no momento que ela mais precisou ele deu as costas e nunca mais pensou no assunto. Lanny amava Jonathan, que amava ele mesmo.  O fato dela continuar amando-0 por toda a vida (200 anos?!), a troco de nada, não me convenceu, e com isso eu não me apeguei a nenhum personagem. Lanny é inteligente, mas também é obsessiva e ciumenta. Outro personagem só aparece em determinado momento, mas é o grande ápice do livro: Adair. O cara é sinistro, não sabemos bem se ele é totalmente bandido ou se o seu passado justifica suas atitudes, mas é interessante descobrir. Ele envolve todos os personagens em sua teia e parece ser impossível sair de lá.

O enredo do livro fica mais pesado em um segundo momento, cheio de cenas fortes e de sexo de toda maneira, inclusive não consensual. Estas cenas não são minuciosamente descritas, mas para quem não gosta de livros mais pesados, acredito que não irá gostar.

Em geral o enredo é instigante, o livro é bem inscrito, mas eu esperava mais. Se eu fosse resumir o  livro em uma palavra eu diria: morno. Os personagens não me conquistaram; Jonathan é um babaca, Lanny embarca em uma busca sem propósito e Luke não “fede nem cheira”. Mesmo assim eu percebo que o grande quê do livro é o conceito de amor incondicional, o poder do amor - mesmo o não correspondido - de afetar a vida de várias pessoas, para o bem ou para o mal. 

E tem aquela outra coisa, sabe quando o livro é do personagem narrando seu passado? Tem sempre aquela coisa, de você saber que no final vai dar tudo certo já que senão ele não estaria contando tudo no futuro certo?rs. Isso para mim geralmente tira o suspense do livro, mas isso é uma opinião pessoal. Eu li vários elogios no Skoob e esperava gostar bem mais, mas não funcionou para mim. 

A vantagem é que no primeiro volume a historia é bem amarrada e o leitor não fica refém da continuação. Pelo menos a capa é linda demais e ele ficou um charme na estante hehe, falando sério, pretendo ler a continuação para ver se vou gostar mais. Quem leu não deixe de nos contar sua opinião. 

Trilogia Ladrão de almas da Alma Katsu
  1. Ladrão de almas (The taker)
  2. The reckoning (Os demais ainda não lançados no Brasil)
  3. The descent.
Avaliação (1 a 5):

Postar um comentário

Posts Recentes

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO