target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

Entre o agora e o nunca - J. A. Redmerski

>>  terça-feira, 4 de junho de 2013

REDMERSKI, J. A. Entre o agora e o nunca. Rio de Janeiro: Editora Objetiva, 2013. 361p. (Entre o agora e o nunca, V.1). Título original: The edge of never.

“Não posso me deixar cair no mundo que é Andrew Parrish, embora tudo no meu coração e nos meus desejos me peça isso. Não é só questão de ter medo de sofrer de novo; todos passam por esta fase, e talvez eu ainda não a tenha superado completamente, mas são tantas outras coisas.” p.169

Um novo estilo literário vem crescendo no Brasil, o subgênero New adult. São romances voltados ao público jovem, mas não tão jovem assim. Os romances são mais fortes, falam abertamente sobre sexo, não têm medo de usar uma linguagem mais forte e têm protagonistas que já saíram da adolescência e estão dispostos a viver o momento. Hoje vou falar do novo queridinho do estilo, Entre o agora e o nunca da J. A. Redmerski.

Camryn Bennett, 20 anos, desistiu do amor, e até de certa forma da vida, de seus sonhos. Não, ela não é uma jovem problemática que é linda e se acha feia, que é magra e se acha gorda e por ai vai... Ela é loira, linda, tem um corpão e não tem problemas  de auto estima. Na verdade sua vida tinha tudo, sonhos, amigos, e um grande amor. Até que perdeu tudo.  Até que sua vida saiu totalmente dos trilhos.

Uma semana antes da formatura, Cam perdeu Ian, seu namorado, em um acidente de carro. Pouco tempo depois seus pais se divorciaram; o pai se afastou com sua última conquista, a mãe começou a ter encontros atrás de encontros. E há seis meses, seu irmão mais velho, Cole, foi preso e condenado por dirigir embriagado e matar uma pessoa.

É, não tem como ela continuar com seus planos, seu emprego em uma loja de departamentos e a vidinha de sempre. Ela tenta explicar para sua melhor amiga, Natalie, mas ninguém entende. Porém, quando mais uma pessoa a decepciona, Cam coloca uma mochila nas costas e deixa tudo para trás.

Ela pretende viajar pelos EUA, sem rumo certo. Ela pega um ônibus para um lugar qualquer, mas sua viagem logo muda quando ela conhece Andrew Parrish, 25 anos, um jovem bonito e que parece determinado a perturbar a vida de Cam na estrada.

Os dois embarcam em uma viagem pelos EUA, por horas de estrada, conversando sobre tudo e nada ao mesmo tempo. Ambos tentam ignorar a atração mutua que sentem um pelo outro, determinados a não se apaixonar.

~~~~~~

Já começo avisando que este estilo literário não segue o manual dos bons costumes ^^. Traduzindo, tem sexo narrado abertamente e sem proteção, muito palavrão e dois jovens descobrindo o que fazer da vida; ambos querendo quebrar o conceito de “felicidade” visto pela sociedade em geral: entrar em uma faculdade, arrumar um bom emprego, etc.

O livro tem o mesmo estilo de Belo desastre, então não imagino que quem tenha odiado o primeiro irá gostar tanto deste livro. Claro que estou falando do gênero, as historias são bem diferentes. Além de New Adult, o estilo encaixa também como Road Trip, mas envolve muito mais que uma viagem. Andrew é o legítimo bom moço, doce, leal e educado. Protetor, carinhoso e sempre disposto a conversar – apesar que em certo ponto do livro ele mostra seu lado “ciumento brutamontes”, o que até achei estranho pela evolução do personagem até então.

E Camryn é uma ótima mocinha! Ela sabe o que quer, é decidida, conversa abertamente sobre o que quer e o que não quer, e não tem medo de correr riscos. Achei isso uma grande evolução, estou bem cansada de mocinhas palermas.  Por outro lado, a moça também tem seu momento submissa, mas não é nada exagerado.

O livro me ganhou desde o início, eu adorei a ideia, me comovi como o drama dos dois e torci muito pelo casal. Os diálogos são ótimos, os personagens são excelentes, tem uma trilha sonora linda – eles falam muito sobre música durante a viagem – e um drama que emociona. É daqueles livros que você devora com um sorriso no rosto.

E vou me repetir, o livro tem uma narrativa mais pesada e tem várias cenas sexuais tórridas, o sexo não é exagerado, mas é mostrado abertamente. Então se você não gosta disso, não leia, se você não se importa, se esbalde!

Mas ai tem o final, pois é, sei que muita gente está falando  o mesmo, que não gostou do final. E o meu problema nem foi com o que aconteceu, foi como foi narrado.  Entendam, a autora  monta um enredo bonitinho, com tudo muito bem contado e explicado. Aí chega na parte mais importante da historia, ela conta tudo em um capítulo, depois tem um epílogo no estilo “dois meses depois” com duas páginas e um super clichê... achei desnecessário. Tanto o clichê, quanto a correria do final.

A boa notícia é que o livro tem uma continuação, estou ansiosa para rever os personagens. ^^ (reescrevi esta frase n vezes, porque tudo que eu pensava estar ansiosa para ver era spoiler. :)

Eu indico para todos que curtem o estilo New adult, ou que queiram conhecer. É uma linda historia de amor jovem, onde mais vale o dia de hoje do que o de amanhã. Leiam!!

Ah e deixo o link para quem quiser conhecer a trilha sonora!

Série Entre o agora e nunca da J. A. Rednerski
  1. Entre o agora e o nunca (The edge of never)
  2. Entre o agora e o sempre (The edge of always).
Avaliação (1 a 5):

Postar um comentário

Posts Recentes

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO