target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

Emmi & Leo: A sétima onda - Daniel Glattauer

>>  sexta-feira, 9 de agosto de 2013

GLATTAUER, Daniel. Emmi & Leo: A sétima onda. Rio de Janeiro: Editora Objetiva, 2013. 168p. (@mor, v.2). Título original: Alle sieben wellen.

“Assunto: Diga-me apenas...
...se você
a.      Deleta meus e-mails sem ler.
b.      Lê e deleta.
c.       Lê e salva.
d.      Não recebe nenhum.”

Ano passado eu fui conquistada pela narrativa fofa e divertida de @amor, um livro inteirinho narrado de forma epistolar, onde os protagonistas trocam uma mensagem por engano, e a partir daí surge uma estranha amizade, desta amizade uma grande atração... e é ai que tudo fica muito complicado. @mor termina com um baque, eu mal acreditei que era o final, e apesar de saber que teria uma continuação eu sofri até ter em mãos Emmi & Leo: A sétima onda do austríaco Daniel Glattauer.

Como eu disse, tudo começou com um e-mail por enganto, quando e Emmi Rothner e Leo Leike se tornaram amigos, e depois começaram um flerte online. Ele solteiro, mas sempre terminando e voltando com a namorada, sempre de coração partido. Ela casada há 12 anos com um cara mais velho, mãe (ou madrasta) de dois adolescentes. O sentimento começa a crescer....

A partir daqui pode conter spoilers se você não leu @mor.


Emmi (e os leitores) fica com o coração na mão, quando tudo que recebe como retorno de seus emails é uma mensagem de mudança de endereço eletrônico. Tudo que ela sabe é que Leo deixou a cidade, e mudou-se para Boston. Meses se passam, até que um dia, o e-mail para de voltar. Ele só pode estar de volta! Ou pelo menos acessou seu e-mail lá do outro lado do mundo...

Não, Leo está de volta à Áustria e aos poucos retorna sua “amizade” online com Emmi. O problema é que ela não sabe de muita coisa, não sabe que Leo partiu após receber um e-mail de Bernhard, marido de Emmi, que implorava para que ele não desfizesse sua família. E ela ainda não sabe, mas está prestes a descobrir, que Leo agora tem uma namorada americana, Pamela.

Mesmo sabendo aos poucos da nova vida de Leo, eles não param de se falar, ambos não conseguem mensurar se só o fato de trocarem tantos e-mails, seria ou não uma traição a seus parceiros. Eles insistem em falar em amizade, ou em fugir de uma decisão mais séria.

Na tentativa de decidir o que pode ou não acontecer, eles finalmente concordam em se encontrar pessoalmente para um café. A partir daí tudo poderá mudar, será que o namoro de Leo vai sobreviver a sua relação online com Emmi? E o casamento de Emmi, como ficará depois de tudo isso?

~~~~~~

Acho que o problema do livro foi ele ter sido dividido em duas partes, a historia era fofa demais, mas o segundo livro pareceu meio desnecessário. Entenda, no primeiro livro você torce pelos dois, até que começa a descobrir tudo que Emma vive, seu marido, os filhos dele, a vida toda que ela quer conciliar com sua amizade com Leo. Ela não quer abrir mão do casamento, mas o que faz e o que fala com Leo por se só já seria uma traição... será? No primeiro livro fui aos poucos me irritando com Emmi, não pelas suas atitudes, mas pela falta delas. Não me irritei tanto por ela ser casada, torci para que ela largasse o marido e ficasse com Leo, ou que largasse Leo de vez, enfim, que fizesse alguma coisa.  Ela não faz nada disso.

Quando comecei o segundo livro, já estava irritada com aquela Emma indecisa, que não abriria mão de sua vida, mas que não deixava Leo em paz para seguir em frente com a dele. Então eu já tinha um antipatia por um dos narradores logo de início. É bem diferente da sensação de @mor, onde você fica encantada com a narrativa, com os e-mails inteligentes e só aos poucos vai sabendo mais sobre a vida dos dois personagens.

A Emmi melhora, neste livro ela parece saber o que quer e toma algumas atitudes em relação a isso, o problema é que pode ser tarde demais.

A leitura vale a pena, é fofo, é diferente, tem partes divertidas. Mas eu fiquei um pouco frustrada, achei que era um livro todo para contar o que poderia ter sido contado em alguns poucos capítulos a mais no livro anterior.

Apesar disso, curti a leitura. Não achei este livro tão bom quanto o primeiro, mas gostei do final. Foi meio corrido e mais ou menos o que eu esperava, mas foi interessante.

A narrativa epistolar vale a leitura, quem nunca leu um livro todo escrito por e-mails deveria dar uma olhada na obra. 

Duologia @mor do Daniel Glattauer
In: http://www.danielglattauer.com
  1. @mor (Gut gegen norwind)
  2. Emmi & Leo - A sétima onda (Alle Sieben Wellen)

Avaliação ( 1 a 5):

Postar um comentário

Posts Recentes

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO