target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

Obsessão - Tara Moss

>>  quinta-feira, 11 de julho de 2013

MOSS, Tara. Obsessão. Rio de Janeiro: Editora Fundamento, 2010. 302p. (Makedde Vanderwall, v.2). Título original: Split.

“Era melhor encarar a morte de cabeça erguida do que levar um tiro pelas costas, se era isso o que aquele homem tinha em mente para ela. Ela se virou devagar, buscando aqueles olhos impiedosos que a tinha visto chorar e implorar compaixão.
Não os encontrou. No lugar onde deveriam estar os olhos, havia dois longos tubos.
Debbie gritou e começou a correr.” p. 217

Mesclando a vida nas passarelas com psicologia forense, temos uma linda modelo que trabalha neste ramo apenas para pagar seus estudos. Mas ela também passou por muita coisa, carrega um passado que preferia deixar para trás. Em um romance policial um pouco diferente, hoje vou falar de Obsessão, segundo volume da série Makedde Vanderwall da Tara Moss.

Em Fetiche ficamos conhecendo Mak, uma modelo que estava trabalhando na Austrália quando sua melhor amiga é assassinada. O detetive Andy Flynn liga o crime a outros dois, o assassino do salto alto tinha atacado mais uma vez. Mak já está acostumada a ser vista apenas como uma mulher bonita e desmiolada, mas ela logo mostra para Andy que irá ajudar a resolver o crime, Mak é também estudante de psicologia forense. O envolvimento de Mak com Andy e com as investigações, logo chama a atenção do assassino.

A resenha contém spoilers do livro anterior.

Makedde Vanderwall, Mak, sobreviveu ao ataque do assassino de salto alto na Austrália, e agora está de volta ao Canadá, tentando deixar tudo aquilo para trás e seguir em frente com seus estudos. Ela continua fazendo alguns bicos como modelo para pagar as contas, mas seu sonho é trabalhar com psicologia forense.

Mas Mak não consegue levar uma vida normal, vive assustada e tem pesadelos terríveis. A insônia a faz passar noites em claro, e sua aparência sempre cansada começa a preocupar seu pai. Ela insiste que está bem, e se nega a procurar ajuda médica.

O passado porém insiste em voltar, Andy Flynn está no Canadá para participar de um congresso de criminologia, o charmoso e complicado detetive que salvou a vida de Mac está de volta, e quer se aproximar dela. Mak tenta evitar o policial, precisa esquecer o passado, e a presença de Andy só serve para atrapalhar. Mak então começa a sair com Roy Blake, que trabalha como segurança na faculdade.

Mas Andy não está ali só por Mak, ele começa a ajudar na investigação de um novo crime, e bem perto de Mak. Três garotas desapareceram do campus misteriosamente, e tudo piora quando descobrem que as jovens foram assassinadas e um novo serial killer pode estar a solta.

Andy quer proteger Mak, estar com ela novamente. Mak precisa aprender a resolver seus problemas sozinha, ela pretende ficar bem longe de Andy...

~~~~~~~

Duas coisas são importantes você saber sobre esta série, a primeira dela é que acho os livros completamente interligados, tanto com a trama, quanto com a construção dos personagens, então acredito que o leitor precise sim, lê-los na ordem da série. A segunda coisa é sobre o estilo, no primeiro livro achei que era uma série normal de romance policial, Mak ajuda a desvendar o crime, e acaba sob a mira do assassino.  Mas com a leitura do segundo livro, tenho a impressão que Mak não deva ser vista como uma investigadora, ela vai ser sempre a modelo linda e inteligente que acaba como vítima.

Tanto que neste livro ela nem tenta investigar nada, tenta seguir em frente e resolver seus problemas pessoais, o problema é que Mak parece ser um ímã para assassinos. Já Andy está ali por Mak, ele ajuda nas investigações, mas seu foco principal é rever Mak e quem sabe continuar o relacionamento que começaram na Austrália.

Este é um daqueles livros estranhos, eu não acho tão bom assim – como policial é muito fraco e morro de rir de compararem a autora com a Agatha Christie -, mas acabo gostando da leitura. Eu gosto dos personagens, gosto da abordagem psicológica, do fato como vamos conhecendo seus problemas e mistérios, e fico curiosa para saber o final. A autora trabalha bem a parte dos distúrbios e patologias psicológicas. A narrativa é leve, gostosa, fácil de ler e prende o leitor.  O fraco do livro é que a autora deixa a investigação totalmente de lado, e o assassino cai de bandeja na trama.

Vou continuar a série, mas já vi que a fórmula é Mak correndo perigo e o assassino sempre vai se encantar com a bela modelo. Vamos ver se o mote muda, mas depois de dois livros e tendo lido a sinopse do terceiro, acho que é por ai mesmo.  

Quem não gosta de um policial muito pesado e prefere o romance da trama acredito que irá gostar mais desta série, não espere muito da parte policial, é bem fraca. Indico para quem gosta deste estilo ou não é experiente com este gênero literário, a fórmula é legal para quem quer conhecer o estilo. :)

Série Makedde Vanderwall Thriller de Tara Moss
  1. Fetiche (Fetich)
  2. Obsessão (Split)
  3. Cobiça (Cobit)
  4. Hit (Os demais ainda não lançados no Brasil)
  5. Siren.
  6. Assassin.
Avaliação (1 a 5):

Postar um comentário

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO