target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

Sangue na neve - Lisa Gardner

>>  sexta-feira, 16 de agosto de 2013

GARDNER, Lisa. Sangue na neve. São Paulo: Editora Novo Conceito, 2013. 416p. (Detetive D. D. Warren, v.5). Título original: Love you more.

Este é mais um caso de investigação da  detetive D. D. Warren, quinto volume da série, segundo lançado no Brasil. Apesar da trama central ser independente, eu sinto falta dos livros anteriores, que é onde você vai conhecendo melhor o protagonista, uma pena. Mas mesmo reclamando - sempre - da ordem da série, a escrita de Lisa Gardner me faz esquecer de tudo isso. Conheçam o eletrizante Sangue na neve da Lisa Gardner.

A detetive D. D. Warren está em seu dia de folga, e tem muito com o que se preocupar. O máximo que ela consegue fazer é prender a respiração e contar mentalmente até que o namorado, Alex, saia de casa e ela possa, finalmente, correr para o banheiro. Mas ela nem tem tempo de pensar no que pode estar ou não acontecendo, ela recebe uma ligação incomum de seu ex-namorado, atualmente casado e pai de uma filha, Bobby Dodge, detetive da polícia Estadual de Massachusetts. Assassinato, neve, provas adulteradas, uma policial envolvida. Resultado, correr para a cena do crime.

A policial em questão é a trooper Tessa Leoni, que matou seu marido em legitima defesa. Bom, pelo menos é o que parece à primeira vista. Tessa está toda machucada e o corpo de Brian Darby, 42 anos, permance ensanguentado no chão da cozinha. Três tiros no peito. Certeiros. O caso não seria tão complicado, se não fosse o desaparecimento da filhinha de 6 anos da policial.

E o que parecia um caso trivial de abuso, o desfecho de uma briga doméstica, toma outras proporções. Tessa é uma policial, então vários departamentos estão envolvidos no caso. A menina, Sophie, desapareceu sem deixar rastro. Tessa afirma que saiu a noite para seu plantão,e que chegou em casa pela manhã e já não encontrou a filha. Muitas peças não se encaixam, D. D. Warren começa a desconfiar da inocência de Tessa, afinal, onde está a menininha?

D. D. Warren é uma viciada em trabalho, e agora com a ajuda de Bobby, corre contra o tempo para tentar encontrar a menina com vida. Ao mesmo tempo, começa a descobrir que Tessa não é bem o que aparenta, e que ela não contou toda a verdade. Quem você ama mais?

~~~~~~~~

Eu tenho uma reclamação a fazer, e depois disso posso começar a falar no quanto eu amei esta historia. Eu fiquei indignada com este título “Sangue na neve”, que raiva, não tem nada haver com a historia, a não ser que você considere o fato de que alguém foi assassinado, tem sangue e que estamos no inverno de Boston aff. O título original “Love you more” tem tudo haver com a historia, a frase se repete a todo momento no livro. Vontade de xingar quem escolheu este título nacional…

Mas, enfim, foi a única coisa que não gostei no livro todo. Sério! É lindo, é emocionante, é quase perfeito. Desde o início eu desconfiei de vários fatores, e acho até que a sinopse fala mais que deveria, tomem cuidado. A sinopse já me deixou com várias ideias na cabeça, e no fim, eu acertei o X da questão, embora tivessem vários detalhes  diferentes do que eu tinha deduzido.

Lisa Gardner é ágil, é astuta, ela confunde o leitor e nos leva por vários caminhos diferentes. A narrativa alternar-se contando a investigação pelos olhos da D. D. Warren e do Bobby em terceira pessoa, e em primeira pessoa sob o olhar da Tessa. Acho incrível como a autora dedica-se aos personagens novos, nos já sabemos muito sobre a detetive, e ela constrói muito bem a historia de Tessa.

D.D é uma maníaca por trabalho, nem agora que está cheia de problemas pessoais ela descansa para comer ou para dormir. E afinal, a vida de uma criança está em risco, se é que Sophie ainda possa ser encontrada com vida. O ruim é que não da para saber o porquê da dureza da detetive, nem como foi seu relacionamento com Bobby, tudo isso ficou perdido nos três primeiros livros da série que não foram lançados aqui. L

A trama me conquistou, eu teci hipóteses e construí certezas, a autora brinca com a capacidade dedutiva do leitor e Tessa causa ora simpatia, ora desconfiança. Esta trama é bem mais ágil do que a do livro anterior, e acho que por isso até gostei bem mais deste volume. É daqueles que o leitor pensa “vou ler só mais um capítulo antes de dormir” e quando vê está de madrugada.

Uma curiosidade que me chamou a atenção foi a nota da autora no final do livro. Achei muito interessante como a autora pesquisou para construir seu enredo, ela conta com um ótimo humor as enrascadas que se meteu para construir locais e personagens. Desde a legista que ela conhece e que usava uma camiseta onde se lia “Não me irrite – estou ficando sem lugar onde enterrar corpos”; até seu marido, como ela cita “que ficou tão acostumado a ter uma esposa que vai para a prisão que nem mesmo pergunta mais quando é que eu volto. Isso é amor, posso lhe dizer.” Pelo resultado do livro, imagino que uma boa pesquisa faça toda a diferença.

Eu amei e indico para os fãs do gênero. Até quem não gosta tanto de policial eu acho que vai gostar, a parte do drama/romance dos personagens tem bastante destaque na construção da historia. Não marque bobeira, leia com certeza!!

Série Detetive D. D. Warren de Lisa Gardner
  1. Alone
  2. Esconda-se (Hide)
  3. The neighbor
  4. Viva para contar (Live to tell)
  5. Sangue na neve (Love you more)
  6. The 7h Month: A detective D. D Warren story
  7. Catch me.
Avaliação (1 a 5):

Postar um comentário

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO