target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

Wereworld: A fúria dos leões - Curtis Jobling

>>  sexta-feira, 4 de janeiro de 2013


JOBLING, Curtis. Wereworld: A fúria dos leões. São Paulo: Editora Saraiva, 2012. 396p. (Werewold, v.2). Título original: Wereworld: Rage of lions.

“Bem, e quem na Lyssia pode escolher quem serão seus pais? – riu-se Ewan. – Você é o que é, Drew. Não há como fugir disso. Deveria ter orgulho de sua herança, meu jovem.
Ah, se ele soubesse o que penso da minha herança, barão Ewan, refletiu Drew, acomodando-se mais uma vez no chão frio. Desejava com desespero fugir daquela herança. Fugir e nunca mais olhar para trás.” p. 200

Eu adorei o primeiro livro da série Wereworld e estava muito ansiosa para ler a continuação, sempre fico acompanhando os lançamentos e quando chega a fila de espera não me deixa ler imediatamente. Finalmente consegui ler o segundo livro e o mundo dos Werelords está cada vez mais interessante. Conheça Wereworld: A fúria dos leões do Curtis Jobling.

Drew Ferran era um garoto simples, um lavrador que vivia na fazenda dos pais. Até que sua herança genealógica cobra seu preço, e aos 16 anos em uma noite trágica, ele se transforma. Drew descobre que é um Werewolf, um lobo. Ele consegue aliados, e é informado que todos os lobos foram caçados pelo Rei Leopold – um werelion. Agora ele terá que lutar por sua vida, e por seus direitos de nascença.

A partir daqui contém spoilers se você não leu A origem do lobo.

A vida de Drew Ferran mudou radicalmente; ele descobriu que era um Werewolf, além disso era filho do antigo rei de Lyssia que teve seu trono usurpado pelo Rei Leopold, que matou toda sua família e casou com a rainha – mãe de Drew. Ele e seus aliados desafiaram o rei e em uma batalha sangrenta tomaram posse do reino. Agora Drew é um lord em treinamento, para aprender a lutar e um dia assumir seu reinado. Enquanto isso o werebear Lord Bergan toma conta do reino e combate os aliados do werelion.

Seus amigos também estão por perto, Hector faz parte do conselho formado para cuidar do reino e Gretchen faz o que uma dama faria, anda pelo reino com suas damas de companhia e inferniza a vida de Drew. Eles são amigos, ele acha que gosta dela, mas não tem certeza se é amor, já que ela também tem atitudes estranhas.

Enquanto isso Leopold – o rei deposto – observa tudo e ruge para seus inimigos. Seu filho, o príncipe Lucas sumiu e ninguém sabe de seu paradeiro. Até que Gretchen é sequestrada e levada para fora do reino e tudo indica que o Príncipe Lucas, seu ex-noivo, está por trás disso. Drew parte em seu encalço em uma manobra arriscada, contando apenas com a ajuda de Whitley – uma ladybear filha de Bergan.

Eles perseguem os raptores de Gretchen contra as ordens do conselho e a partir daí vários eventos são desencadeados. Seu destino pode determinar o futuro dos Sete Reinos da Lyssia. E parece que os Catlords não ficarão parados enquanto perdem seu reino para um lobinho adolescente.

~~~~~~

O primeiro livro da série me conquistou completamente, eu adorei a mitologia com vários animais transmorfos e a dinâmica da narrativa. E me apaixonei pelo protagonsita, Drew é o típico “pobre menino rico”, cercado de infortúnios e tragédias, mas que no fundo é o herdeiro de direito do trono.  Seu aprendizado, seu jeito simples e honesto; tudo o que ele sofre exerce um grande apelo para o leitor, eu torci por ele muito e me apaixonei por Drew.

Infelizmente neste segundo livro Drew perde este carisma – pelo menos para mim. Ele continua sofrendo muito, tudo da errado e Drew é honesto e faz tudo para seguir em frente. Mas as suas indecisões, sua falta de estratégia e péssima performance nas lutas me irritaram. Eu pensava... agora ele aprende... e tudo dava errado novamente. Foi um pouco frustrante, e ele sai do rol dos meus personagens queridinhos, mas o livro continua bom.

O autor é bem mal com seus personagens rsrs, como os bonzinhos sofrem! Por outro lado, o livro é ágil, as batalhas são emocionantes e eu li a segunda metade do livro em um fôlego, doida para descobrir o que aconteceria no final. E mais uma vez estou refém da continuação, espero que não demorem muito a lança-lo por aqui.

Eu gostei muito do trabalho da Editora, as capas são fortes e marcantes, a edição está excelente e eu adorei o fato deles não traduzirem os nomes, mantendo do original: werewolf, werelion, werebear, etc.

A narrativa é em terceira pessoa e alterna o foco entre vários personagens. Hector mudou muito neste segundo volume, passando por grandes dificuldades e assumindo características bem sombrias. Gretchen continua chata, mas pelo menso agora ela está do lado certo da briga rs. A força do Lord Bergan se destacou neste livro, assim como o Wereshark Conde Vega. A honra de Bergan coloca-os em maus lençóis, já que os inimigos não são nada honrosos.

Esta série vai agradar também os meninos que gostam de sobrenatural e de lobisomens. A mitologia é diferente, as batalhas são emocionantes e o enredo é muito bom. O autor não é muito conhecido lá fora, e os livros não tiveram destaque aqui quando foram lançados, o que é uma pena, acho que a série faria muito sucesso com o público em geral. Leiam!!

Série Wereworld de de Curts Jobling
  1. A origem do lobo (Título original: Rise of the Wolf)
  2. A fúria dos leões (Rage of lions)
  3. A sombra do gavião (Shadow of the hawk)
  4. Nest of serpents (Os demais ainda não lançados no Brasil)
  5. Storm of sharks.
Avaliação (1 a 5):

Postar um comentário

Posts Recentes

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO